Projetos cofinanciados pela EU
Grande Sábio
centro de atividades educativas, lda.
 

Formação financiada

Atualmente o Grande Sábio abraça o projeto POISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego) com o intuito de criar condições ou proporcionar oportunidades aos que direta ou indiretamente nos procuram e são beneficiados pelas nossas ações.
Com este propósito contamos com as seguintes formações:

Patologias na população idosa - gastrointestinais, endocrinológicas, genito-urinárias, musculoesqueléticas, dermatológicas e crónicas

Patologias na população idosa - gastrointestinais, endocrinológicas, genito-urinárias, musculoesqueléticas, dermatológicas e crónicas
UFCD | 8909
Nível 4
Carga horária | 8909 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as principais patologias que afetam os idosos, bem como as suas principais características.
  • Escolher e adequar exercícios básicos, de acordo com as orientações dos técnicos especializados, aos idosos consoante a patologia que apresentarem.
  • Patologia gastrointestinal e dos órgãos anexos
    • Sistema gastrointestinal da população idosa
    • Fatores de risco
    • Sintomas
    • Principais patologias
      • Refluxo gastro-esofágico
      • Obstipação
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas gastrointestinais
  • Patologia endocrinológica e metabólica
    • Sistema endócrino e metabólico envelhecido
    • Fatores de risco
    • Sintomas
    • Principais patologias:
      • Hipertiroidismo
      • Hipotiroidismo
      • Gota
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas endócrinos e metabólicos
  • Patologia genito-urinária
    • Modificações do sistema genito-urinário na população idosa
    • Fatores de risco
    • Sintomas
    • Principais patologias:
      • Insuficiência renal
      • Incontinência
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas genito-urinários
  • Patologia musculoesquelética
    • Alterações musculares e ósseas no idoso
    • Fatores de risco
    • Sintomas
    • Principais patologias:
      • Artrite reumatoide
      • Osteoporose
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas musculares e ósseas
  • Patologia dermatológica
    • A pele e o envelhecimento
    • Fatores de risco
    • Sintomas
    • Principais patologias:
      • Dermatite de contacto
      • Micoses
      • Parasitoses
      • Cancro da pele
      • Psoríase
      • Úlceras de pressão
        • Definição, causas e sintomas
        • Locais privilegiados para a ocorrência de uma úlcera de pressão
        • Fases da úlcera de pressão
        • Cuidados a ter com a pele (idoso acamado e numa cadeira de rodas)
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas dermatológicos
  • Patologias crónicas
    • Doenças crónicas e a população idosa
    • Fatores de risco
    • Principais patologias:
      • Diabetes
      • Colesterol
      • Hipertensão arterial
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas crónicos

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Patologias na população idosa - cardiorrespiratória e neuro sensoriais

Patologias na população idosa - cardiorrespiratória e neuro sensoriais
UFCD |
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as principais patologias que afetam os idosos, bem como as suas principais características.
  • Escolher e adequar exercícios básicos, de acordo com as orientações dos técnicos especializados, aos idosos consoante a patologia que apresentarem.
  • Patologia cardiovascular
    • Sistema cardiovascular envelhecido
    • Fatores de risco
    • Sintomas
    • Principais patologias:
      • Angina de peito
      • Enfarte agudo do miocárdio
      • Acidente vascular cerebral
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas cardiovasculares
  • Patologia respiratória
    • Sistema respiratório envelhecido
    • Fatores de risco
    • Sintomas
    • Principais patologias:
      • Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC)
      • Infeções respiratórias
      • Traqueostomias
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas respiratórios
  • Patologia hematológica
    • Constituintes do sangue e o envelhecimento
    • Fatores de risco
    • Sintomas
    • Principais patologias:
      • Anemia
      • Leucemia
      • Hemofilia
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas hematológicos
  • Patologia neoplásicas
    • Envelhecimento e a proliferação celular
    • Fatores de risco
    • Sintomas
    • Tumores benignos e malignos
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas oncológicos
  • Patologia neurológica
    • O cérebro e o envelhecimento
    • As suas causas
    • Principais patologias:
      • Alzheimer
        • Alterações cerebrais no Alzheimer
        • Sinais de alerta
      • Parkinson
        • Sinais/sintomas
        • A marcha Parkinsónica
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas neurológicos
  • Patologia sensorial
    • Visão
    • Audição
    • Paladar, olfato e tato
    • Atividades adaptadas aos idosos com problemas sensoriais

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Introdução à patologia no idoso

Introdução à patologia no idoso
UFCD | 8907
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir e caracterizar os conceitos de saúde e doença.
  • Analisar os aspetos relacionados com a qualidade de vida e respetiva avaliação.
  • Identificar os aspetos determinantes para a promoção da saúde e prevenção de doenças nos idosos.
  • Reconhecer a importância da farmacologia, vacinação e avaliação morfológica na prevenção e cura de algumas doenças.
  • Saúde
    • Definição de saúde segundo a OMS
    • Perspetiva triangular (social, mental e física)
    • Fatores que influenciam a saúde da pessoa idosa
  • Doença e as suas fases
    • O conceito de doença
    • Sintoma, sinal e síndrome
    • Aguda – Características e formas de intervenção
    • Convalescença – Características e formas de intervenção
    • Restauração – Características e formas de intervenção
  • Qualidade de vida
    • Definição de qualidade de vida segundo a OMS
    • Os aspetos relacionados com a qualidade de vida
      • Biológicos
      • Sociais
      • Médicos
      • Económicos
      • Políticos
    • As duas esferas da qualidade de vida
      • Esfera objetiva
      • Esfera subjetiva
    • Escala de avaliação da qualidade de vida – World Health Organization Quality of Life Assesment (WHOQOL-100) OMS
  • Promoção da saúde e prevenção da doença
    • Responsabilidade pessoal
    • Atividade física
    • Nutrição adequada
    • Adaptação ao stress
    • Organização do ambiente
    • Vacinação
    • Higiene corporal
    • Prevenção de acidentes
  • O processo de administração de medicamentos / vacinas
    • Os principais grupos de fármacos utilizados na população idosa
    • A automedicação nos idosos
  • Avaliação morfológica do idoso
    • Estatura
    • Massa
    • Índice de Massa Corporal (IMC)

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Adaptação/ modificação de contextos e materiais em função do idoso

Adaptação/ modificação de contextos e materiais em função do idoso
UFCD | 8905
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer barreiras arquitetónicas em função da funcionalidade do idoso.
  • Descrever e executar as medidas de higiene e segurança nos diferentes contextos de atuação do técnico de geriatria.
  • Identificar e usar tecnologias de apoio e ajudas técnicas.
  • Caracterizar os meios técnicos auxiliares de apoio à mobilização e marcha.
  • Analisar as consequências resultantes dos acidentes e quedas.
  • Avaliar e adequar o ambiente envolvente, de acordo com as orientações da equipa técnica.
  • Barreiras arquitetónicas e tecnológicas – implicações na funcionalidade do idoso
    • Barreiras arquitetónicas e tecnológicas – características
    • Barreiras arquitetónicas e tecnológicas consoante o problema de cada idoso (problemas físicos, intelectuais, entre outros)
    • Levantamento das barreiras arquitetónicas e tecnológicas
    • CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade)
  • Higiene e segurança
    • Limpeza das instalações (dependendo do local – quarto, cozinha, instalações sanitárias…)
    • Organização do espaço (prevenção de acidentes – potenciação da capacidade de adaptação do idoso – economização de energia)
  • Acidentes e quedas na população idosa
    • Contextos e acidentes/quedas
    • Intoxicações na população idosa
  • Ergonomia
    • Conceito e relação com a população idosa
    • Adaptações ergonómicas
  • Utilização de ajudas técnicas de apoio à mobilização e marcha e suas funções:
    • Andarilho
    • Canadianas
    • Bengalas e pirâmides
    • Muletas e auxiliares
    • Cadeira de rodas
  • Tecnologias de apoio e ajudas técnicas para a pessoa idosa com:
    • Deficiência motora
    • Deficiência visual
    • Problemas de comunicação
    • Dificuldade intelectual e desenvolvimental (deficiência mental)
  • Avaliação e modificação do ambiente

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Métodos de intervenção familiar – contexto do idoso

Métodos de intervenção familiar – contexto do idoso
UFCD | 8904
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância da composição familiar e do funcionamento familiar nos cuidados que são prestados ao idoso.
  • Analisar as funções e as necessidades familiares.
  • Analisar a informação obtida pelos diferentes instrumentos de avaliação de intervenção familiar.
  • Composição e estrutura da família
    • As diferentes composições e estruturas da família
    • Composição e características familiares e o nível de atenção dado ao idoso
  • Família do idoso com deficiência
    • Fatores de risco (social e comunitário)
    • Prevenção da negligência
    • Abuso e maus tratos à pessoa com deficiência
  • Interação e funcionamento familiar
    • Sistemas familiares funcionais e disfuncionais – APGAR de Família
    • Violência intrafamiliar e maus tratos ao idoso
    • Esquemas de assistência às famílias em risco
  • Funções da família
    • Prover e o cuidar (papéis familiares)
    • Declínio das funções familiares dos idosos
  • Necessidades e recursos da família
    • Principais necessidades de uma família que assiste e presta cuidados a um idoso
    • Levantamento dos recursos comunitários disponíveis à família
    • Ecomapa
  • Stress familiar
    • Processo de cuidar de um idoso – fator de stress
    • Análise do stress familiar – instrumento de avaliação (análise da sobrecarga dos cuidadores)

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Técnicas e estratégias de comunicação e observação nos contextos de intervenção com a população idosa

Técnicas e estratégias de comunicação e observação nos contextos de intervenção com a população idosa
UFCD | 8903
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Descrever os aspetos inerentes ao processo de comunicação (verbal e não-verbal)
  • Aplicar as estratégias que facilitam o processo de comunicação com a população idosa.
  • Identificar e eliminar/atenuar as barreiras à comunicação, com a população idosa.
  • Reconhecer, adequar e aplicar os diferentes tipos de observação.
  • Preparar uma cheklist de observação, adequada ao contexto a avaliar.
  • Noção de comunicação e estratégias comunicacionais
    • Processo de comunicação
    • Os dois níveis de comunicação
    • Comunicação com os idosos – o que se deve e o que não se deve dizer
    • Estratégias de comunicação com os idosos
  • Barreiras à comunicação com a população idosa
    • Principais barreiras à comunicação
    • Formas de eliminação/atenuação de barreiras
    • Criação de facilitadores comunicacionais
  • Comunicação verbal e não-verbal com a população idosa
    • Comunicação verbal – tipos (oral e escrita), características e funções
    • Comunicação não-verbal – características e funções
    • Exploração de atividades nestes dois níveis
    • Interação com pessoas com problemas de comunicação e com deficiência
  • Transmissão de notícias: boas e más
    • Competências de relacionamento interpessoal
    • Papel das emoções no comportamento social
    • Comunicação na interação com pessoas com alterações comportamentais (agressividade e agitação)
    • Comunicar de forma assertiva
  • Processo de observação
    • Observação e comunicação não-verbal
    • Aspetos a observar no idoso
    • Forma e a postura correta de observação
    • Principais contextos de observação
  • Tipos de observação – escuta ativa (características e aplicação prática) da:
    • Observação direta
    • Observação indireta
    • Observação participante
    • Observação não-participante
    • Observação aberta
    • Observação fechada
  • Checklist de observação adequada ao contexto a avaliar
    • Criação e aplicação de uma cheklist de observação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Contextos de prestação de cuidados ao idoso - lares e instituições de saúde

Contextos de prestação de cuidados ao idoso - lares e instituições de saúde
UFCD | 8901
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os principais objetivos, estratégias e técnicas de intervenção em lares de idosos e em instituições de saúde.
  • Aplicar estratégias e técnicas de intervenção em lares de idosos e em instituições de saúde.
  • Escolher e preparar o processo mais adequado de inclusão/integração social do idoso.
  • Reconhecer as características inerentes aos processos de institucionalização e hospitalização.
  • Principais objetivos a trabalhar no idoso nos contextos
    • Lares de idosos
    • Instituições de saúde
  • Estratégias de intervenção e técnicas de apoio em instituições (de saúde e em lares de idosos)
  • Processo de inclusão/integração social do idoso na rede social formal
    • Principais dificuldades do processo
    • Estratégias facilitadoras do processo
    • Importância dos estilos de vida
    • Estabelecimento de objetivos de vida
  • Institucionalização
    • Causas da institucionalização
    • Vantagens e as consequências da institucionalização
    • Ambiente institucional
    • Rotinas nas instituições
  • Hospitalização
    • Consequências e benefícios da hospitalização
    • Hospitalização como fonte de stress
    • Aspetos a ter em conta para reduzir as consequências da hospitalização
    • Hospitalização e a autonomia
    • Ações a desenvolver para melhorar a autonomia do idoso hospitalizado

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Contextos de prestação de cuidados ao idoso - domicílio, residências autónomas e centros de dia

Contextos de prestação de cuidados ao idoso - domicílio, residências autónomas e centros de dia
UFCD | 8900
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os principais objetivos, estratégias e técnicas de intervenção no apoio domiciliário, nos centros de dia e nas residências autónomas.
  • Aplicar estratégias e técnicas de intervenção no apoio domiciliário, nos centros de dia e nas residências autónomas.
  • Reconhecer quem são os prestadores de cuidados dos idosos e o seu papel.
  • Diferenciar a resposta social formal, da resposta social informal.
  • Principais objetivos a trabalhar no idoso nos contextos
    • Apoio domiciliário
    • Centros de dia
    • Residências autónomas
  • Estratégias de intervenção e técnicas de apoio no domicílio
  • Redes de apoio – Modelo ecológico de Bronfenbrenner
  • Prestadores de cuidados (resposta social informal) dos idosos
    • Prestadores principais e secundários de cuidados
    • Diferenças nos apoios entre a família e os amigos
    • Papel do prestador de cuidados secundários
  • Resposta social formal vs resposta social informal
    • Idoso no seu domicílio e o idoso fora do seu domicílio
    • Modelos de relação entre a rede social formal e informal

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Investimento social e angariação de fundos

Investimento social e angariação de fundos
UFCD | 10376
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o conceito de investimento social.
  • Identificar e colaborar em estratégias de angariação de fundos.
  • Aplicar técnicas de angariação de fundos.
  • Investimento social vs caridade
  • Técnicas de angariação de fundos
  • Retorno do investimento social
    • Conceito
    • Estratégias
    • Práticas
    • Cálculo
  • Apresentação de boas práticas
  • Definição de objetivos e métricas de gestão
  • Importância do cálculo do retorno do investimento social

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Intervenção do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial em situações de crise

Intervenção do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial em situações de crise
UFCD |
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância da intervenção em situações de crise.
  • Identificar métodos e técnicas de intervenção em situações de crise.
  • Gestão psicossocial de incidentes críticos
  • Noção de trauma, crise e de incidentes críticos
    • Definição conceptual
    • Estratégias e pressupostos de atuação
  • O stresse
    • O que é o stresse?
    • Perturbação stresse pós-traumático
  • A comunicação em situações de crise
    • A pragmática da comunicação humana
    • A comunicação aplicada - competências básicas e específicas
  • Apoio nas crises psiquiátricas
    • Agressividade
    • Ansiedade e pânico
    • Surto maníaco
    • Ideação delirante
  • Técnicas de intervenção em situações de crise
    • Análise e tomada de decisão
    • Planeamento
    • Ação e procedimentos
    • Avaliação da intervenção

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Elaboração de relatórios na gestão de projetos sociais

Elaboração de relatórios na gestão de projetos sociais
UFCD | 10378
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância dos relatórios na gestão de projetos sociais.
  • Selecionar os modelos de relatórios para elaboração em diferentes fases do projeto e elaborá-los em função dos diferentes públicos-alvo.
  • Construir relatórios de avaliação de projetos sociais.
  • Relatórios de avaliação de projetos sociais
    • Definição
    • Importância
    • Planeamento
  • Orientações gerais para a elaboração de relatórios
    • A elaboração de relatórios nos diferentes contextos sociais
  • Modelos de relatórios
  • Técnicas de elaboração de relatórios na gestão de projetos sociais
    • O papel dos relatórios na gestão de projetos
    • Os vários tipos de documentos
    • Os destinatários dos relatórios escritos
    • Adaptar o documento às caraterísticas dos seus destinatários

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Fundamentos do desenvolvimento saudável

Fundamentos do desenvolvimento saudável
UFCD | 10385
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir os conceitos de saúde e doença.
  • Diferenciar os conceitos de doença, deficiência e incapacidade.
  • Reconhecer e potenciar o processo de desenvolvimento saudável.
  • Identificar e caracterizar o papel das principais estruturas biológicas implicadas no funcionamento saudável.
  • Fundamentos concetuais
    • Saúde, autonomia, independência, atividades da vida diária e funcionalidade
    • Doença, deficiência e incapacidade
  • Sistemas sensoriais
    • Modalidades e estruturas biológicas
    • Doença e deficiência
    • Causas e consequências
  • Alimentação
    • Nutrição e desnutrição
    • Implicações na saúde
  • Motricidade
    • Marcha
    • Motricidade fina e global
    • Fases do desenvolvimento
  • Linguagem
    • Características e função
    • Estruturas biológicas
    • Condições necessárias à aquisição
    • Fases de desenvolvimento
  • Ciclo do sono-vigília
    • Funções
    • Arquitetura e padrão
    • Ritmo circadiano
    • Higiene do sono
  • Afetividade
    • Emoção
    • Humor
    • Implicações nas relações interpessoais

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Trajetórias de desenvolvimento em crianças e jovens

Trajetórias de desenvolvimento em crianças e jovens
UFCD | 10386
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Diferenciar os processos desenvolvimentais normativos e não normativos e as respetivas implicações psicossociais.
  • Identificar as principais características das perturbações do desenvolvimento.
  • Reconhecer as características de síndromes genéticas e de multideficiência.
  • Identificar situações de abuso e negligência e respetivas implicações em crianças e jovens.
  • Aspetos gerais do desenvolvimento saudável
  • Perturbações do desenvolvimento
    • Conceito e causas
    • Incapacidade intelectual
    • Perturbação da linguagem
    • Perturbação do espectro do autismo
    • Hiperatividade e défice de atenção
    • Perturbações motoras
    • Implicações na funcionalidade
  • Paralisia cerebral
    • Causas, características e implicações na funcionalidade
  • Trissomia 21
    • Causas, características e implicações na funcionalidade
  • Multideficiência
    • Conceito, características e implicações na funcionalidade
  • Abuso e negligência
    • Conceito, características e implicações na funcionalidade

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Domínios e estratégias de intervenção em crianças e jovens

Domínios e estratégias de intervenção em crianças e jovens
UFCD | 10390
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir os âmbitos e limites da intervenção do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial com crianças e adolescentes.
  • Identificar as áreas, os domínios e objetivos da intervenção com crianças e adolescentes.
  • Identificar as vantagens das diferentes estratégias de intervenção em função dos objetivos definidos.
  • Preparar atividades e materiais ajustados à faixa etária e aos objetivos da intervenção.
  • Intervenção do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial com crianças e jovens
    • Âmbitos e limites
    • Questões éticas
  • Domínios da intervenção com crianças e jovens
    • Saúde, doença, incapacidade e deficiência
    • Promoção da saúde e prevenção da doença
    • Contextos institucionais
  • Formas de intervenção com crianças e jovens
    • Individual
    • Grupo
    • Família
  • Estratégias de intervenção com crianças e jovens
    • Expressão plástica
    • Ludoterapia
    • Técnicas de estimulação cognitiva
    • Técnicas de treino de competências

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Domínios e estratégias de intervenção em adultos

Domínios e estratégias de intervenção em adultos
UFCD | 10391
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir os âmbitos e limites da intervenção do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial com população adulta.
  • Identificar as áreas, domínios e objetivos da intervenção na população adulta.
  • Explicar as vantagens das diferentes estratégias de intervenção em função dos objetivos definidos.
  • Dinamizar atividades e produzir materiais ajustados à faixa etária e aos objetivos da intervenção.
  • Intervenção do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial com adultos
    • Âmbitos e limites
    • Questões éticas
  • Domínios da intervenção com adultos
    • Saúde, doença, incapacidade e deficiência
    • Promoção da saúde e prevenção de doença
    • Envelhecimento ativo e envelhecimento patológico
    • Promoção do envelhecimento ativo e prevenção do envelhecimento patológico
    • Contextos institucionais
  • Formas de intervenção com adultos
    • Individual, grupo, família e cuidadores
  • Estratégias de intervenção com adultos
    • Psicoeducação
    • Terapia orientada para a realidade
    • Terapia ocupacional
    • Ateliers terapêuticos
    • Reabilitação cognitiva
    • Salas snoezelen

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Respostas sociais de proximidade - organização e gestão

Respostas sociais de proximidade - organização e gestão
UFCD | 10371
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar o estatuto, natureza, organização e gestão de cada equipamento e serviço.
  • Reconhecer o papel das organizações do terceiro setor na resposta aos problemas sociais.
  • Identificar as respostas sociais inerentes às diversas problemáticas e respetiva população alvo.
  • Observar as diferentes respostas sociais.
  • Organização e gestão do terceiro setor
    • Conceito e evolução do 3º setor em Portugal
    • Equipamentos e serviços
    • Entidades lucrativas e não lucrativas
    • Instituições particulares de solidariedade social
  • Respostas sociais
    • Crianças e jovens
    • Crianças e jovens em situações de risco
    • Crianças, jovens e adultos com deficiência
    • Terceira idade
    • Família e comunidade
    • Pessoas com doença do foro mental
    • Comportamentos Aditivos e Dependências
    • Pessoas em condição de sem abrigo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Respostas sociais de proximidade - organização e gestão

Respostas sociais de proximidade - organização e gestão
UFCD | 10371
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar o estatuto, natureza, organização e gestão de cada equipamento e serviço.
  • Reconhecer o papel das organizações do terceiro setor na resposta aos problemas sociais.
  • Identificar as respostas sociais inerentes às diversas problemáticas e respetiva população alvo.
  • Observar as diferentes respostas sociais.
  • Organização e gestão do terceiro setor
    • Conceito e evolução do 3º setor em Portugal
    • Equipamentos e serviços
    • Entidades lucrativas e não lucrativas
    • Instituições particulares de solidariedade social
  • Respostas sociais
    • Crianças e jovens
    • Crianças e jovens em situações de risco
    • Crianças, jovens e adultos com deficiência
    • Terceira idade
    • Família e comunidade
    • Pessoas com doença do foro mental
    • Comportamentos Aditivos e Dependências
    • Pessoas em condição de sem abrigo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Intervenção e desenvolvimento comunitário

Intervenção e desenvolvimento comunitário
UFCD | 10369
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar a estrutura conceptual do desenvolvimento comunitário.
  • Reconhecer o desenvolvimento comunitário na atualidade como estratégia de intervenção social.
  • Reconhecer conceitos básicos da psicologia comunitária.
  • Caraterizar projetos de intervenção comunitária.
  • Desenvolver projetos de intervenção comunitária.
  • Desenvolvimento comunitário
    • Dimensões do conceito
      • Comunidade
      • desenvolvimento comunitário
      • Organização comunitária
      • Território
      • Bairro
      • Coletivo
      • Grupo
      • Rede social
    • Raízes
    • Princípios
    • Modelos
  • Desenvolvimento comunitário diferentes contextos
    • Educação
    • Comunidade e Saúde
    • Exclusão social
    • Ação macrossocial
  • Psicologia comunitária
    • Fundamentos
    • Comunidade e ecologia
    • Teoria da crise
    • Suporte social
    • Intervenção social
  • Desenvolvimento e participação comunitária
  • Empowerment e comunidade
    • Princípios gerais
    • Grupos de auto ajuda
    • Grupos de ajuda mútua e as famílias
  • O desenvolvimento comunitário como estratégia de intervenção social
    • A técnica de intervenção social
    • O papel do/a técnico/a de apoio psicossocial na intervenção comunitária
  • Projetos de intervenção comunitária

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Ferramentas de comunicação humanizada com o idoso em situação de vulnerabilidade – conversas difíceis

Ferramentas de comunicação humanizada com o idoso em situação de vulnerabilidade – conversas difíceis
UFCD | 9857
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Aplicar ferramentas de comunicação humanizada que incrementem o nível de confiança na relação entre cuidador - idoso no contexto de conversas complexas e difíceis.
  • Promover a expressão do idoso vulnerável, através de ferramentas que garantam o seu bem-estar e incrementem a sua perceção de segurança.
  • Reconhecer a importância do bem-estar mútuo cuidador - idoso e aplicar técnicas de prevenção da exaustão do cuidador.
  • Aplicar ferramentas de comunicação humanizada que incrementem o nível de confiança na relação entre cuidador - idoso no contexto de conversas complexas e difíceis.
  • Promover a expressão do idoso vulnerável, através de ferramentas que garantam o seu bem-estar e incrementem a sua perceção de segurança.
  • Reconhecer a importância do bem-estar mútuo cuidador - idoso e aplicar técnicas de prevenção da exaustão do cuidador.

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Comunicação interpessoal e institucional - princípios e práticas

Comunicação interpessoal e institucional - princípios e práticas
UFCD | 9835
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer as principais teorias e modelos inerentes ao processo comunicacional.
  • Identificar o processo de comunicação interpessoal e institucional e seus princípios.
  • Analisar pressupostos legais inerentes aos processos de comunicação e suas materializações.
  • Realizar as operações intrínsecas ao processo de comunicação institucional.
  • A comunicação
    • Esquema explicativo e suas implicações nas relações interpessoais
  • Ética e deontologia
  • Teorias explicativas do processo de comunicação
    • Hipodérmica - Lasswell, Shannon Weaver
    • Persuasão e efeitos limitados
    • Agenda setting
    • Gatekeeping
    • Newsmaking (Wolf)
    • Culturalista e Escola de Frankfurt
  • Legislação aplicável
    • Panorâmica geral dos direitos de autor e direitos conexos, de imagem
    • Importância da declaração de cedência de direitos
  • Cuidados a ter com a captação de imagens e declarações de terceiros e perspetiva da sua utilização contextualizada

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Perturbações do desenvolvimento no idoso - DID, deficiência motora e multideficiência

Perturbações do desenvolvimento no idoso - DID, deficiência motora e multideficiência
UFCD | 8920
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar e enumerar características do idoso com DID , Deficiência Motora e Multideficiência.
  • Adequar e descrever os métodos e técnicas de acompanhamento do idoso, em função da sua perturbação do desenvolvimento.
  • Reconhecer a importância das informações fornecidas por instrumentos de avaliação, a fim de prestar um apoio e acompanhamento adequados.
  • O idoso com perturbações do desenvolvimento
    • Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental (DID)
      • Natureza mutlifatorial da etiologia
        • Processos biológicos
        • Interação social e familiar (social)
        • Fatores comportamental
        • Fatores educacionais e culturais
      • Características gerais da DID, ao nível:
        • Cognitivo
        • Linguagem
        • Psicomotor
        • Social.
      • Papel do Técnico de Geriatria no acompanhamento e monitorização do idoso, nas AVD’s
    • Deficiência motora
      • Tipos de patologias que conduzem à deficiência motora
      • Características e limitações subsequentes
      • O papel do técnico de geriatria no acompanhamento e monitorização do idoso, nas AVD’s
    • Multideficiência
      • Definição e exemplos
  • Prevenção da negligência, abusos e maus tratos do idoso com PD
  • Registo e transmissão de ocorrências
  • Redes de apoio – Modelo ecológico de Bronfenbrenner
  • Métodos e técnicas de acompanhamento com idosos com DID, Deficiência Motora e Multideficiência
  • Comportamento adaptativo: análise dos parâmetros da escala de avaliação do comportamento adaptativo (ECA) para a prestação de um acompanhamento adequado
  • Classificação internacional de funcionalidade (CIF), incapacidade e saúde

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Perturbações do desenvolvimento no idoso - autismo, deficiência visual e auditiva

Perturbações do desenvolvimento no idoso - autismo, deficiência visual e auditiva
UFCD | 8919
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Diferenciar as dimensões do modelo do funcionamento humano.
  • Classificar e explicar atitudes e comportamentos positivos vs negativos, face ao idoso com perturbação do desenvolvimento.
  • Identificar e enumerar características do idoso com autismo, Deficiências visual e auditiva.
  • Interpretar a informação fornecida pela escala ECA para compreensão do perfil e intensidade de apoios necessários do idoso com perturbação do desenvolvimento.
  • Modelo do funcionamento humano
    • Habilidades intelectuais
    • Comportamento adaptativo
    • Saúde
    • Participação
    • Contexto
  • Atitude face à pessoa com perturbação do desenvolvimento
    • Atitudes e comportamentos
      • Atitude cognitiva, afetiva e comportamental
    • Estereótipos
    • Preconceito
      • Fatores sociais, emocionais e cognitivos
    • A discriminação
      • Direta
      • Indireta
      • Assédio e retaliação
      • Positiva vs negativa
    • Sensibilização
    • Aceitação e assertividade
  • O idoso com perturbações do desenvolvimento (PD):
    • Autismo
      • Características
      • O papel do técnico de geriatria no acompanhamento e monitorização do idoso, nas AVD’s
      • Estratégias a utilizar no acompanhamento do idoso com autismo: na interação e na gestão e contenção comportamental
    • Deficiência visual
      • Características
      • Orientação e mobilidade: o papel do técnico de geriatria no acompanhamento e monitorização do idoso, nas AVD’s
    • Deficiência auditiva
      • Características
      • O papel do técnico de geriatria no acompanhamento e monitorização do idoso, nas AVD’s
  • Métodos e técnicas de acompanhamento com o idoso com Autismo, Deficiência Visual e Auditiva
  • Análise dos parâmetros da escala de intensidade de apoios (ECA - Escala do Comportamento Adaptativo), para compreensão do perfil e intensidade dos apoios necessários do idoso com PD, e prestação de um acompanhamento adequado

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Psicopatologias no idoso – perturbações do sono, alimentares e utilização de substâncias

Psicopatologias no idoso – perturbações do sono, alimentares e utilização de substâncias
UFCD | 8918
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Descrever os tipos e principais características das perturbações psicopatológicas no idoso.
  • Identificar o impacto da manifestação das diferentes psicopatologias, no quotidiano do idoso.
  • Aplicar estratégias adequadas no acompanhamento ao idoso com psicopatologia, de acordo com as orientações da equipa técnica.
  • Perturbações do comportamento alimentar
    • Tipos e principais características
    • Impacto na funcionalidade e nas AVD’s do idoso
    • Acompanhamento e monitorização do idoso, nas AVD’s
  • Perturbações pela utilização de substâncias
    • Sinais e consequências
    • Impacto na funcionalidade e nas AVD’s do idoso
    • Acompanhamento e monitorização do idoso, nas AVD’s
  • Perturbações do sono
    • Fases do ciclo do sono
    • Funções do sono
    • Características do sono da pessoa idosa
    • Importância do sono e do repouso para o idoso
    • Fatores que influenciam a qualidade do sono
    • Modificações na quantidade e qualidade do sono, e seu impacto na vida do idoso

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Psicopatologias no idoso - perturbações do humor, ansiedade, somatoformes, personalidade, esquizofrenia e demências

Psicopatologias no idoso - perturbações do humor, ansiedade, somatoformes, personalidade, esquizofrenia e demências
UFCD | 8917
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Descrever os tipos e principais características das perturbações psicopatológicas no idoso.
  • Identificar o impacto da manifestação das diferentes psicopatologias, no quotidiano do idoso.
  • Aplicar estratégias adequadas no acompanhamento ao idoso com psicopatologia.
  • Preparar atividades básicas, no âmbito do acompanhamento ao idoso com psicopatologia, de acordo com as orientações da equipa técnica.
  • Perturbações do humor
    • Tipos e principais características
    • Impacto na funcionalidade e nas AVD’s (Atividades de vida Diárias) do idoso
    • Preparação de atividades básicas, em função das características
  • Perturbações da ansiedade
    • Tipos e principais características
    • Impacto na funcionalidade e nas AVD’s do idoso
    • Análise de possíveis estratégias a utilizar durante o acompanhamento ao idoso
  • Perturbações somatoformes
    • Tipos e principais características
    • Análise de possíveis estratégias a utilizar durante o acompanhamento ao idoso
  • Perturbações da personalidade
    • Tipos e principais características
    • Impacto nas relações interpessoais
    • Análise de possíveis estratégias a utilizar durante o acompanhamento ao idoso
  • Esquizofrenia
    • Tipos e principais características
    • Análise de possíveis estratégias a utilizar durante o acompanhamento ao idoso
    • Impacto na funcionalidade e nas AVD’s do idoso
    • Acompanhamento e monitorização do idoso, nas AVD’s
  • Demências (Alzheimer, Parkinson e Mistas)
    • Principais características das demências
    • Impacto na funcionalidade e nas AVD’s do idoso
    • Acompanhamento e monitorização do idoso, nas AVD’s
    • O papel do técnico na preparação de atividades básicas, no âmbito do acompanhamento do idoso

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Higiene do idoso

Higiene do idoso
UFCD | 8912
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Descrever o papel do cuidador ao nível relacional e no cuidado ao idoso no ato de higiene.
  • Enumerar as diferentes etapas do processo de higiene do idoso.
  • Executar cuidados de higiene totais e parciais à pessoa idosa, conforme o seu grau de dependência.
  • Aplicar as técnicas adequadas de eliminação, de acordo com o grau de dependência do idoso.

Cuidados de higiene totais e parciais

  • Importância da higiene
  • Higiene do idoso segundo os graus de dependência:
    • Independente
    • Semi-dependente
    • Dependente
  • Aspetos relacionais e do cuidado na higiene – o papel do cuidador
  • Cuidados parciais vs cuidados totais
  • Etapas de higiene
    • Preparação do material
    • Etapa do banho no chuveiro
    • Etapa do banho na cama
    • Técnicas de transporte
    • Manobras para trocar o idoso de posição (idosos acamados)
  • Conforto do idoso
    • Cama articulada
    • Cama simples
  • Cuidados de eliminação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Nutrição e diatética no idoso

Nutrição e diatética no idoso
UFCD | 8911
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Descrever a roda dos alimentos adequada à população idosa e identificar os nutrientes que se encontram nos seus alimentos.
  • Reconhecer as patologias e necessidades nutricionais típicas da população idosa.
  • Preparar uma ementa de acordo com as necessidades nutricionais do idoso, tendo em conta os pressupostos de uma alimentação saudável, de acordo com as orientações do técnico responsável.
  • Roda dos alimentos: grupos alimentares e sua composição
    • Adaptação da roda dos alimentos à população idosa
    • Análise de recomendações que vão além da roda dos alimentos
  • Nutrientes
    • Proteínas
    • Lípidos
    • Glícidos
    • Vitaminas
    • Fibras
    • Sais-minerais
    • Água
  • Alimentação saudável
    • Diversidade de alimentos
    • Horários
    • Número de refeições
    • Quantidade de alimento
    • O consumo de água
    • Alimentos a privilegiar e a evitar
  • Necessidades nutricionais
    • Determinantes do estado nutricional da pessoa idosa
    • Possíveis limitações dos idosos na alimentação:
      • Problemas de mastigação
      • Problemas de deglutição
      • Tabaco e bebidas alcoólicas
      • Medicamentos
    • Alterações fisiológicas do envelhecimento e respetivo impacto nas necessidades energéticas
    • Défice de vitaminas e minerais no envelhecimento e suas consequências
  • Patologias nutricionais
    • Desnutrição e malnutrição
    • Desidratação
    • Obesidade
    • Anorexia
    • Doença celíaca
    • Fenilcetonúria
    • Intolerância à lactose
    • Alterações gastrointestinais
    • Diabetes
    • Hipertensão
    • Alergia à proteína do leite
  • Elaboração de ementas segundo as necessidades nutricionais do idoso

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Intervenção em populações de risco

Intervenção em populações de risco
UFCD | 10392
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir e distinguir os conceitos de inclusão, exclusão, reinserção e reabilitação.
  • Definir e caracterizar populações de risco.
  • Elaborar planos de ação em equipa multidisciplinar e aplicar técnicas de intervenção em populações de risco.
  • Identificar e caraterizar os dispositivos de controlo e suporte social.
  • Definir os conceitos de inclusão, exclusão, reinserção, reabilitação, comunidade e grupo social
    • Fatores individuais, sociais e familiares dos indivíduos em risco
    • Inclusão e exclusão social de indivíduos de risco
    • Doença mental
    • Sistemas familiares disfuncionais
    • Indivíduos com deficiência mental e física
    • Jovens em risco
    • Indivíduos com dificuldades de integração no meio social: idosos, sem-abrigo, toxicodependentes; alcoólicos - prostituição masculina e feminina
    • Minorias étnicas e refugiados
    • Violência doméstica
    • Bullying
  • Intervenção comunitária nas populações de risco
  • A Reinserção e reabilitação social de populações vulneráveis e em risco
    • Programas de reabilitação
    • Empoderamento
    • Construção de projetos de vida
    • Redes de suporte e grupos de autoajuda
  • Dispositivos de Controlo Social e Normatividade (Centros de Saúde; Hospitais; Associações, Polícia de Segurança Pública, entre outros)

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Desenho e conceção de projetos de intervenção social

Desenho e conceção de projetos de intervenção social
UFCD | 10381
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o trabalho de projeto como um instrumento orientado para a resolução de problemas sociais e comunitários.
  • Aplicar metodologias de investigação/ ação/ participativa/ empowerment.
  • Conceito de projeto/ plano/programa
  • Metodologias de intervenção social
    • Definição de metodologia
    • A metodologia na transformação da realidade
    • A flexibilidade da ação metodológica
  • O trabalho de projeto como um método orientado para a resolução de problemas
  • A investigação/ ação participativa/ capacitação - operacionalização
  • Identificação das fases do trabalho de projeto
    • Diagnóstico
    • Planificação
    • Execução
    • Avaliação
  • Reconhecer o trabalho de projeto como um instrumento orientado para a resolução de problemas sociais e comunitários.
  • Aplicar metodologias de investigação/ ação/ participativa/ empowerment.

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Intervenção nos comportamentos aditivos e dependências

Intervenção nos comportamentos aditivos e dependências
UFCD | 10380
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer os níveis de intervenção do técnico de apoio psicossocial nos domínios da prevenção, tratamento, reinserção e redução de riscos e minimização de danos.
  • Identificar e caraterizar os dispositivos de intervenção nos comportamentos aditivos e dependências.
  • Aplicar técnicas de abordagem a comportamentos aditivos e de dependência.
  • Conceito de desvio/representação social
  • Os comportamentos aditivos e as dependências
  • Comportamentos aditivos com ou sem substância
  • Conceito de dependência
  • As dependências - substâncias lícitas e ilícitas
  • Novos padrões de consumo
  • Os aspetos biopsicossociais dos comportamentos aditivos e das dependências
  • Os diferentes níveis de intervenção
    • Prevenção Universal, Seletiva e Indicada - fatores de risco e fatores protetores
    • Modalidades de tratamento
    • Reinserção social e comunitária - programas de intervenção
    • Redução de riscos e minimização de danos - estratégias e programas
  • Técnicas de abordagem - o papel do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial
  • Encaminhamento para estruturas de apoio

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Intervenção socioeducativa

Intervenção socioeducativa
UFCD | 10379
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer as diferentes dimensões da educação como um fenómeno social e uma ferramenta de transformação social.
  • Identificar a pluralidade de fatores que contribuem para o (in)sucesso escolar e o papel de todos os atores da comunidade escolar no sucesso do processo educativo.
  • Reconhecer a importância da escola e do contexto escolar como resposta social de intervenção.
  • Educação – conceito geral
  • Definição de (in)sucesso escolar e sucesso educativo
  • A escola como um quadro de interações sociais
    • Os atores educativos e a comunidade escolar
  • Teorias explicativas do (in)sucesso escolar
    • Teoria dos dons naturais
    • Teoria do handicap sociocultural
    • Teoria sócio institucional
  • Os diferentes códigos linguísticos
    • Código elementar ou restrito
    • Código elaborado
  • Práticas pedagógicas
    • Abordagem multinível
  • Abordagem transformadora/ transformativa

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Politicas sociais de intervenção

Politicas sociais de intervenção
UFCD | 10370
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância dos objetivos de desenvolvimento sustentável na melhoria da condição de vida das populações.
  • Reconhecer a importância da economia social no terceiro setor.
  • Identificar a função social do Estado.
  • Reconhecer as diferentes políticas sociais inerentes ao desenvolvimento das atividades do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial.
  • Identificar os serviços e equipamentos inerentes às políticas sociais e os respetivos destinatários.
  • Desenvolvimento sustentável
    • Definição
    • Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS)
  • Economia social
    • Definição
    • Integração nas organizações
    • Pluralidade
    • Terceiro setor, e economia solidária
  • Politicas sociais
    • Função social do estado
    • Objetivos das politicas sociais
    • Políticas
      • Saúde
      • Educação
      • Justiça
      • Segurança Social
    • Técnico/a de Apoio Psicossocial - enquadramento
    • Relações entre as diversas políticas sociais
    • Serviços, equipamentos e respetivos destinatários

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Marketing social

Marketing social
UFCD | 9844
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir o conceito de marketing social.
  • Identificar os objetivos atuais do marketing social.
  • Analisar as componentes do marketing social.
  • Reconhecer a importância atual da responsabilidade social.
  • Conceito de marketing social
    • Objetivos e importância do marketing social
    • Os elementos do marketing social
      • Causa
      • Promotor da mudança
      • Segmentos/Público-alvo
      • Estratégias
  • Responsabilidade social
    • Conceito
    • Práticas
    • Estratégias
  • Importância da comunicação como instrumento do marketing social

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Investigação com a população idosa

Investigação com a população idosa
UFCD | 8930
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Descrever os três métodos de investigação em geriatria.
  • Desenhar e desenvolver um estudo com a população idosa, segundo os métodos de investigação.
  • Método longitudinal
    • Principais características do método
    • Aspetos a favor e contra o método
    • Exemplo de um estudo longitudinal com população idosa
  • Método transversal
    • Principais características do método
    • Aspetos a favor e contra o método
    • Exemplo de um estudo transversal com população idosa
  • Método sequencial
    • Principais características do método
    • Aspetos a favor e contra o método
    • Exemplo de um estudo transversal com população idosa
  • Estudo de caso
  • Trabalho de investigação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Arte como terapia aplicada à população idosa

Arte como terapia aplicada à população idosa
UFCD | 8929
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer os benefícios da arte como terapia para o idoso.
  • Identificar as técnicas e materiais utilizados na arte como terapia.
  • Explicar a importância do acompanhamento do idoso nas atividades de arte terapia.
  • O que é arte terapia
  • A arte terapia aplicada a idosos
    • Expressão e criação
    • Criatividade
    • Objetivos pessoais e sociais
  • As técnicas em arte terapia
    • Desenho
    • Pintura
    • Modelagem
    • Recortes e colagens
    • Gravura em tecidos
    • Tecelagem
    • Costura
    • Bordados
    • Tapeçaria
  • Os materiais em arte terapia
    • Papel, telas, lápis de cor/ cera, tintas (acrílicas, de óleo, de água, guaches, aguarelas, digitintas), pincéis, canetas de filtro, gesso ou barro, plasticina, tesouras, cola, entre outros.
  • Arte terapia e resiliência
  • Arte terapia e integração social
  • Acompanhamento do idoso nas atividades de arte terapia
  • Compreensão de alguns determinantes nos trabalhos de arte terapia

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Métodos de relaxação aplicados à população idosa

Métodos de relaxação aplicados à população idosa
UFCD |
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância da relaxação aplicada à população idosa.
  • Preparar o idoso e acompanhá-lo em atividades de relaxação.
  • Relaxação criativa
    • Funcionamento desarmonioso do idoso
    • Benefícios
    • Métodos usados na relaxação criativa para alcançar os objetivos
    • Experimentação do método
  • Reeducação psicosensorial
    • Objetivos
    • Fases
    • Experimentação do método
  • Relaxação ativa
    • Importância do movimento na obtenção de um estado de relaxação
    • Objetivos
    • Experimentação do método
  • Pilates
    • Reeducação postural
    • Princípios
    • Objetivos
    • Benefícios
    • Conceitos fundamentais
    • Experimentação do método
  • Técnicas de massagem
    • Objetivos
    • Benefícios
    • Experimentação do método
  • Snoezelen
    • Constituintes de uma sala de snoezelen e suas funções
    • Snoezelen e integração sensorial
    • Objetivos
    • Benefícios
    • Implicação do snoezelen em algumas patologias: dor aguda e crónica, acidente vascular cerebral, entre outras
    • Implicação do snoezelen no idoso com problemas psiquiátricos, deficiência cognitiva, deficiência motora e alterações sensoriais
  • Papel do Técnico de Geriatria no acompanhamento do idoso nas atividades de relaxação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Expressão dramática aplicada à população idosa

Expressão dramática aplicada à população idosa
UFCD | 8927
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância da expressão dramática aplicada à população idosa.
  • Identificar as diferentes técnicas de expressão dramática, bem como as suas especificidades.
  • Dramaterapia
    • Benefícios de uma intervenção com base no drama com população idosa
  • Psicodrama e sociodrama
    • Objetivos do psicodrama
    • Instrumentos do psicodrama
    • Técnicas do psicodrama
    • Sociodrama
    • Técnicas do sociodrama
    • Diferenças entre o psicodrama e o sociodrama
  • Role-play com população idosa
    • Prática comportamental
    • Técnicas aplicadas no role-play de situações
  • Experimentação e análise das técnicas de dramaterapia, psicodrama, sociodrama e role-play com população idosa
  • Análise dos possíveis usos das técnicas de expressão dramática na população idosa

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Expressão dramática aplicada à população idosa

Expressão dramática aplicada à população idosa
UFCD | 8927
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância da expressão dramática aplicada à população idosa.
  • Identificar as diferentes técnicas de expressão dramática, bem como as suas especificidades.
  • Dramaterapia
    • Benefícios de uma intervenção com base no drama com população idosa
  • Psicodrama e sociodrama
    • Objetivos do psicodrama
    • Instrumentos do psicodrama
    • Técnicas do psicodrama
    • Sociodrama
    • Técnicas do sociodrama
    • Diferenças entre o psicodrama e o sociodrama
  • Role-play com população idosa
    • Prática comportamental
    • Técnicas aplicadas no role-play de situações
  • Experimentação e análise das técnicas de dramaterapia, psicodrama, sociodrama e role-play com população idosa
  • Análise dos possíveis usos das técnicas de expressão dramática na população idosa

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Técnicas de animação aplicadas à população idosa

Técnicas de animação aplicadas à população idosa
UFCD | 8926
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Preparar e desenvolver atividades de animação para o idoso.
  • Enumerar e identificar os tipos de animação.
  • Selecionar os tipos de animação, em função do perfil de funcionalidade do idoso.
  • Definição de animação
  • Tipos de animação
    • Cultural, educativa, económica e social
  • Técnicas de animação
    • Recorte
    • Colagem
    • Estampagem
    • Modelagem
    • Pintura
    • Desenho
    • Teatro
    • Jogos pedagógicos
    • Dança
    • Literatura
    • Visitas e passeios
    • Culinária
    • Jogos de mesa
    • Costura, bordados e tricô
    • Tarefas agrícolas
    • Jardinagem
    • Debates de notícias
    • Visualização de filmes
  • Objetivos e metas a alcançar na animação sociocultural com idosos
  • Regras gerais na animação de idosos
  • Importância da motivação na animação sociocultural
  • Benefícios da animação na autoestima, autoconfiança e autoeficácia do idoso
  • Acompanhamento dos idosos nas atividades de animação sociocultural com idosos

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Atividades da vida diária com população idosa

Atividades da vida diária com população idosa
UFCD | 8925
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Enumerar as áreas de atuação ao nível da ocupação do idoso.
  • Desenvolver atividades que permitam o treino das atividades de vida diária produtivas, em função do perfil de funcionalidade do idoso, de acordo com as orientações da equipa técnica.
  • Potenciação da vida social, cívica e comunitária do idoso
  • Acompanhamento e treino das AVD’s (Atividades de Vida Diária) com o idoso
    • Alimentação
    • Higiene e cuidados pessoais
    • Vestir/ despir
    • Mobilidade funcional
  • Acompanhamento e treino de atividades produtivas com o idoso
    • Atividades artesanais
    • Atividades criativas
    • Atividades instrumentais da vida diária
  • Análise da informação que se pode obter através de instrumentos de avaliação
  • Trabalho de campo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Atividade psicomotora com população idosa

Atividade psicomotora com população idosa
UFCD | 8924
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer as implicações do isolamento e imobilidade na população idosa.
  • Identificar os principais problemas motores e psicomotores nos idosos.
  • Acompanhar o idoso nas atividades motoras básicas e de estimulação sensorial em função das necessidades dos idosos, de acordo com as orientações da equipa técnica.
  • Isolamento e imobilidade
    • Consequências físicas e psicossociais
  • Principais problemas motores no idoso
    • Força
    • Resistência
    • Flexibilidade
    • Velocidade
    • Amplitude de movimentos
  • Principais problemas psicomotores dos idosos
    • Tónus
    • Equilibração
    • Lateralização
    • Esquema corporal e imagem corporal
    • Organização espácio-temporal
    • Coordenação motora
    • Motricidade fina
  • Aspetos psicomotores no envelhecimento normal e patológico
  • Atividades motoras/físicas a implementar com a população idosa
    • Preparar atividades motoras básicas em função das necessidades dos idosos
    • Acompanhamento dos idosos na prática psicomotora
  • Atividades de estimulação sensorial nos idosos
    • Estimulação visual
    • Estimulação propriocetiva
    • Estimulação auditiva
    • Estimulação olfativa
    • Estimulação gustativa

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Atividade psicomotora com população idosa

Atividade psicomotora com população idosa
UFCD | 8924
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer as implicações do isolamento e imobilidade na população idosa.
  • Identificar os principais problemas motores e psicomotores nos idosos.
  • Acompanhar o idoso nas atividades motoras básicas e de estimulação sensorial em função das necessidades dos idosos, de acordo com as orientações da equipa técnica.
  • Isolamento e imobilidade
    • Consequências físicas e psicossociais
  • Principais problemas motores no idoso
    • Força
    • Resistência
    • Flexibilidade
    • Velocidade
    • Amplitude de movimentos
  • Principais problemas psicomotores dos idosos
    • Tónus
    • Equilibração
    • Lateralização
    • Esquema corporal e imagem corporal
    • Organização espácio-temporal
    • Coordenação motora
    • Motricidade fina
  • Aspetos psicomotores no envelhecimento normal e patológico
  • Atividades motoras/físicas a implementar com a população idosa
    • Preparar atividades motoras básicas em função das necessidades dos idosos
    • Acompanhamento dos idosos na prática psicomotora
  • Atividades de estimulação sensorial nos idosos
    • Estimulação visual
    • Estimulação propriocetiva
    • Estimulação auditiva
    • Estimulação olfativa
    • Estimulação gustativa

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Técnicas de expressão corporal com população idosa

Técnicas de expressão corporal com população idosa
UFCD | 8923
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer os benefícios da música e dança, quando aplicadas aos idosos.
  • Aplicar as técnicas de expressão corporal e dança na população idosa.
  • Comparar os resultados das avaliações inicial e final, a partir de uma escala de avaliação, de acordo com as orientações da equipa técnica.
  • Os ritmos (biológicos e temporais)
  • Expressão e jogo musical adaptados ao idoso
    • Preparação de jogos de expressão corporal e musical adaptados ao idoso
  • Atividades de expressão corporal e dança
    • Dança livre
    • A dança segundo as necessidades físicas, psicológicas e/ou fisiológicas
    • Benefícios da dança e expressão corporal
    • Papel da música
  • O corpo e as sensações na relação intra e inter pessoal, com os objetos, espaço e tempo
  • Análise e verificação dos progressos – escala de avaliação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Atividades recreativas e de lazer com idosos

Atividades recreativas e de lazer com idosos
UFCD | 8922
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Preparar atividades recreativas e de lazer para idosos
  • Desenvolver atividades recreativas e de lazer segundo as necessidades dos idosos, de acordo com as orientações da equipa técnica.
  • Metodologias de planificação de atividades
    • Nome da atividade
    • População-alvo
    • Objetivos
    • Materiais
    • Descrição da atividade
    • Duração
  • Principais objetivos a trabalhar a nível relacional e socio-ocupacional com a população idosa
  • Acompanhamento do idoso nas atividades ocupacionais e de lazer
  • Atividades recreativas e de lazer com idosos
    • Impacto nas dimensões do bem-estar humano
    • Benefícios ao nível da saúde
    • As 5 componentes essenciais das atividades de recreação e lazer
  • Jogos tradicionais

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Autonomia, independência e funcionalidade do idoso

Autonomia, independência e funcionalidade do idoso
UFCD |
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer os aspetos inerentes às noções de autonomia e independência/dependência do idoso.
  • Adequar e adaptar os contextos, as atividades e o próprio técnico, perante as características dos idosos.
  • Interpretar o grau de dependência e funcionalidade dos idosos consoante a informação retirada em escalas de avaliação.
  • Autonomia
    • Independência de ação
    • Independência do discurso
    • Independência do pensamento
  • Capacidade de adaptação
    • Adaptação do espaço envolvente
    • A adaptação do técnico de geriatria aos idosos
    • Estratégias de adaptação de atividades em função da funcionalidade dos idosos
  • Dependência/independência
    • Análise do grau de dependência dos idosos, tendo em consideração a informação obtida, para um melhor acompanhamento do idoso, consoante as tarefas que conseguem executar - Atividades Básicas de Vida Diária - o Índice de Barthel.
  • Análise funcional do idoso

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Laboratório de competências profissionais

Laboratório de competências profissionais
UFCD | 10384
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as competências profissionais do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial.
  • Reconhecer a importância do desenvolvimento profissional deste técnico.
  • Identificar meios e aplicar técnicas de atuação assertiva perante situações de conflitos profissionais.
  • Autoconhecimento em contexto profissional
    • Autoconhecimento e sua importância para as relações profissionais
    • Autoconhecimento e trabalho em equipa multidisciplinar
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Autoestima e eficácia profissional
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Comunicação
    • Comunicação profissional
    • Comunicação assertiva - negociação e defesa de direitos e deveres
    • Escuta ativa
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Literacia emocional
    • Expressão de sentimentos
    • Lidar com os sentimentos
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Resolução de problemas profissionais
    • Competências cognitivas para a resolução de problemas
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Rede social e imagem profissional
    • A rede social e imagem profissional
    • Trabalho em equipa multidisciplinar
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Gestão de conflitos profissionais
    • Causas dos conflitos
    • Causas das tensões
    • Competências de análise e diagnóstico de situações
    • Modos de lidar com conflitos
    • Caraterização, conceito e tipologia de negociação
    • O acordo e o compromisso como técnicas de negociação
    • Gestão construtiva de desacordos
    • Técnicas de dinâmicas de grupo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Laboratório de competências sociais

Laboratório de competências sociais
UFCD | 10383
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as competências sociais do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial.
  • Reconhecer a importância do desenvolvimento social deste profissional.
  • Reconhecer a relação entre sentimentos e emoções.
  • Aplicar técnicas de comunicação na intervenção social.
  • Autoconhecimento e representação social
    • Autoconhecimento e as relações com os outros
    • Conhecer os outros
    • Dinâmicas de grupo
  • Autoestima e eficácia pessoal em contexto social
    • Eu e os outros
    • Perceção e conhecimento interpessoal
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Comunicação
    • Comunicação na intervenção
    • Tipos de comunicação - oral, escrita e assertiva
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Literacia emocional
    • Distinção entre sentimentos/emoções
    • Identificar sentimentos nos outros
    • Sentimentos/comportamentos
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Resolução de problemas
    • Metodologias de resolução de Problemas Interpessoais
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Rede Social e conhecimento dos outros
    • A rede social como suporte ao relacionamento interpessoal
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Gestão de conflitos
    • Relações interpessoais e o conflito
    • Diferentes tipos de conflitos
    • Fontes e rastilhos de conflito
    • Conflito enquanto processo
    • Estilos pessoais de gestão de conflito
    • Conflito como oportunidade
    • Estratégias e técnicas para potenciar uma atitude cooperativa nos outros
    • Técnicas de dinâmicas de grupo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Laboratório de competências pessoais

Laboratório de competências pessoais
UFCD | 10382
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as competências pessoais do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial.
  • Promover o autoconhecimento pessoal.
  • Desenvolver mecanismos de gestão emocional.
  • Desenvolver mecanismos de identificação de potenciais causas de stress.
  • Autoconhecimento
    • Definição
    • Importância
    • Dimensões
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Autoestima e eficácia pessoal
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Comunicação
    • A importância da comunicação
    • Comunicação verbal e não-verbal
    • Tipos de comunicação (passivo, assertivo e agressivo)
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Literacia emocional
    • Definição
    • Identificar sentimentos em si próprio
    • Sentimentos positivos e sentimentos negativos
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Resolução de problemas
    • Metodologias de resolução de problemas
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Rede social e conhecimento pessoal
    • Rede social
    • Rede social como suporte
    • Trabalho em equipa multidisciplinar
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Gestão de emoções
    • Componentes da gestão emocional
    • Quadro de competência emocional
    • Técnicas de dinâmicas de grupo
  • Gestão de stress
    • Stress – conceito e modelo explicativo
    • Causas e fatores primários de stress no trabalho
    • Sintomas de stress
    • Avaliação individual do grau de stress
    • Fases do stress
    • Formas individuais de lidar com o stress

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Protocolos e parcerias - técnicas de monitorização

Protocolos e parcerias - técnicas de monitorização
UFCD | 10375
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância das parcerias na área social.
  • Identificar técnicas e ferramentas para a monitorização do trabalho em parceria.
  • Identificar o papel do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial nas equipas multidisciplinares.
  • Conceito de trabalho em rede
    • Rede social pessoal
    • Redes primárias
    • Redes secundárias
  • Definição de parceria
  • Articulação intra e interinstitucional
  • Trabalho em parceria
    • Construção de uma parceria
    • Parceria ativa - manutenção
    • Comunicação no trabalho em parceria
  • Monitorização de parcerias
    • Monitorização nos processos de acompanhamento
    • Monitorização qualitativa e Monitorização quantitativa
  • Técnicas e ferramentas de registo de recolha de informação
  • Equipas multidisciplinares
    • Definição
    • Princípios básicos do trabalho em equipa

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Ética e deontologia do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial

Ética e deontologia do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial
UFCD |
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Dignidade da Pessoa Humana

  • Enquadramento legal
  • Dignidade da Pessoa Humana
    • Enquadramento legal
    • Direitos humanos
    • Responsabilidade Social
  • O ser humano enquanto um ser social
    • Relações interpessoais
    • Relações laborais
  • Conceitos
    • Ética e moral
    • Valores
    • Deontologia
  • Questões levantadas pela ética
    • O bem e o mal, os fins e os meios
    • Ciência, técnica e ética
  • Contributo para a definição de um código deontológico
    • Formas de atuação – estatuto
    • Direitos e deveres – utentes e do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial
  • Limites de intervenção do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Perfil do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial

Perfil do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial
UFCD | 10373
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o papel do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial e as respetivas funções.
  • Identificar as áreas de intervenção do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial.
  • Identificar as principais competências do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial.
  • Reconhecer o papel do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial, enquanto membro integrante de uma equipa multidisciplinar.
  • Reconhecer o papel do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial e as respetivas funções.
  • Identificar as áreas de intervenção do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial.
  • Identificar as principais competências do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial.
  • Reconhecer o papel do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial, enquanto membro integrante de uma equipa multidisciplinar.

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Populações vulneráveis em saúde mental

Populações vulneráveis em saúde mental
UFCD | 10372
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a evolução da psicopatologia.
  • Identificar causas e consequências da problemática das populações vulneráveis e de risco em saúde mental.
  • Identificar os dispositivos existentes para o encaminhamento destas populações vulneráveis e de risco em saúde mental.
  • Identificar e observar no terreno projetos das respetivas áreas de intervenção.
  • Evolução histórica da psicopatologia
  • Populações vulneráveis em saúde mental
    • Conceito
    • Pessoas em situação de sem abrigo
    • Pessoas com comportamentos aditivos e dependências
    • Idosos
    • Minorias étnicas
    • Refugiados
    • Pessoa com deficiência
    • Outras populações
  • Gestão de risco e encaminhamento
  • Observação em contexto
    • Observação em condições naturais

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

        Habilitação mínima:

        • Empregados: 9º ano ou superior;
        • Desempregados: 12º ano ou superior;

        Documentação necessária para inscrição:

        • Ficha de inscrição;
        • Certificado de Habilitações Literárias;
        • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
          • Desempregados:
            • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
          • Empregados:
            • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
            • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Idosos em fase terminal – cuidados paliativos

Idosos em fase terminal – cuidados paliativos
UFCD | 8914
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as necessidades dos idosos em estado terminal e adequar as atividades desenvolvidas de acordo com as mesmas.
  • Reconhecer os sintomas mais comuns dos idosos em estado terminal.
  • Descrever o papel do técnico de geriatria no apoio ao idoso em fase terminal.
  • Definição de cuidados paliativos
    • Alicerces dos cuidados paliativos
    • Necessidades de um idoso com doença terminal
    • Sentimentos dos doentes em fase terminal e dos seus familiares
  • Sintomas mais comuns do idoso em fase terminal:
    • Dor
    • Dispneia
    • Vómitos e náuseas
    • Obstipação
    • Anorexia
    • Depressão
  • Papel do técnico de ação direta em geriatria, nos cuidados paliativos
    • Posição do técnico de geriatria
    • Comunicação neste tipo de panorama
    • Questões mais frequentemente levantadas pelos idosos
    • Momento de reflexão sobre a vida
  • Análise da informação proveniente de um instrumento de avaliação para a obtenção das principais necessidades dos doentes paliativos
  • Técnicas de intervenção no idoso em estado terminal

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Reabilitação geriátrica

Reabilitação geriátrica
UFCD | 8910
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os benefícios da atividade física nos idosos sedentários e com necessidade de reabilitação.
  • Identificar os principais problemas que conduzem o idoso à necessidade de reabilitação.
  • Acompanhar o idoso nas atividades básicas, em condição de reabilitação.
  • Papel do técnico de geriatria no acompanhamento do idoso sedentário e com necessidade de reabilitação
  • Mobilidade e exercício físico
    • Efeitos da imobilidade
    • Exercício físico na população idosa
    • A importância do exercício físico em diferentes patologias
  • Reabilitação das patologias cardiovascular e respiratória
    • Atividades básicas no acompanhamento ao idoso com problemas respiratórios
    • Benefícios da reeducação respiratória nos idosos
    • Atividades básicas no acompanhamento ao idoso com problemas cardíacos e vasculares
    • Programas de reabilitação cardiovascular
  • Reabilitação das patologias músculo-esqueléticas
    • Fortalecimento muscular nos problemas músculo-esqueléticos
    • Atividades básicas no acompanhamento ao idoso, consoante o seu problema músculo-esquelético
  • Reabilitação nas patologias neurológicas – Plasticidade cerebral: a recuperação em função da idade
    • Plasticidade cerebral consoante a idade dos indivíduos
    • Capacidade funcional: recuperação ou manutenção
    • Atividades básicas no acompanhamento ao idoso, consoante o seu problema neurológico

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Tipos de envelhecimento

Tipos de envelhecimento
UFCD | 8906
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as características do envelhecimento normal, patológico, biológico e psicológico.
  • Identificar os padrões de envelhecimento.
  • Acompanhar o idoso nas atividades para a promoção de um envelhecimento ativo.
  • Definição de envelhecimento
    • Teorias sobre o envelhecimento
      • Teoria da morte programada
      • Teoria da mutação-acumulação
      • Outras teorias
    • Envelhecimento: autonomia, incapacidade e dependência
  • Padrões de envelhecimento:
    • Reorganizadores
    • Focalizados
    • Persistentes
    • Restringidos
    • Apoiados
    • Apáticos
    • Desorganizados
  • Envelhecimento normal e patológico:
    • Características
    • Envelhecimento ativo
  • Envelhecimento psicológico e biológico
    • Teorias sobre o envelhecimento biológico
      • Teoria do telómero
      • Teoria do envelhecimento da mutação somática
      • Teoria do envelhecimento autoimune
    • Aspetos socio emocionais
      • Satisfação e adaptação
      • Sinais preocupantes nos idosos
      • Principais transtornos afetivo-relacionais no idoso
    • Personalidade no envelhecimento
    • Ajustamento psicossocial no idoso
  • Atividades para a promoção de um envelhecimento ativo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Ética e deontologia em geriatria

Ética e deontologia em geriatria
UFCD | 8902
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as características essenciais do técnico de geriatria.
  • Reconhecer e aplicar os princípios fundamentais da deontologia e ética, na função de acompanhamento do idoso.
  • Explicar as diferentes formas de resolução de conflitos, consoante as características dos mesmos.
  • Perfil do técnico de ação direta em geriatria
    • Qualidades do técnico em geriatria
    • A relação humana que o técnico deve estabelecer com o idoso
    • Funções do técnico de ação direta em geriatria
    • Importância da resiliência nos técnicos de geriatria
  • Fatores associados ao comportamento social e emocional do técnico
    • Fatores que influenciam o comportamento social e emocional
    • Aspetos da linguagem que se devem ter sempre em conta na relação com um idoso
    • Aspetos atitudinais que se devem ter em conta na relação com um idoso
  • Apresentação pessoal e higiene do técnico de ação direta em geriatria
    • Higiene e o arranjo pessoal do técnico
    • Higiene dos instrumentos de trabalho (farda, calçado, entre outros)
    • Apresentação pessoal do técnico
  • Ética e Deontologia
    • Conceitos de ética e deontologia
    • Alguns aspetos inerentes à ética e deontologia (responsabilidade, sigilo profissional…)
  • Código deontológico do técnico de ação direta em geriatria
    • Direitos e deveres do técnico
  • Atos e ações corretas e incorretas
    • Atos lícitos e ilícitos
    • Atos legítimos e ilegítimos
    • Sanções
  • Princípios e valores
    • Principais princípios no trabalho em geriatria (competência, responsabilidade, integridade e respeito pelos direitos e dignidade da pessoa)
    • Principais valores a defender na prática em geriatria
  • Técnicas de resolução de conflitos
    • Técnicas que se devem usar (deliberação e persuasão – em casos extremos)
    • Técnicas que nunca se devem usar (manipulação e coersão)
  • Comportamento do técnico face às barreiras atitudinais do idoso
    • Barreiras atitudinais do idoso
    • Role-play de situações problema
  • Direitos humanos dos idosos
    • Direito à independência
    • Direito à participação
    • Direito à assistência
    • Direito à autorrealização
    • Direito à dignidade
  • Protocolo de atuação em caso de deteção de casos de maus tratos
  • Competências valorizadas pelos empregadores - transferíveis entre os diferentes contextos laborais
    • Competências relacionais
    • Competências criativas
    • Competências de gestão do tempo
    • Competências de gestão da informação
    • Competências de tomada de decisão
    • Competências de aprendizagem (aprendizagem ao longo da vida)
  • Pesquisa de informação para procura de emprego
  • Curriculum vitae
  • Candidatura espontânea
  • Entrevista de emprego

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Poupança e suas aplicações

Poupança e suas aplicações
UFCD | 9825
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância de planear a poupança
  • Distinguir critérios de avaliação de produtos financeiros.
  • Comparar produtos financeiros em função de objetivos.
  • Selecionar aplicações de poupança em função de objetivos.
  • Poupança
    • A importância da poupança no ciclo de vida: meio para acomodar oscilações de rendimento e de despesas, para fazer face a imprevistos, para concretizar objetivos de longo prazo e para acumular património
    • Comportamentos básicos de poupança (e.g. fazer um orçamento, racionar despesas não prioritárias, envolver a família, avaliar e aproveitar descontos, etc.)
  • Noções básicas de matemática financeira
    • Regime de juros simples e de juros compostos
    • Taxa de juro nominal vs. taxa de juro real
    • Taxas de juro nominais, efetivas e equivalentes
    • Rendas financeiras
  • Relação entre remuneração e o risco
    • A rendibilidade esperada, o risco e a liquidez
    • As tipologias de risco e a sua gestão
  • Características de alguns produtos financeiros
    • Depósitos a prazo (e.g. tipo de remuneração, taxa de juro, prazo, mobilização antecipada)
    • Certificados de aforro (e.g. remuneração, mobilização)
    • Obrigações do tesouro (e.g. taxa de cupão, maturidade, valor de reembolso, valor nominal)
    • Obrigações de empresas (e.g. taxa de cupão, maturidade, valor de reembolso, valor nominal)
    • Ações
      • O valor de uma ação e o valor de uma empresa
      • Custos associados ao investimento em ações (comissões de guarda de títulos, de depósito ou de custódia, taxas de bolsa)
      • Aspetos a ter em conta no investimento em ações
      • Fundos de Investimento
      • Fundos harmonizados vs. fundos não harmonizados; fundos fechados vs fundos abertos
      • Tipologias dos fundos de investimento: fundos especiais de investimento; fundos poupança reforma; fundos de fundos; fundos de obrigações; fundos poupança ações; fundos de tesouraria; fundos do mercado monetário; fundos mistos; fundos flexíveis
      • Outros organismos de investimento coletivo: fundos de investimento imobiliário; fundos de titularização de créditos; fundos de capital de risco
      • Encargos na subscrição de fundos de investimento (comissões de subscrição, comissões de resgate, comissões de gestão)
    • Seguros de vida (âmbito da garantia, custo real, redução e resgate, rendimento mínimo garantido, participação nos resultados, noções de regime fiscal)
    • Fundos de pensões
      • Fundos de pensões vs. Planos de pensões
      • Classificações dos fundos de pensões/planos de pensões: fechados vs. abertos; adesões coletivas (contributivas vs. não contributivas) vs. adesões individuais; de contribuição definida vs de benefício definido
      • Espécies mais relevantes: fundos de pensões PPR/E.
      • Benefícios: pensão vs. capital, diferimento, transferibilidade, previsão de direitos adquiridos
      • Outros ativos: moeda, ouro, etc.
      • Produtos financeiros
      • Poupar de acordo com objetivos
      • Liquidez, rendibilidade e risco
      • Remuneração bruta vs. remuneração líquida
      • Medidas de avaliação de performance
      • O papel do research

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Funcionamento do sistema financeiro

Funcionamento do sistema financeiro
UFCD | 9824
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Caracterizar o papel dos bancos na intermediação financeira.
  • Identificar as funções de um banco central.
  • Identificar as funções do mercado de capitais.
  • Identificar as funções dos seguros.
  • Explicar o funcionamento do sistema financeiro.
  • O papel dos bancos na intermediação financeira (i.e. enquanto recetores de depósitos e financiadores da economia)
  • O papel dos Bancos Centrais
    • O papel do Banco Central Europeu e a sua missão de estabilidade de preços: taxa de juro e taxa de inflação
    • As funções da moeda
    • Taxas de juro de referência (e.g. Euribor, taxa de juro de referência do Banco Central Europeu)
    • Moedas estrangeiras e taxa de câmbio
  • As funções do mercado de capitais
    • O mercado de capitais enquanto alternativa ao financiamento bancário
    • O mercado de capitais na oferta de produtos de investimento (ações, obrigações e fundos de investimento)
    • Tipos de serviços financeiros: receção e execução de ordens; registo e depósito de Valores Mobiliários; consultoria para investimento; plataformas de negociação
    • Noções de gestão de carteira
  • As funções dos seguros
    • Indemnização de perdas
    • Prevenção de riscos
    • Formação de poupança
    • Garantia
  • Tipo de instituições financeiras autorizadas (e.g. bancos, instituições financeiras de crédito, empresas de seguros, mediadores de seguros, sociedades gestoras de fundos de pensões, sociedades gestoras de fundos de investimento, sociedades financeiras de corretagem e sociedades corretoras)
  • O papel do sistema financeiro no progresso tecnológico e no financiamento do investimento

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Crédito e endividamento

Crédito e endividamento
UFCD | 9823
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir o conceito de dívida e de taxa de esforço.
  • Avaliar os custos do crédito.
  • Comparar propostas alternativas de crédito.
  • Caracterizar os direitos e deveres associados ao recurso ao crédito.
  • Recurso ao crédito: vantagens e desvantagens do endividamento
  • Necessidades financeiras e finalidade do crédito (e.g. casa, carro, saúde, educação)
  • Encargos com os empréstimos: juros, comissões, despesas, seguros e impostos
    • Conceito de taxa de juro anual nominal (TAN), TAE e TAEG
    • Principais tipos de comissões: iniciais, mensais, amortização antecipada, incumprimento
    • Seguros de vida e de proteção do crédito
  • Reembolso do empréstimo
    • O prazo do empréstimo: fixo, revolving, curto prazo, longo prazo
    • Modalidades de reembolso e conceito de prestação mensal
    • Carência e diferimento de capital
  • Empréstimos em regime de taxa fixa e em regime de taxa variável
    • Vantagens e desvantagens e relação entre o regime e o valor da taxa de juro
    • O indexante (taxa de juro de referência) e o spread
    • Fatores que influenciam o comportamento das taxas de juro de referência e a fixação do spread
  • Elementos do empréstimo
    • Relação entre o valor da prestação, a taxa de juro e o prazo
    • Relação entre o montante do crédito, o prazo e total de juros a pagar
    • Relação entre variação da taxa de juro e a variação da prestação mensal
  • Crédito à habitação e crédito aos consumidores (crédito pessoal, crédito automóvel, cartões de crédito, linhas de crédito e descobertos bancários)
    • Principais características
    • Informação pré-contratual, contratual e durante a vigência do contrato
    • Amortização antecipada dos empréstimos
    • Livre revogação no crédito aos consumidores
  • Crédito automóvel clássico vs. em leasing: regime de propriedade e seguros obrigatórios
  • Crédito revolving: cartões de crédito, linhas de crédito e descobertos bancários
    • Formas de utilização, modalidades de pagamento e custos associados
  • Critérios relevantes para a comparação de diferentes propostas de crédito
    • Avaliação da solvabilidade: conceito de risco de crédito
    • Rendimento disponível, despesas fixas e taxa de esforço dos compromissos financeiros
    • Valor e tipo de garantias (e.g. hipoteca e penhor, fiança e aval, seguros)
    • Mapa de responsabilidades de crédito
  • Tipos de instituições que concedem crédito e intermediários de crédito (e.g. o crédito no ponto de venda)
  • O papel do fiador e as responsabilidades assumidas
  • Regime de responsabilidade no pagamento de empréstimos conjuntos
  • Consequências do incumprimento: juros de mora, histórico de crédito, penhora de bens, execução de hipotecas e insolvência
  • O sobre-endividamento: como evitar e onde procurar ajuda

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Poupança – conceitos básicos

Poupança – conceitos básicos
UFCD | 9822
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância da poupança relacionando-a com os objetivos da vida.
  • Utilizar um conjunto de noções básicas de matemática financeira que apoiam a tomada de decisões financeiras.
  • Relacionar remuneração e risco utilizando essa relação como ferramenta de auxílio nas decisões de aplicações de poupança.
  • Identificar as características de alguns produtos financeiros onde a poupança pode ser aplicada.
  • Identificar elementos de comparação dos produtos financeiros.
  • Poupança
    • A importância da poupança no ciclo de vida: maio para acomodar oscilações de rendimento e de despesas, para fazer face a imprevistos, para concretizar objetivos de longo prazo e para acumular património
    • Comportamentos básicos de poupança (e.g. fazer um orçamento, racionar despesas não prioritárias, envolver a família, avaliar e aproveitar descontos, etc.)
  • Noções básicas sobre juros
    • Regime de juros simples e de juros compostos
    • Taxa de juro nominal vs. taxa de juro real
    • Taxa de juro nominal vs. taxa de juro efetiva
  • Relação entre remuneração e o risco
    • A rendibilidade esperada, o risco e a liquidez
  • Características de alguns produtos financeiros
    • Depósitos a prazo (e.g. tipo de remuneração, taxa de juro, prazo, mobilização antecipada)
    • Certificados de aforro (e.g. remuneração, mobilização)
    • Obrigações do tesouro (e.g. taxa de cupão, maturidade, valor de reembolso, valor nominal)
    • Obrigações de empresas (e.g. taxa de cupão, maturidade, valor de reembolso, valor nominal)
    • Ações
      • O valor de uma ação e o valor de uma empresa
      • Custos associados ao investimento em ações (comissões de guarda de títulos, de depósito ou de custódia, taxas de bolsa)
      • Aspetos a ter em conta no investimento em ações
  • Fundos de Investimento: conceito e noções básicas
  • Seguros de vida (âmbito da garantia, custo real, redução e resgate, rendimento mínimo garantido, participação nos resultados, noções de regime fiscal)
  • Fundos de pensões
    • Fundos de pensões vs. - Planos de pensões
    • Espécies mais relevantes: fundos de pensões PPR/E
  • Outros ativos: moeda, ouro, etc.

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Produtos financeiros básicos

Produtos financeiros básicos
UFCD | 9821
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Distinguir entre depósitos à ordem e depósitos a prazo.
  • Caraterizar a diferença entre cartões de débito e de crédito.
  • Caraterizar os principais tipos de empréstimos comercializados pelas instituições de crédito para clientes particulares.
  • Caracterizar os principais tipos de seguros.
  • Identificar os direitos e deveres do consumidor financeiro.
  • Caracterizar diversos tipos de fraude.
  • Depósitos à ordem vs. depósito a prazo
    • Remuneração e liquidez
    • Características dos depósitos a prazo: remuneração (conceitos de TANB, TANL, TANB média), reforços e mobilização
    • O fundo de garantia de depósito
  • Cartões bancários: cartões de débito, cartões de crédito, cartões de débito diferido, cartões mistos
  • Tipos de crédito bancário: crédito à habitação, crédito pessoal, crédito automóvel (clássico vs leasing), cartões de crédito, descobertos bancários
    • Principais características: regime de prestações, regime de taxa, crédito revolving
    • Conceitos: montante do crédito, prestação, taxa de juro (TAN), TAE e TAEG
    • Custos do crédito: juros, comissões, despesas, seguros e impostos
  • Tipos de seguros: automóvel (responsabilidade civil vs. danos próprios), acidentes de trabalho, incêndio, vida, saúde
    • Principais características: seguros obrigatórios vs seguros facultativos, coberturas, prémio, declaração do risco, participação do sinistro, regularização do sinistro (seguro automóvel), cessação do contrato
    • Conceitos: apólice, prémio, capital seguro, multirriscos, tomador do seguro vs segurado, franquia, período de carência, princípio indemnizatório, resgate, estorno; e no âmbito do seguro automóvel: carta verde, declaração amigável, certificado de tarifação, indemnização direta ao segurado
  • Tipos de produtos de investimento: ações, obrigações, fundos de investimento e fundos de pensões
    • Receção e execução de ordens
    • Registo e depósito de Valores Mobiliários
    • Consultoria para investimento
  • Contratação de serviços financeiros à distância: internet, telefone
  • Direitos e deveres do consumidor financeiro
    • Entidades reguladoras das instituições financeiras
    • Legislação de proteção dos consumidores de produtos e serviços financeiros
    • Direito a reclamar e formas de o fazer
    • Direito à informação pré-contratual, contratual e durante a vigência do contrato (e.g. Preçários, Fichas de Informação Normalizadas, minutas de contratos, cópias do contrato e extratos)
    • Dever de prestação de informação verdadeira e completa
  • A aquisição de produtos financeiros como um contrato entre a instituição financeira e o consumidor
  • Precaução contra a fraude
    • Instituições autorizadas a exercer a atividade
    • Fraudes mais comuns com produtos financeiros (e.g. phishing, notas falsas,
    • utilização indevida de cheques e cartões) e sinais a que deve estar atento
    • Proteção de dados pessoais e códigos
    • Entidades a que deve recorrer em caso de fraude ou de suspeita de fraude

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

 

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Estimulação cognitiva e aprendizagem no idoso

Estimulação cognitiva e aprendizagem no idoso
UFCD | 8932
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Descrever os benefícios das Universidades Séniores na qualidade de vida do idoso.
  • Selecionar e preparar atividades educativas em função do perfil de funcionalidade do idoso.
  • Aconselhar o idoso acerca dos benefícios e malefícios das tecnologias de informação e comunicação.
  • Aprendizagem como fator promotor do desenvolvimento pessoal
  • Aprendizagem ao longo da vida
    • Papel das Universidades Sénior (US)
    • Atividades desenvolvidas nas US
    • Importância das US na qualidade de vida do idoso
  • Atividades educativas para o idoso
    • Leitura
    • Escrita
    • Matemática funcional
    • Aprendizagem de instrumentos musicais
    • Grupos corais
    • Aprendizagens de línguas não materna
    • Ginástica
    • Informática
    • Lavores
    • Outras atividades
  • Tecnologias da informação e comunicação (TIC)
    • Papel das redes sociais na vida do idoso
    • Perigos das TIC na população idosa
    • Softwares de estimulação e aprendizagem
  • Ensino da leitura e escrita nos idosos (alfabetização)

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Processos de envelhecimento

Processos de envelhecimento
UFCD | 10389
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir o envelhecimento e relatar as principais alterações a nível sensorial, motor e cognitivo.
  • Diferenciar os diferentes processos de envelhecimento.
  • Explicar as características e os fatores promotores do envelhecimento ativo.
  • Identificar as características e os fatores de risco do envelhecimento patológico.
  • Descrever as patologias neurológicas mais frequentes na população idosa.
  • Reconhecer o papel dos cuidadores formais e informais.
  • Fundamentos conceptuais
    • Envelhecimento
      • Sensorial
      • Motor
      • Cognitivo
    • Envelhecimento ativo
    • Envelhecimento patológico
  • Envelhecimento ativo
    • Determinantes
    • Fatores promotores
  • Envelhecimento patológico
    • Fatores de risco
    • Demência
      • Doença de Alzheimer
      • Demência vascular
      • Demência frontotemporal
    • Doença de Parkinson
    • Maus tratos
    • Institucionalização
    • Cuidadores formais e informais
  • Luto

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Saúde e doença em adultos

Saúde e doença em adultos
UFCD | 10388
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir o conceito de saúde e doença mental e explicar o seu impacto na vida do indivíduo.
  • Identificar e explicar as principais alterações dos processos cognitivos básicos.
  • Reconhecer as principais características da sintomatologia depressiva e ansiosa.
  • Reconhecer as principais características da doença bipolar e esquizofrenia.
  • Fundamentos conceptuais
    • Saúde e doença mental
    • Consequências da saúde e doença mental na funcionalidade do indivíduo
  • Alteração das funções cognitivas
    • Atenção e orientação
    • Perceção
    • Memória
    • Pensamento
    • Linguagem
    • Afetividade
  • Problemas de saúde mental
    • Depressão
    • Doença bipolar
    • Esquizofrenia

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Saúde e doença em jovens

Saúde e doença em jovens
UFCD | 10387
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Nomear esferas da vida da população jovem geradoras de ansiedade e stress.
  • Diferenciar estados de ansiedade e de stress adaptativos e desadaptativos.
  • Identificar e caracterizar os tipos de comportamentos aditivos.
  • Identificar fatores protetores e de risco associados ao suicídio.
  • Aspetos gerais do desenvolvimento psicológico saudável
  • Alimentação
    • Anorexia nervosa
    • Bulimia nervosa
    • Ingestão compulsiva
  • Resposta emocional
    • Ansiedade
    • Stress e burnout
    • Fatores protetores
    • Fatores de risco
  • Sexualidade
    • Identidade e orientação sexual
    • Educação sexual
    • Sexualidade na deficiência
  • Perturbação do controlo dos impulsos e do comportamento
  • Comportamentos aditivos
    • Álcool
    • Substância tóxicas
    • Sem uso de substâncias
  • Suicídio
    • Ideação suicida, tentativa de suicídio e suicídio consumado
    • Intencionalidade, letalidade, método e resultado
    • Fatores protetores e fatores de risco

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Língua gestual

Língua gestual
UFCD | 10393
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os aspetos específicos relacionados com as várias perspetivas da surdez.
  • Interpretar a Língua Gestual Portuguesa (LGP) em situações comunicativas próprias.
  • Interagir em Língua Gestual Portuguesa (LGP) - comunicação básica.
  • Perspetivas biológicas e neuropsicológicas da surdez
  • O cérebro surdo
  • Linguagem e cognição no surdo
    • Processamento linguístico e cognitivo
    • Aquisição da Linguagem e surdez
    • Surdez e literacia
  • Surdez e implante coclear
  • Fonologia e morfologia da Língua Gestual Portuguesa (LGP)
  • Sintaxe da Língua Gestual Portuguesa (LGP)
  • Técnicas e práticas comunicativas

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Língua inglesa – desenvolvimento psicossocial

Língua inglesa – desenvolvimento psicossocial
UFCD | 10397
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Interpretar e produzir textos de diferentes matrizes discursivas em inglês, a nível do utilizador independente, adequando-os às diversas situações comunicativas própria do desenvolvimento psicossocial.
  • Interagir e comunicar em inglês a nível do utilizador independente.
  • Funcionamento da língua inglesa
    • Aplicação de regras gramaticais de sintaxe e semântica
    • Unidades significativas: parágrafo, períodos, tipos de frase, estrutura frásica
    • Adequação discursiva
    • Vocabulário técnico de desenvolvimento psicossocial - contatos e parcerias internacionais; intervenção com imigrantes e população refugiada
  • Funções da linguagem
    • Comparar e contrastar
    • Prestar e receber informações
    • Ouvir e exprimir opiniões
    • Sugerir
    • Descrever
    • Perguntar e exprimir preferências
    • Aconselhar
    • Apresentar
    • Pedir autorização
    • Criticar

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Empreendedorismo social

Empreendedorismo social
UFCD | 10396
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar o conceito de empreendedorismo social.
  • Caracterizar o conceito de economia de impacto.
  • Aplicar técnicas de diagnóstico e desenvolvimento de projetos de empreendedorismo social.
  • Introdução ao empreendedorismo Social
  • Gestão do desempenho
  • Mediação de impacto
  • Negociação
  • Leadership for Impact
  • Tecnologia e impacto
  • Modelos de investimento de impacto
  • Competitividade e inovação
  • Modelos de negócio e impacto
  • Governança
  • Crescimento e disseminação das inovações sociais
  • Técnicas de diagnóstico e desenvolvimento de projetos de empreendedorismo social

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Laboratório de projetos psicossociais

Laboratório de projetos psicossociais
UFCD | 10395
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar o conceito de contexto protegido.
  • Conceber um projeto de intervenção em contexto protegido.
  • Implementar e avaliar um projeto de intervenção em contexto protegido.
  • Noções gerais de contexto protegido
  • Desenho de projeto em contexto protegido
    • Projeto de Prevenção
    • Projeto de Tratamento
    • Projeto de Redução de Riscos e Minimização de Danos
    • Projeto de reinserção
  • Implementação de projeto em diferentes contextos
  • Saúde mental
  • Comportamentos aditivos e dependências
  • Violência no namoro
  • Bullying
  • Identidade de género
  • Avaliação de projeto
  • Técnicas de avaliação de processo
  • Técnicas de avaliação de resultados

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Métodos e técnicas pedagógicas no desenvolvimento psicossocia

Métodos e técnicas pedagógicas no desenvolvimento psicossocia
UFCD | 10394
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer diferentes métodos e técnicas pedagógicas e adequá-los em função de cada situação concreta, garantindo a eficácia da intervenção.
  • Aplicar técnicas pedagógicas de relacionamento e comunicação no âmbito da intervenção social.
  • técnicas como procedimentos que otimizam a intervenção
  • método pedagógico
    • e eficiência dos métodos
    • para a escolha dos métodos
  • pedagógicos
    • pessoal
    • social
  • orientados para a transmissão do saber
  • orientados para a transmissão do saber-fazer
  • orientados para a modificação de atitudes
  • pedagógicas
    • de relacionamento e comunicação
    • de dinâmicas de grupo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Prestação de cuidados humanos básicos - higiene e apresentação pessoal

Prestação de cuidados humanos básicos - higiene e apresentação pessoal
UFCD | 8853
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Aplicar técnicas de prestação de cuidados de higiene e conforto.
  • Efetuar a separação, recolha e transporte de resíduos decorrentes da prestação de cuidados de higiene e conforto e da higienização dos espaços.
  • Aplicar as técnicas de comunicação, de acordo com o tipo de interlocutor.
  • Higiene básica
  • Privacidade e integridade do utente/cliente
    • Regras e práticas
    • Comunicação
  • Produtos de higiene, hidratação e conforto
  • Cuidados de segurança, manutenção e higiene de materiais, equipamentos e utensílios utilizados
  • Técnicas do banho
  • Cuidados de higiene e conforto
    • Higiene oral
    • Higiene pés e mãos
    • Higiene facial
    • Higiene capilar
    • Hidratação corporal
  • Técnicas de vestir e despir
  • Ajudas técnicas de apoio
  • Higienização dos espaços
  • Técnicas para fazer a cama
  • Recolha, separação e transporte de resíduos
    • Equipamentos de proteção individual
    • Técnicas de recolha
    • Técnicas de separação
    • Técnicas de transporte
  • Ocorrências e anomalias no apoio à prestação de cuidados
  • Procedimentos de registo e reporte

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Prática profissional na prestação de cuidados pessoais em contexto domiciliário, hospitalar e institucional

Prática profissional na prestação de cuidados pessoais em contexto domiciliário, hospitalar e institucional
UFCD | 8852
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o papel do assistente familiar e de apoio à comunidade no desenvolvimento das suas atividades.
  • Diferenciar as diversas práticas profissionais de acordo com o contexto.
  • Papel do Assistente familiar e de apoio à comunidade
    • Perfil
    • Competências
    • Habilidades
    • Regras de apresentação e higiene pessoal
    • Fardamento
    • Protocolo e etiqueta (referências europeias)
  • Práticas em contexto domiciliário (serviços de apoio social)
    • Limpeza e higienização de espaços e equipamentos
    • Prestação de cuidados básicos de saúde
    • Preparação e confeção de alimentos
    • Administração da terapêutica
    • Acompanhamento aos utentes e/ou clientes
      • Consultas médicas
      • Serviços públicos
      • Atividades lúdicas
  • Práticas em contexto hospitalar
    • Limpeza e higienização de espaços e equipamentos
    • Auxiliar a prestação de cuidados básicos de saúde
    • Auxiliar a toma das refeições
    • Apoio logístico e administrativo
  • Práticas em contexto institucional (lares e centros de dia)
    • Limpeza e higienização de espaços
    • Prestação de cuidados básicos de saúde
    • Auxiliar a toma das refeições
    • Acompanhamento aos utentes e/ou clientes
      • Consultas médicas
      • Serviços públicos
      • Atividades lúdicas
      • Apoio logístico e administrativo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Tipologia dos utentes e/ou clientes na prestação de cuidados pessoais e à comunidade

Tipologia dos utentes e/ou clientes na prestação de cuidados pessoais e à comunidade
UFCD | 8851
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar e caraterizar os diferentes tipos de utentes e/ou clientes, no âmbito da prestação de cuidados pessoais e à comunidade.
  • Reconhecer e diferenciar os vários graus de dependência.
  • Psicologia do desenvolvimento
    • Fases do processo de desenvolvimento humano (Ciclo vital)
      • Caraterísticas da Infância
      • Caraterísticas da Juventude
      • Caraterísticas da Maturidade
      • Caraterísticas da Velhice
  • Utente e/ou cliente portador de deficiência
    • Deficiência física e/ou motora
      • Tipos de deficiência física e/ou motora
      • Caraterísticas
    • Deficiência intelectual
      • Tipos de deficiência intelectual
      • Caraterísticas
  • Utente e/ou cliente portador de doença degenerativa
    • Tipos de doença degenerativa
    • Caraterísticas
  • Velhice
    • Atitudes mitos e estereótipos
    • Processo de envelhecimento
    • Representações sociais da morte
  • Graus de dependência
    • Dependente
    • Semi-dependente
    • Independente

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Sistema Integrado de Emergências Médica (SIEM), Abordagem à Vítima e Reanimação

Sistema Integrado de Emergências Médica (SIEM), Abordagem à Vítima e Reanimação
UFCD | 8530
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Caracterizar o funcionamento do Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM).
  • Caracterizar os princípios básicos de anatomia e fisiologia do corpo humano.
  • Identificar e atuar em situações de Paragem Cárdio-Respiratória (PCR) e executar manobras de Suporte Básico de Vida (SBV).
  • Identificar situações de obstrução da via aérea e executar as manobras de desobstrução.
  • Utilizar o desfibrilhador automático externo (DAE).
  • Identificar as indicações e aplicar a técnica de colocação em Posição Lateral de Segurança (PLS).
  • Executar os passos do exame da vítima.
  • Identificar as indicações e administrar oxigénio.
  • Utilizar adjuvantes da via aérea.
  • Sistema Integrado de Emergência Médica
    • Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM)
    • Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM, I.P.)
    • Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU)
    • Meios de emergência médica
    • Tipificação das ambulâncias
    • Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro (SIOPS)
  • Anatomia e fisiologia do corpo humano
    • Sistema esquelético
    • Sistema muscular
    • Sistema nervoso
    • Órgãos dos sentidos
    • Sistema endócrino
    • Pele
    • Aparelho circulatório
    • Aparelho respiratório
    • Aparelho digestivo
    • Aparelho urinário
    • Aparelho reprodutor
    • Anatomia e fisiologia da gravidez
  • Abordagem à vítima
    • Avaliação da vítima
    • Adjuvantes da via aérea
    • Oxigenoterapia
  • Suporte Básico de Vida (SBV) e Desfibrilhação Automática Externa (DAE)
    • Suporte Básico de Vida e Desfibrilhação Automática Externa (SBV-DAE)
    • Suporte Básico de Vida Pediátrico (SBV Pediátrico)
  • Observações:
  • Esta UFCD é um dos requisitos definidos pelo INEM, I.P. para o exercício da atividade de Tripulante de Ambulância de Transporte (TAT), em conformidade com a legislação enquadradora (Portaria nº 1147/2001, de 28 de setembro, com as alterações introduzidas pela Portaria nº 1301-A/2002, de 28 de setembro, pela Portaria 402/2007, de 10 de abril e pela Portaria 260/2014, de 15 de dezembro.
  • As entidades formadoras do Sistema Nacional de Qualificações que pretendam ministrar formação utilizando estas UFCD, deverão cumprir os requisitos específicos de certificação definidos pelo INEM, I. P., ao abrigo da alínea m) do artigo 3º do Decreto-Lei n.º 34/2012, de 14 de fevereiro.

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

 Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Terceira idade e velhice

Terceira idade e velhice
UFCD | 7238
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os principais conceitos associados à terceira idade e velhice.
  • Caracterizar o processo de envelhecimento e fases associadas.
  • Explicar os acontecimentos da vida na velhice como fatores de risco na saúde mental.
  • Conceito de velhice e população idosa
  • A geriatria e a gerontologia, seus precursores
  • Mitos e estereótipos acerca da velhice
  • Fases do processo de envelhecimento: pré-senescência, senescência e velhice
  • O processo de envelhecimento: causas e consequências
  • Aspetos demográficos do envelhecimento
  • A diversidade cultural do envelhecimento
  • Dificuldades económicas, sociais, culturais e psicológicas do idoso

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Gestão da viatura de apoio domiciliário

Gestão da viatura de apoio domiciliário
UFCD | 7237
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os regulamentos e normas aplicáveis à viatura de apoio domiciliário.
  • Verificar a conformidade dos produtos a distribuir.
  • Efetuar a arrumação do espaço interior da viatura de apoio domiciliário.
  • Proceder ao acondicionamento e transporte de produtos na viatura de apoio domiciliário.
  • Assegurar as condições de funcionamentos e preservação da viatura e equipamentos.
  • Efetuar o registo e transmitir ocorrências.
  • Regulamentos e normas aplicáveis à viatura de apoio domiciliário (VAD)
    • Acordo internacional de transporte
    • Norma geral de transporte de alimentos
  • O interior da viatura de apoio domiciliário e suas características
    • Zona de transporte de alimentos perecíveis
    • Zona de higiene e limpeza
    • Zona de transporte de roupa limpa
    • Zona de transporte de resíduos
  • Técnicas de gestão e arrumação do espaço interior da viatura de apoio domiciliário
    • Formas de acondicionamento e arrumação
    • Técnicas de isolamento e separação dos espaços
  • Normas e procedimentos para o acondicionamento e transporte de alimentos
    • Sistema de controlo de temperatura
    • Condições de higiene
    • Registo de entregas
  • Boas práticas de preservação e manutenção
    • Principais órgãos e sistemas a vigiar ao longo do uso
    • Principais ações e procedimentos para uma correta preservação da viatura
  • Ocorrências e anomalias no transporte
    • Aspetos fundamentais a transmitir
    • Procedimentos de registo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Prevenção da negligência, abuso e maus-tratos a pessoas com deficiência mental e/ou multideficiência

Prevenção da negligência, abuso e maus-tratos a pessoas com deficiência mental e/ou multideficiência
UFCD | 7234
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais relacionados com a prevenção da negligência, abuso e maus-tratos a pessoas com deficiência mental e/ou multideficiência.
  • Explicar os princípios da abordagem do modelo ecológico e sistémico.
  • Identificar situações de risco.
  • Identificar medidas preventivas e protocolo de atuação.
  • Conceitos e princípios fundamentais relacionados com a prevenção da negligência, abuso e maus-tratos a pessoas com deficiência mental e/ou multideficiência
  • Relação entre deficiência e violência
  • Abordagem ao Modelo Ecológico e Sistémico
  • Fatores de risco (nível individual, societal, comunitário e relacional)
    • Fatores de risco relacionados com a deficiência
  • Fatores de proteção
  • Avaliação de situações de risco
  • Prevenção de situações de maus-tratos e o papel dos profissionais
  • Protocolo de atuação em caso de deteção de casos de maus tratos

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Afetividade e sexualidade das pessoas com deficiência mental

Afetividade e sexualidade das pessoas com deficiência mental
UFCD | 7233
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos fundamentais relacionados com a afetividade e sexualidade da pessoa com deficiência.
  • Caracterizar as atitudes-padrão relativamente à afetividade e sexualidade das pessoas.
  • Identificar estratégias para promoção e garantia da privacidade e a intimidade.
  • Conceitos acerca da afetividade e sexualidade das pessoas com deficiência
    • Conceção de afetividade e sexualidade nas pessoas com deficiência mental
    • Aspetos biopsicológicos da afetividade e sexualidade
    • Aspetos específicos da sexualidade das pessoas com deficiência mental de acordo com o grau de deficiência
  • Atitudes perante a afetividade e sexualidade das pessoas com deficiência mental
    • Atitude dos pais e cuidadores
    • Atitude dos técnicos
  • Estigma e preconceito associado à afetividade e sexualidade das pessoas com deficiência mental
  • Estratégias para a promoção e garantia da privacidade e a intimidade
  • Ética nas relações utentes/profissionais/famílias na área da sexualidade

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Promoção da inclusão social e comunitária da pessoa com deficiência

Promoção da inclusão social e comunitária da pessoa com deficiência
UFCD | 7232
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais relacionados com a promoção da inclusão social e comunitária da pessoa com deficiência.
  • Identificar a rede de entidades de suporte social e comunitária da pessoa com deficiência.
  • Identificar estratégias de promoção da inclusão social e comunitária da pessoa com deficiência.
  • Conceitos relativos à inclusão social e comunitária
    • Conceito de inclusão
    • Carta de direitos das pessoas com deficiência
    • Políticas públicas promotoras da inclusão social e comunitária da pessoal com deficiência
    • Direitos, benefícios e medidas de proteção social das pessoas com deficiências ou incapacidade
  • Rede de entidades de suporte social e comunitária da pessoa com deficiência
    • Papel dos serviços de apoio social
    • Papel dos serviços de suporte comunitário (Desporto, Educação, Formação, Emprego
    • Papel da família, amigos e cuidadores
    • Papel dos prestadores de cuidados pessoais
  • Estratégias de promoção da inclusão social e comunitária da pessoa com deficiência
    • Conceito de Empowerment e de Recovery
    • Participação ativa do Cidadão portador de deficiência
  • Utilização de recursos sociais e comunitários diversificados

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Pessoa com deficiência mental: conceitos fundamentais, tipologia e caracterização

Pessoa com deficiência mental: conceitos fundamentais, tipologia e caracterização
UFCD | 7231
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais relacionados com a problemática da pessoa com deficiência.
  • Identificar as principais formas e fontes de discriminação e estigma relacionadas com a deficiência mental.
  • Identificar estratégias de combate à discriminação e estigma.
  • Conceito de deficiência mental, doença mental e saúde mental
  • Mitos associados à doença e deficiência mental
  • Discriminação e estigma relacionadas com a deficiência mental
    • Formas de descriminação
    • Fontes de estigma
    • Contextos chave de estigma e descriminação associada à deficiência mental
  • Estratégias de combate à discriminação e estigma
  • Os aspetos éticos relacionados com a prestação de cuidados a pessoas com deficiência

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Gestão do stress do profissional

Gestão do stress do profissional
UFCD | 7229
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar o conceito de stress, causas, consequências negativas do mesmo.
  • Identificar as técnicas preventivas, de controlo e gestão de stress profissional.
  • Caracterizar o conceito de emoção.
  • O Stress
    • Conceito de stress
    • Fatores de risco: emocionais, sociais, organizacionais
    • Sinais e sintomas
    • Consequências negativas do stress
    • Medidas preventivas
    • Técnicas de controlo e gestão de stress profissional
    • Como lidar com situações de agonia e sofrimento
    • Técnicas de auto-proteção
  • As emoções
    • Conceito de emoção
    • Características fisiológicas, cognitivas e comportamentais das emoções
    • Estratégias de gestão das emoções

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Alimentação e nutrição no ciclo da vida

Alimentação e nutrição no ciclo da vida
UFCD | 7228
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais relacionados com a alimentação e nutrição nas fases do ciclo da vida.
  • Identificar as principais alterações fisiológicas do envelhecimento com consequências a nível alimentar e nutricional.
  • Identificar os princípios orientadores da alimentação saudável nas várias fases da vida.
  • Conceitos e princípios fundamentais acerca da alimentação e nutrição nas várias fases do ciclo da vida
    • Necessidades nutricionais diárias
    • Agrupamentos dos alimentos por nutrientes e seu papel
  • Alterações no padrão alimentar decorrentes do envelhecimento
    • Alterações fisiológicas e psicológicas
    • Principais consequências no padrão alimentar
    • Principais consequências nutricionais
  • Hábito de alimentação saudável e plano alimentar adequado:
    • Composição da alimentação: diversidade de alimentos, horários, nº de refeições, intervalos, quantidades, alimentos a privilegiar e a evitar
    • A ingestão de líquidos: a importância da água
    • Benefícios dos hábitos alimentares saudáveis

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Gestão de resíduos em contexto domiciliário e institucional

Gestão de resíduos em contexto domiciliário e institucional
UFCD | 7227
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar a tipologia de resíduos.
  • Efetuar a separação, recolha e transporte de resíduos em diferentes contextos.
  • Efetuar o registo e transmitir ocorrências.
  • Conceitos fundamentais sobre gestão de resíduos
    • Tipologia de resíduos
    • Etapas do processo de gestão de resíduos
  • Normas e procedimentos de recolha, separação e transporte de resíduos:
    • Equipamentos de proteção individual
    • Decorrentes da prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação
    • Decorrentes da limpeza e higienização dos espaços
    • Aplicáveis ao transporte na viatura de apoio domiciliário (VAT)
  • Ocorrências e anomalias na gestão de resíduos: aspetos fundamentais a transmitir; procedimentos de registo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Prevenção da negligência, abusos e maus-tratos

Prevenção da negligência, abusos e maus-tratos
UFCD | 7226
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais relacionados com a prevenção da negligência, abuso e maus tratos.
  • Detetar alterações do estado físico, emocional ou psicológico do indivíduo indiciadores de negligência, abuso e maus tratos.
  • Propor medidas preventivas de situações de negligência, abusos ou maus tratos.
  • Efetuar o registo e transmitir ocorrências.
  • Conceito de mau trato
  • Categorias de maus tratos
  • Fatores de risco
    • Vítima
    • Agressor
    • Maus tratos em instituições
  • Formas de prevenção
    • Primária
      • Formação e sensibilização dos intervenientes
      • Promoção da autonomia e reforço das capacidades de autodeterminação
      • Integração social e comunitária
    • Secundária
  • Técnicas de deteção de situações de negligência, abuso e maus tratos
    • Identificação de sinais de alerta (alterações psicológicas e emocionais; sinais físicos)
    • Exploração de sinais físicos
  • Estratégias para lidar com situações de negligência, abuso e maus tratos
  • Procedimentos para registo e notificação em situações de deteção de maus tratos, negligência ou violência

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Estado de saúde - abordagem geral em contexto domiciliário

Estado de saúde - abordagem geral em contexto domiciliário
UFCD | 7225
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o âmbito de atuação do técnico familiar e de apoio à comunidade.
  • Apoiar o indivíduo na toma de medicação.
  • Identificar alterações do estado de saúde do indivíduo/pessoa.
  • Aplicar procedimentos em casos de alteração do estado de saúde do indivíduo.
  • Efetuar o registo e transmitir ocorrências.
  • Âmbito de atuação do técnico familiar e de apoio à comunidade
  • Procedimentos e cuidados no apoio à toma de medicação
    • Precauções sobre o uso de medicamentos
    • Cuidados no armazenamento e administração (verificação do estado de validade; cuidados no armazenamento; outros)
    • Procedimentos de registo das tomas
  • Técnicas de deteção de alterações do estado de saúde
    • Observação dos sinais vitais
    • Questionamento acerca de sinais ou sintomas de alerta
    • Vigilância da toma de medicação e outros cuidados de saúde
  • Regras de atuação em situações de alteração do estado de saúde
    • Forma de atuação
    • Rede de contactos
    • Procedimentos para registo das ocorrências

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional

Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional
UFCD | 7224
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar a existência de riscos nos espaços habitacionais e circundantes.
  • Propor medidas preventivas e adaptações no espaço domiciliário para melhorar a acessibilidade e a segurança.
  • Efetuar o registo e transmitir ocorrências.
  • Fatores de risco de acidente em contexto domiciliário e institucional
    • Fatores intrínsecos: perda de funcionalidade, patologias, outras
    • Fatores extrínsecos: má iluminação, organização deficiente dos espaços, falhas no funcionamento de equipamentos e sistemas domésticos, outras
  • Técnicas de diagnóstico e avaliação de risco
    • Quarto
    • Sala de refeições
    • Sala de estar
    • Cozinha
    • Casa de banho
    • Outros espaços de circulação
  • Técnicas de prevenção de acidentes
    • Modificação do meio ambiente
    • Ensino do indivíduo, seus familiares e cuidadores
    • Técnicas de prevenção de outros acidentes em contexto institucional e domiciliário
  • Ocorrências e anomalias no apoio à prestação de cuidados
    • Aspetos fundamentais a transmitir
    • Procedimentos de registo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Princípios de ergonomia e prevenção de acidentes e doenças profissionais

Princípios de ergonomia e prevenção de acidentes e doenças profissionais
UFCD | 7223
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais sobre ergonomia e prevenção de acidentes e doenças profissionais.
  • Identificar os principais acidentes e doenças profissionais decorrentes da atividade do técnico familiar e de apoio à comunidade.
  • Identificar técnicas de prevenção de lesões músculo-esqueléticas.
  • Caracterizar os meios técnicos auxiliares de apoio à mobilização e marcha.
  • Reconhecer o papel dos meios técnicos auxiliares e das ajudas técnicas na prevenção de acidentes e doenças profissionais.
  • Conceitos básicos de ergonomia
    • Conceito de ergonomia
    • Conceito de postura de trabalho
    • Riscos relacionados com a postura de trabalho
    • Ergonomia e a sua aplicação nas tarefas do técnico familiar e de apoio à comunidade
  • Ergonomia e a sua aplicação na área dos posicionamentos
    • Risco ocupacional na manipulação de cargas
    • Riscos relacionados com a postura de trabalho
    • Princípios ergonómicos a respeitar
  • Principais acidentes e doenças profissionais decorrentes da atividade do técnico familiar e de apoio à comunidade
    • Riscos associados às tarefas
    • Riscos associados ao indivíduo/utente
    • Riscos associados ao ambiente
    • Outros riscos
  • Técnicas de prevenção de lesões músculo-esqueléticas
    • Na mobilização
    • No posicionamento
    • Na transferência e transporte
  • Papel dos meios auxiliares no posicionamento, mobilização e transferência
    • Pequenos e grandes meios auxiliares, suas características e funcionalidades
    • Regras de utilização
  • Utilização de ajudas técnicas de apoio à mobilização e marcha e suas funções
    • Andarilho
    • Canadianas
    • Bengalas e pirâmides
    • Muletas axilares
    • Cadeira de rodas

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Desenvolvimento de atividades de animação e ocupação de tempos livres

Desenvolvimento de atividades de animação e ocupação de tempos livres
UFCD | 7222
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Planear atividades de animação e ocupação de tempos livres.
  • Implementar atividades de animação e ocupação de tempos livres.
  • Animação e ocupação de tempos livres de adultos no domicílio e em instituição
    • Tipologia de atividades
    • Objetivos e benefícios
      • Momentos de lazer
      • Estimulação de competências
      • Contacto com o ambiente externo à Instituição
      • Rotinas diárias
        • Higiene
        • Culinária
        • Costura
        • Jardinagem
  • Diferentes formas de animação e ocupação de tempos livres
    • Animação física ou motora
    • Animação cognitiva
    • Animação através da expressão plástica
    • Animação através da comunicação
    • Animação associada ao desenvolvimento pessoal e social
    • Animação comunitária
    • Animação lúdica
  • Elaboração de um plano de atividades
    • Definição de Objetivos
    • Identificação de recursos humanos, materiais e logísticos
    • Definição de responsabilidades/tarefas
    • Seleção de critérios de avaliação
  • Técnicas de animação aplicados a diversos públicos:
    • Idosos
    • Pessoas com deficiência
    • Pessoa com doença crónica
    • Outras
  • Ocorrências e anomalias na ocupação de tempos livres: aspetos fundamentais a transmitir; procedimentos de registo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Apoio na realização de atividades instrumentais

Apoio na realização de atividades instrumentais
UFCD | 7221
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as regras e procedimentos relativos à realização de atividades instrumentais diárias.
  • Apoiar o indivíduo em deslocações dentro e fora de casa.
  • Adquirir bens e serviços necessários ao dia-a-dia do indivíduo e família.
  • Efetuar a armazenagem e conservação de produtos e alimentos.
  • Efetuar a limpeza e manutenção do espaço doméstico.
  • Efetuar o tratamento simples de roupas pessoais e de cama.
  • Efetuar o registo e transmitir ocorrências.
  • Regras e procedimentos relativos à realização de atividades instrumentais diárias
  • Apoio nas deslocações ao exterior:
    • Âmbito do acompanhamento
    • Programação da deslocação
    • Previsão de riscos e ações preventivas
  • Aquisição de bens e serviços em representação do utente e da família:
    • Conceitos e princípios fundamentais sobre os direitos e deveres dos consumidor
    • Âmbito do serviço prestado
    • Noções básicas de gestão da economia doméstica
    • As tecnologias de informação e comunicação nos cuidados pessoais e de apoio à comunidade (O registo em formato digital, A utilização do multibanco, outros…)
    • Documentos de compra e venda
    • Processo de entrega, liquidação e pagamento
    • Prestação de contas
  • Armazenagem e conservação de produtos
    • Produtos perecíveis e produtos não perecíveis
    • Regras de armazenagem de produtos
    • Embalagem e rotulagem
    • Armazenagem de medicamentos
    • Noções básicas de defesa do consumidor
  • Trabalho de limpeza e manutenção dos espaços domésticos
    • Equipamentos de proteção individual
    • Programação das atividades
    • Preparação dos recursos necessários (materiais, instrumentos e equipamentos utilizados na limpeza e higienização dos espaços)
    • Utilização de equipamentos e utensílios domésticos (pequenos e grandes eletrodomésticos, sistema de iluminação, aquecimento, entre outros)
    • Limpeza
    • Deteção de pequenas avarias
  • Materiais e utensílios de Higienização
    • Conceitos básicos de química de materiais
    • Produtos básicos de limpeza
    • Utensílios básicos de higienização
    • Utilização dos utensílios e produtos de limpeza
    • Equipamentos de higienização
  • Técnicas de higienização de espaços
    • Regras de organização do serviço de higienização
    • Cuidados na higienização dos espaços domésticos
    • Cuidados específicos com móveis e tecidos
  • Higienização nos diversos contexto de exercício
    • Centros de cuidados humanos/similares
    • Lares
    • Centros de dia
    • Domicílio
  • Regras básicas de manutenção e limpeza de equipamento e utensílios
  • Ficha de arranjos
  • Tratamento de roupas pessoais e de cama
    • Tratamento de roupa
    • Pequenos trabalhos de costura
    • Procedimentos para fazer a cama
      • Em situações rotineiras
      • Em situações de pessoas com dependência parcial ou total
  • Ocorrências e anomalias no apoio à prestação de cuidados:
    • Aspetos fundamentais a transmitir
    • Procedimentos de registo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Apoio nos cuidados de alimentação e hidratação

Apoio nos cuidados de alimentação e hidratação
UFCD | 7220
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o âmbito de intervenção do técnico familiar e de apoio à comunidade na realização de cuidados de alimentação e hidratação.
  • Preparar e confecionar refeições ligeiras e suplementos alimentares.
  • Prestar apoio na alimentação e hidratação ao individuo em contexto domiciliário e/ou institucional.
  • Efetuar o registo e transmitir ocorrências.
  • Âmbito de atuação do técnico familiar e de apoio à comunidade (o que pode e não pode fazer sozinho)
  • Equipamentos de proteção individual
  • Conceitos básicos sobre alimentação, nutrição e dietética
  • Composição dos alimentos e o seu valor nutricional
  • Necessidades nutricionais nas diferentes fases da vida
  • Composição da alimentação: diversidade de alimentos, horários, nº de refeições, intervalos, quantidades, alimentos a privilegiar e a evitar
  • Dietas terapêuticas
    • Dieta para diabéticos
    • Dieta para pessoas com hipercolesterolemia
    • Dieta para pessoas com hiperuricemia
    • Dieta hipo-proteica
    • Dieta gastroentérica (para pessoas com doença de Alzheimer)
  • Confeção de refeições ligeiras
    • Tipologia de refeições ligeiras e suplementos alimentares
    • Técnicas de preparação e acondicionamento de refeições ligeiras e suplementos alimentares
    • Procedimentos para a preparação de tabuleiros
    • Cuidados na manipulação dos alimentos frescos e confecionados
    • Cuidados na conservação de alimentos frescos e confecionados
  • A prestação de cuidados na alimentação e hidratação da pessoa com restrição de autonomia
    • Cuidados de higiene antes e após as refeições
    • Procedimentos e regras de preparação da refeição
    • Posicionamentos para a toma de refeições
  • A prestação de cuidados na alimentação e hidratação da pessoa com dependência parcial
    • Riscos inerentes à ingestão de alimentos e bebidas
    • Sinais de alerta relacionados com engasgamento
    • Posicionamentos específicos para a toma de refeições nas pessoas com dependência parcial
  • Formas de promover e incentivar a autonomia das pessoas
  • Ocorrências e anomalias no apoio à prestação de cuidados
    • Aspetos fundamentais a transmitir
    • Procedimentos de registo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Técnicas de prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas com dependência parcial

Técnicas de prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas com dependência parcial
UFCD | 7218
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o quadro de articulação com o técnico de saúde na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação.
  • Preparar os materiais, equipamentos e instrumentos utilizados nos cuidados de higiene, conforto e eliminação.
  • Prestar cuidados de higiene, conforto e eliminação através de meios técnicos auxiliares.
  • Aplicar técnicas de transferência, posicionamento e mobilização em pessoas com dependência parcial.
  • Aplicar técnicas de prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoa com dependência parcial.
  • Efetuar o registo e transmitir ocorrências.
  • Âmbito de atuação do técnico familiar e de apoio à comunidade (o que pode e não pode fazer sozinho)
  • Equipamentos de proteção individual
  • A articulação com o técnico de saúde na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação
    • Avaliação prévia da situação
    • Identificação das necessidades da pessoa
    • Avaliação do nível de funcionalidade e incapacidade
    • Impacto na prestação de cuidados
  • Instruções da equipa técnica para situações específicas
    • Pessoas com deficiência
    • Pessoa com doença crónica
    • Pessoa com doença incurável
    • Outras situações
  • Preparação dos materiais, equipamentos e instrumentos utilizados nos cuidados de higiene, conforto e eliminação
    • Produtos de higiene, hidratação e conforto
    • Equipamentos e utensílios utilizados nos cuidados de higiene
    • Cuidados de segurança, manutenção e higiene dos materiais, equipamentos e utensílios utilizados
  • Técnicas de transferência e mobilização de pessoas com dependência parcial
    • Conceito de transferência
    • Tipos de transferência
    • Princípios a aplicar na transferência
    • Transferência de doentes com sistemas de soros, drenagens e outros dispositivos
    • Transferência de doentes com alterações cognitivas ou comportamentais
    • Conceito de mobilização
    • Técnicas de mobilização de pessoas com dependência parcial
  • Técnicas de posicionamento:
    • Tipos de posicionamento
    • Técnicas associadas a cada tipo de posicionamento
  • Cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas que necessitam de ajuda parcial (pessoas com dependência parcial, pessoas com sistemas de soros, drenagens, bolsas coletoras e outros dispositivos, bem como, pessoas com alterações cognitivas ou comportamentais, etc.)
    • Técnicas de vestir e despir a pessoa com dependência parcial
    • Técnica de colocação e remoção de dispositivos de eliminação (sacos de drenagem, sacos de urostomia e outros)
    • Técnica do banho
      • Banho na cama
      • Banho no chuveiro/banheira
      • Banho na cadeira de banho assistido
      • Banho na maca banheira
      • Kit de banho móvel
    • Cuidados de higiene e conforto específicos
      • Higiene oral
      • Higiene pés e mãos
      • Higiene facial
      • Higiene capilar
    • Ajudas técnicas na realização dos cuidados de higiene, conforto e eliminação
      • Mobiliário e ajudas para banho assistido
      • Mobiliário e ajudas técnicas para os cuidados de eliminação (cadeira sanitária, arrastadeira, urinol, outros)
      • Técnica de mudança de fraldas
      • Regras de segurança na utilização das ajudas técnicas
  • Ocorrências e anomalias no apoio à prestação de cuidados
    • Aspetos fundamentais a transmitir
  • Procedimentos de registo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Apoio na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas com restrição na autonomia

Apoio na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas com restrição na autonomia
UFCD | 7217
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o âmbito de intervenção do técnico familiar e de apoio à comunidade na realização de cuidados de higiene, conforto e eliminação.
  • Preparar os materiais, equipamentos e instrumentos utilizados nos cuidados de higiene, conforto e eliminação.
  • Prestar apoio na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação a pessoas com restrição na autonomia.
  • Identificar estratégias de promoção da autonomia, privacidade e intimidade das pessoas.
  • Efetuar o registo e transmitir ocorrências.
  • Âmbito de atuação do Técnico Familiar e de Apoio à Comunidade (o que pode e não pode fazer sozinho)
  • Equipamentos de proteção individual
  • Preparação da prestação de cuidados higiene, conforto e eliminação a pessoas com autonomia
    • Instruções da equipa técnica
    • Questões relativas à privacidade, intimidade e sexualidade da pessoa
    • Fatores ambientais na criação de condições de conforto e segurança
    • Adequação às necessidades individuais
  • Preparação dos materiais, equipamentos e instrumentos utilizados nos cuidados de higiene, conforto e eliminação:
    • Produtos de higiene, hidratação e conforto
    • Equipamentos e utensílios utilizados nos cuidados de higiene
    • Cuidados de segurança, manutenção e higiene dos materiais, equipamentos e utensílios utilizados
      • Técnicas e procedimentos para a realização dos cuidados de higiene, conforto e eliminação
    • Procedimentos para apoiar no vestir e despir
    • Banho na casa de banho
    • Higiene oral
    • Outros cuidados de higiene e conforto: Barba, cabelo, unhas, olhos e pele
    • Higiene íntima nos homens e mulheres
    • Cuidados a ter na eliminação
      • Cuidados para a manutenção da integridade cutânea
    • Deteção precoce de alterações da integridade cutânea
    • Hidratação adequada
    • Mobilidade e alternância de posicionamentos
    • Vestuário adequado
      • Cuidados com higiene em situações especiais
    • Úlceras
    • Ostomas
    • Pós-cirurgias
    • Outras
  • Estratégias de promoção da autonomia das pessoas
  • Estratégias para garantir a privacidade e a intimidade das pessoas
  • Ocorrências e anomalias no apoio à prestação de cuidados:
    • Aspetos fundamentais a transmitir
    • Procedimentos de registo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Abordagem física e psicológica da doença na prestação de cuidados de higiene, alimentação, hidratação, conforto e eliminação

Abordagem física e psicológica da doença na prestação de cuidados de higiene, alimentação, hidratação, conforto e eliminação
UFCD | 7216
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais acerca da doença aguda e crónica.
  • Identificar as características da doença crónica e aguda e as suas principais expressões.
  • Identificar os aspetos psicológicos e sociais da pessoa com doença crónica.
  • Conceito de doença aguda e de doença crónica
  • Principais doenças agudas e suas características
  • Principais doenças crónicas e suas características
    • Doenças cardiovasculares
      • Acidente Vascular Cerebral
      • Enfarte Agudo do Miocárdio
    • Doenças Respiratórias
    • Doenças Oncológicas
    • Doença de Parkinson
    • VIH/Sida
    • Outras
  • Especificidade das doenças crónicas incuráveis
  • Aspetos psicológicos e sociais da pessoa com doença crónica
  • Alterações físicas, psicológicas e sociais causadas pela doença crónica
  • Implicações das alterações na prestação de cuidados pessoais
  • A comunicação com o doente, seus familiares e/ou cuidadores
    • Pressupostos da comunicação com o doente, seus familiares e/ou cuidadores
    • Impacto da doença crónica ou aguda na qualidade de vida do indivíduo, família e cuidadores

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Abordagem geral sobre a pessoa com deficiência

Abordagem geral sobre a pessoa com deficiência
UFCD | 7215
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar o conceito e princípios fundamentais relacionados com a deficiência.
  • Identificar o conceito de inclusão e o papel da família e dos profissionais de apoio familiar na sua promoção.
  • Identificar e caracterizar os tipos de deficiência.
  • Identificar estratégias psicológicas e afetivas no cuidado de pessoas com deficiência.
  • Conceito de deficiência e tipos de deficiência
  • Direitos e deveres da pessoa com deficiência
  • Tipos de deficiência e graus de deficiência
  • Classificação de causas da deficiência mental
  • Graus da deficiência mental e características de cada grupo
  • Conceito de inclusão
  • Papel da família, profissionais e redes sociais na inclusão da pessoa com deficiência
  • Os afetos e a sexualidade na pessoa com deficiência
  • Processos psicológicos implicados no cuidador de pessoas com deficiência
    • Sentimentos e emoções
  • Sobrecarga física e emocional

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Abordagem biológica, psicológica, social e cognitiva do envelhecimento

Abordagem biológica, psicológica, social e cognitiva do envelhecimento
UFCD | 7214
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais sobre o processo de envelhecimento.
  • Identificar problemas de saúde mais comuns no idoso e suas consequências.
  • Identificar alterações na autonomia e funcionalidade e seu impacto na qualidade de vida do idoso.
  • Identificar as redes sociais de apoio e os serviços de institucionalização.
  • Principais alterações biológicas do envelhecimento
    • Alterações estruturais
      • Células e tecidos
      • Composição global do corpo e peso corporal
      • Músculos ossos e articulações
      • Pele e tecidos subcutâneos
    • Alterações funcionais
      • Sistema cardiovascular
      • Sistema respiratório
      • Sistema renal e urinário
      • Sistema gastrointestinal
      • Sistema nervoso e sensorial
      • Sistema endócrino e metabólico
      • Sistema imunitário
      • Ritmos biológicos e sono
    • Implicações das alterações funcionais na prestação de cuidados pessoais
  • Problemas de saúde mais comuns no idoso
    • Doenças cardiovasculares
    • Diabetes
    • Doenças reumáticas
    • Perturbações mentais e comportamentais
    • Alterações da visão
    • Alterações cognitivas
    • Outras
  • As principais perturbações mentais e comportamentais no idoso e suas consequências
    • Perturbações mentais orgânicas (doença de Alzheimer, outras demências, depressão)
    • Perturbações mentais e comportamentais devidos ao abuso de substância psicoativa
    • Esquizofrenia, perturbações esquizotípicas e perturbações delirantes
    • Perturbações do humor
    • Síndromes comportamentais associadas a disfunções fisiológicas e a fatores físicos
  • Alterações na autonomia e funcionalidades e impacto na qualidade de vida do idoso
    • Quedas
    • Imobilidade
    • Depressão
    • Outras
  • Aspetos psicológicos do envelhecimento
    • Modificação das funções cognitivas
    • Os afetos e a sexualidade nos idosos
    • Envelhecimento emocional e suas características
    • Aspetos psicológicos de risco no idoso
  • Aspetos sociais do envelhecimento
    • Evolução histórica do conceito de idoso
    • A perspetiva de outras culturas
    • A interpretação individual e social das várias fases do ciclo da vida
    • Atitudes, mitos e estereótipos associados à velhice
  • Redes de apoio
    • As pessoas idosas e o meio ambiente
    • A diversidade do meio ambiente
    • A família e a comunidade
  • As Instituições formais
    • Caracterização e natureza das Instituições formais
    • Institucionalização das pessoas de idade
    • A vida quotidiana nas Instituições

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Necessidades humanas básicas: os cuidados de higiene, alimentação, hidratação, conforto e eliminação

Necessidades humanas básicas: os cuidados de higiene, alimentação, hidratação, conforto e eliminação
UFCD | 7213
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais sobre as necessidades humanas básicas: higiene, conforto, alimentação, hidratação e eliminação.
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais acerca dos conceitos de funcionalidade e incapacidade.
  • Identificar o impacto da funcionalidade e incapacidade na prestação de cuidados de higiene, alimentação, hidratação, conforto e eliminação.

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Os sistemas do corpo humano: os sistemas urinário e gastrointestinal, os órgãos dos sentidos e a pele

Os sistemas do corpo humano: os sistemas urinário e gastrointestinal, os órgãos dos sentidos e a pele
UFCD | 7212
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais sobre os sistemas urinários e gastrointestinal.
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais sobre os órgãos dos sentidos e a pele.
  • Sistema Urinário
    • Constituição do Sistema Urinário
    • Produção e excreção de urina
    • Incontinência urinária- conceito
    • Infeção urinária: conceito; prevenção
    • Sinais e sintomas de alerta relacionado com alterações do sistema urinário
    • Implicações para os cuidados de higiene, conforto e eliminação
  • Sistema Gastrointestinal
    • Constituição do sistema gastrointestinal
    • Processo de digestão
    • Importância deste processo para a absorção de nutrientes e funcionamento do organismo
    • Eliminação intestinal
    • Obstipação: conceito; prevenção
    • Diarreia: conceito
    • Vómito: conceito; risco de aspiração de vómito
    • Engasgamento: conceito
    • Sinais e sintomas de alerta relacionado com alterações do sistema gastrointestinal
    • Implicações para os cuidados de higiene, conforto e eliminação
  • Órgãos dos Sentidos
    • Olho e a Visão
    • Ouvido e a Audição
    • Nariz e o Olfato
    • Boca e o Paladar
    • Pele e o Tato
    • Especificidades da prestação de cuidados de higiene e conforto
  • Estrutura e as funções da pele: noções gerais
    • Alterações da estrutura e da capacidade funcional da pele resultantes do envelhecimento
    • Outras alterações resultantes de patologias e outros fatores
    • Integridade cutânea e compromisso da integridade cutânea
  • Implicações para os cuidados de higiene e conforto

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Os sistemas do corpo humano: imunitário, circulatório, respiratório, nervoso e músculo-esquelético

Os sistemas do corpo humano: imunitário, circulatório, respiratório, nervoso e músculo-esquelético
UFCD | 7211
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Explicar o ciclo vital do ser humano.
  • Identificar os principais sistemas do corpo humano e suas funções.
  • Identificar conceitos e princípios fundamentais sobre os sistemas imunitário, circulatório, respiratório, nervoso e músculo-esquelético.
  • Ciclo vital do Homem desde o nascimento até á morte
    • Nascimento
    • Crescimento - 1ª e 2ª infância, adolescência
    • Idade adulta e envelhecimento
    • Morte
  • Principais sistemas do corpo humano: conceitos e funções
    • Célula, tecido, órgão, aparelho ou sistemas
  • Noções sobre o sistema imunitário
    • Barreiras naturais
    • Imunidade natural
    • Imunidade adquirida
  • Sistema circulatório
    • O sangue e suas funções
    • Os vasos sanguíneos e a circulação sanguínea
    • O coração e o seu funcionamento
    • Sinais e sintomas de alerta relacionado com alterações do sistema circulatório
    • Implicações para os cuidados de higiene e conforto
  • Sistema Respiratório
    • Noções básicas de respiração
    • O aparelho respiratório
    • Os pulmões e a sua função
    • Breves noções dos fenómenos mecânicos físicos e químicos da inspiração e da expiração
    • Sinais e sintomas de alerta relacionado com alterações do sistema respiratório
    • Implicações para os cuidados de higiene e conforto
  • Sistema Nervoso
    • Noções básicas do sistema nervoso
    • Descrição geral da sua estrutura e funções
    • Importância deste sistema no funcionamento do organismo
    • Sinais e sintomas de alerta relacionado com alterações do sistema nervoso
    • Implicações para os cuidados de higiene e conforto
  • Sistema músculo-esquelético
    • Breve abordagem à sua constituição
    • O esqueleto: cabeça, tronco e membros
    • Músculos e articulações
    • Alterações músculo-esqueléticas decorrentes do envelhecimento e da imobilidade
    • Implicações para os cuidados de higiene e conforto

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Prevenção e controlo na infeção na prestação de cuidados pessoais e à comunidade

Prevenção e controlo na infeção na prestação de cuidados pessoais e à comunidade
UFCD | 7210
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos e princípios fundamentais associados à prevenção e controlo de infeção na prestação de cuidados de higiene, conforto e eliminação.
  • Identificar situações de risco potenciadoras da infeção associadas aos diferentes contextos de prestação de cuidados em contexto domiciliário e institucional.
  • Identificar os principais dispositivos individuais e as medidas de precaução individual.
  • Princípios da prevenção e controlo da infeção, medidas e recomendações
    • Conceitos de doença, infeção e doença infeciosa
    • Enquadramento legal do controlo da infeção
  • Conceitos básicos associados à infeção:
    • Epidemiologia da infeção - cadeia epidemiológica
      • Microrganismos e patogenicidade
      • Reservatórios ou fontes dos microrganismos
      • Portas de entrada e de saída dos microrganismos
      • Vias de transmissão
      • Hospedeiro e sua susceptibilidade
      • Resistências anti-microbianas
  • Situações de risco em contexto domiciliário e institucional
    • Exposição a riscos biológicos
      • Tuberculose
      • Hepatite A, B e C
      • HIV
    • Manipulação de produtos biológicos
    • Outras
  • Dispositivos individuais e medidas de precaução individual
    • Equipamento de proteção individual (qual, quando e como usar)
    • Higiene das mãos (conceito, técnicas, procedimentos)
    • Uso adequado e seguro das barreiras protetoras
    • Cuidados de higiene pessoal
    • Vacinação
  • Fardamento

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Trabalho em equipa no contexto da prestação de cuidados pessoais e à comunidade

Trabalho em equipa no contexto da prestação de cuidados pessoais e à comunidade
UFCD | 7209
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Caracterizar a natureza multidisciplinar do trabalho inerente à prestação de cuidados pessoais e à comunidade.
  • Explicar o conceito de trabalho em equipa, dificuldades de operacionalização e estratégias de atuação.
  • Identificar o papel do técnico de prestação de cuidados pessoais e à comunidade no quadro de equipas multidisciplinares.
  • Explicar os princípios de funcionamento de equipas multidisciplinares no setor da ação social.
  • A multidisciplinaridade inerente à prestação de cuidados pessoais e à comunidade
  • O papel do técnico na equipa de prestação de cuidados pessoais e à comunidade
  • Constituição da equipa de prestação de cuidados pessoais e de apoio à comunidade
  • Estrutura hierárquica
  • Contextos de atuação do técnico familiar e de apoio à comunidade
  • Atribuições e responsabilidade
  • Princípios do funcionamento das equipas de trabalho
    • Conceito de trabalho em equipa
    • Colaboração e cooperação
    • Dificuldades de operacionalização e estratégias de atuação
    • Normas sociais
    • Influência social e dinâmica interna
  • Atitudes facilitadoras do trabalho em equipa

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Comunicação na interação com a pessoa apoiada, cuidador e/ou família

Comunicação na interação com a pessoa apoiada, cuidador e/ou família
UFCD | 7208
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Explicar a importância da comunicação para o adequado desempenho do técnico familiar e de apoio à comunidade.
  • Identificar as técnicas de comunicação adequadas ao desempenho do técnico familiar e de apoio à comunidade.
  • Identificar fatores de natureza cultural, familiar e de género que podem interferir na comunicação.
  • Identificar técnicas de comunicação em contextos e com públicos diversificados.
  • Princípios da comunicação na interação com o utente, cuidador e/ou família
    • A comunicação na interação com pessoas com alterações de comportamento
      • Agressividade
      • Agitação
      • Conflito
    • Pressupostos na interação com pessoas com perturbações mentais: empatia; comunicação não verbal
    • A interação com pessoas com problemas de comunicação
  • Identificar estratégias de comunicação com o doente e seus familiares e/ou cuidadores
  • Princípios e conceitos fundamentais de dinâmica familiar
    • Conceito de família
    • Papéis e funções da família
    • Estratégias de comunicação aplicáveis aos vários contextos familiares
  • Comunicação e multiculturalidade
  • Comunicação e género
  • Pilares da relação entre profissional, pessoa apoiada e família ou seus cuidadores
    • Compreensão empática
    • Respeito incondicional pelo outro
  • Escuta ativa

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

        Habilitação mínima:

        • Empregados: 9º ano ou superior;
        • Desempregados: 12º ano ou superior;

        Documentação necessária para inscrição:

        • Ficha de inscrição;
        • Certificado de Habilitações Literárias;
        • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
          • Desempregados:
            • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
          • Empregados:
            • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
            • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

A atividade profissional do Técnico Familiar e de Apoio à Comunidade

A atividade profissional do Técnico Familiar e de Apoio à Comunidade
UFCD | 7207
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar o âmbito de intervenção do técnico familiar e de apoio à comunidade e o quadro regulamentar aplicável à atividade.
  • Identificar os deveres e direitos do profissional.
  • Explicar a importância de assumir uma postura profissional baseada em valores éticos e deontológicos.
  • Explicar o papel do profissional na melhoria contínua dos processos de prestação de cuidados pessoais e à comunidade.
  • Técnico Familiar e de Apoio à Comunidade
    • Enquadramento legal da atividade
    • Âmbito de intervenção do técnico familiar e de apoio à comunidade (o que pode e não pode fazer sozinho)
    • Atividades e responsabilidades do técnico familiar e de apoio à comunidade
    • A importância da atuação de acordo com normas e orientações dos técnicos responsáveis
    • Principais normas e regulamentos aplicáveis à atividade
    • Princípios éticos da atuação do profissional
      • Código de conduta
      • Deveres de confidencialidade e sigilo
      • Atitudes e valores inerentes à atividade
      • Respeito pela privacidade e intimidade das pessoas
      • Respeito pela diferença
    • Aspetos legais relacionados com o exercício da profissão
  • Postura profissional do técnico familiar e de apoio à comunidade:
    • Conceito de postura profissional
    • Imagem profissional
    • Normas e orientações da instituição
  • Conceitos e princípios da qualidade
    • Conceito de qualidade
    • Conceito de eficácia e de eficiência
    • A importância da qualidade na prestação de cuidados pessoais e à comunidade
  • Os processos da qualidade nas diferentes Respostas Sociais:
    • Processos-chave
    • Manual da Qualidade
    • Documentação de apoio
  • O papel do profissional na melhoria contínua
    • Conceito de melhoria contínua
    • Monitorização da qualidade
    • Ações preventivas e corretivas
    • Controlo/auditorias internas

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

O setor dos serviços de proximidade: serviços pessoais e de apoio à comunidade

O setor dos serviços de proximidade: serviços pessoais e de apoio à comunidade
UFCD | 7206
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os conceitos fundamentais relacionados com Saúde e Ação Social.
  • Identificar o enquadramento e a orgânica de funcionamento do Sistema Nacional de Saúde e no Sistema de Segurança Social.
  • Caracterizar a lógica de intervenção, organização e as respostas prestadas pela Rede de Cuidados de Saúde e de Ação Social.
  • Serviços de Apoio Social
    • Tipologia de respostas sociais existentes em Portugal
    • Âmbito de intervenção
    • Breve enquadramento legal dos serviços pessoais e de apoio à comunidade
    • Legislação, normas e regulamentos aplicáveis
    • Entidades que prestam serviços pessoais e de apoio à comunidade
  • Rede Nacional de Cuidados de Saúde
    • Cuidados primários
    • Cuidados diferenciados (hospitalares)
    • Cuidados continuados
  • Rede de Cuidados Continuados Integrados
    • Conceito e filosofia da Rede de Cuidados Continuados
    • Tipologia de Cuidados Continuados
    • Modelo de cuidados e intersectorialidade
  • Terminologia básica da ação social e saúde

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Técnicas de posicionamento, mobilização, transferência e transporte

Técnicas de posicionamento, mobilização, transferência e transporte
UFCD | 6571
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar a terminologia e os conceitos associados aos diferentes tipos de posicionamentos.
  • Identificar os diversos tipos de ajudas técnicas e funcionalidade das mesmas.
  • Identificar os diferentes tipos de transferência e princípios associados.
  • Explicar que as tarefas que se integram no âmbito de intervenção do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde terão de ser sempre executadas com orientação e supervisão de um Profissional de saúde.
  • Identificar as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão direta do Profissional de saúde e aquelas que podem ser executadas sozinho.
  • Aplicar técnicas de posicionamento, mobilização, transferência e transporte utilizando diferentes ajudas técnicas, tendo em conta as orientações do profissional de saúde a capacidade do indivíduo e os princípios de ergonomia e riscos associados.
  • Explicar a importância de demonstrar compreensão, paciência e sensibilidade na aplicação adequada de técnicas de posicionamento, mobilização, transferência e transporte.
  • Explicar a importância de agir em função da capacidade de autonomia do utente, e de valorizar pequenos progressos.
  • Explicar a importância de manter autocontrolo em situações críticas e de limite.
  • Explicar a importância de se atualizar e adaptar a novos produtos, materiais, equipamentos e tecnologias no âmbito das suas atividades.
  • Explicar o dever de agir em função das orientações do profissional de saúde.
  • Explicar o impacte das suas ações na interação e bem-estar emocional de terceiros.
  • Explicar a importância da sua atividade para o trabalho de equipa multidisciplinar.
  • Explicar a importância de assumir uma atitude pró-ativa na melhoria contínua da qualidade, no âmbito da sua ação profissional.
  • Explicar a importância de cumprir as normas de segurança, higiene e saúde no trabalho assim como preservar a sua apresentação pessoal.
  • Explicar a importância de agir de acordo com normas e/ou procedimentos definidos no âmbito das suas atividades.
  • Explicar a importância de adequar a sua ação profissional a diferentes públicos e culturas.
  • Explicar a importância de adequar a sua ação profissional a diferentes contextos institucionais no âmbito dos cuidados de saúde.
  • Explicar a importância de prever e antecipar riscos na aplicação adequada de técnicas nos posicionamentos, mobilização, transferência e transporte.
  • Explicar a importância de demonstrar segurança durante a execução das suas tarefas.
  • Explicar a importância da concentração na aplicação adequada de técnicas de nos posicionamentos, mobilização, transferência e transporte.
  • Explicar a importância de desenvolver as suas atividades promovendo a humanização do serviço.
  • Explicar a importância de desenvolver uma capacidade de alerta que permita sinalizar situações ou contextos que exijam intervenção.
  • A consequência da imobilidade nos sistemas orgânicos
  • Técnicas de mobilização
    • Os Aspetos gerais a ter em conta na mobilização
    • As Ajudas técnicas
  • Técnicas de transferência
    • Os princípios a aplicarem nas transferências
    • Tipos de transferência
      • A transferência da cama para a cadeira
      • A transferência da cama para a maca
    • A transferência do utente com sistemas de soros, drenagens, tubagens ou outros dispositivos
    • A transferência de utentes com alterações comportamentais: agitadas ou imobilizadas
    • As ajudas técnicas de apoio na transferência e suas funções
      • Guindaste
      • Tábua de transferência
      • Transferes
  • Transporte na cama, maca e cadeira de rodas
  • Os Posicionamentos
    • Conceito
    • Princípios básicos
    • Tipos de posicionamentos
      • Decúbito dorsal
      • Decúbito ventral
      • Decúbito lateral direito
      • Decúbito lateral esquerdo
      • Decúbito semi-ventral direito
      • Decúbito semi-ventral esquerdo
      • Decúbito semi-dorsal direito
      • Decúbito semi-dorsal esquerdo
    • Técnicas associadas a cada tipo de posicionamento
    • A importância dos posicionamentos na prevenção das úlceras
  • A ergonomia e a sua aplicação na área dos posicionamentos
    • Risco ocupacional para o/a Técnico/a Auxiliar de Saúde na manipulação de cargas
    • Os princípios ergonómicos a respeitarem pelos executantes como medidas preventivas de lesão
  • Ajudas técnicas de apoio à mobilização e marcha e suas funções
    • Andarilho
    • Canadianas
    • Bengalas e pirâmides
    • Muletas axilares
    • Cadeira de rodas
  • Tarefas que em relação a esta temática se encontram no âmbito de intervenção do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde
    • Tarefas que, sob orientação de um Profissional de saúde, tem de executar sob sua supervisão directa
    • Tarefas que, sob orientação e supervisão de um Profissional de saúde, pode executar sozinho/a

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Comunicação, moderação, técnicas de apresentação e visualização

Comunicação, moderação, técnicas de apresentação e visualização
UFCD | 4641
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância da comunicação e desenvolver estratégias e técnicas para a promoção de uma comunicação interpessoal eficaz.
  • Fornecer ferramentas essenciais para atuar eficazmente como facilitador(a).
  • Reflectir sobre a intervenção adequada como facilitador(a) em diferentes tipos de processos.
  • Planear e estruturar a informação de forma a transmiti-la eficazmente, a par da realização de apresentações dinâmicas e persuasivas.
  • Mobilizar as capacidades de comunicação verbal e gestual do profissional, bem como atender às características culturais na realização de apresentações.
  • Comunicação
    • Importância da comunicação
    • Factores de impacto na comunicação verbal e não verbal
    • Obstáculos e barreiras a uma comunicação eficaz
    • Principais estratégias e técnicas para uma comunicação eficaz
      • Escuta ativa e a reformulação
      • Assertividade
      • Feedback
      • Clarificação
  • Moderação
    • Reuniões tradicionais vs reuniões facilitadas
    • Facilitador e participantes
    • Facilitação – fases do processo
    • Perfil e tarefas do facilitador
    • Aspectos logísticos
    • Técnicas de comunicação
    • Inventário de metodologias
    • Processo facilitado – estruturação, execução e intervenções pós-processo
    • Perfil dos «actores» em processos facilitados – facilitador e participantes
    • Formatos específicos
    • Facilitadores em equipa
    • Facilitador externo versus facilitador interno
  • Técnicas de Apresentação e visualização
    • Competências para falar em público
      • Factores emocionais que interferem na apresentação
      • Postura
      • Voz
      • Controlar a comunicação verbal e não verbal para desenvolver uma exposição dinâmica e persuasiva
    • Planeamento e a organização das apresentações
      • Planeamento da apresentação em função dos objetivos e da audiência
      • Etapas da apresentação
      • Métodos, técnicas e meios auxiliares
    • Desenvolvimento da apresentação
      • Sinais da audiência
      • “Gerir” a relação com a audiência
      • Lidar com perguntas e objecções

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação de bibliotecas

Animação de bibliotecas
UFCD | 4299
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer as problemáticas da leitura na atualidade.
  • Analisar a realidade específica das bibliotecas e da animação da leitura.
  • Planear e implementar metodologias e técnicas de animação do livro e da leitura.
  • A problemática da leitura no século XXI
    • Quem lê e o que lê (classes, faixas etárias,…)
    • Responsabilidades e missões dos intervenientes no circuito do livro
  • Missões da biblioteca pública e da biblioteca escolar
    • O manifesto da UNESCO
    • Linhas orientadoras da IFLA para crianças e jovens
  • Leitura instrumental e leitura lúdica
  • Estratégias de animação da leitura
    • Animações de informação
    • Animações lúdicas
    • Animações de aprofundamento
    • Animações responsabilizantes
    • Outros tipos de animações
  • O contador / animador / mediador da leitura
    • O corpo e a voz
    • Como contar histórias (leitura e oralidade)
    • Organização da sessão de contos de acordo com as fases etárias
  • O projeto de animação da leitura
    • Etapas e componentes do planeamento de actividades
    • A divulgação das actividades
    • A implementação das actividades
    • A avaliação das actividades

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Gestão de projetos de animação

Gestão de projetos de animação
UFCD | 4298
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Aplicar dispositivos metodológicos e técnicos de intervenção em animação sociocultural.
  • Aplicar metodologias de participação ativa numa perspetiva de liderança democrática.
  • Operacionalizar e gerir projetos de animação sociocultural.
  • Modelos de intervenção: modelo sistémico; investigação-ação; planeamento estratégico
  • Planificação sociocultural
    • Planificação/programação
    • Plano, programa, projeto
  • Princípios básicos de planificação
  • Etapas de construção de um projeto
  • Desenho de projetos de intervenção social
    • Diagnóstico e fundamentação da ação – a análise e interpretação da realidade social (técnicas de diagnóstico; colectivização de necessidades - divulgação da informação; estabelecimento de prioridades)
    • Elaboração do projeto – planificação da ação (definição de finalidades e objectivos; construção de indicadores; definição de estratégias, atividades e acções; organização de recursos; temporalização; planear a participação)
  • Operacionalização e gestão do projeto (organização de parcerias; aplicação de dispositivos de participação; divulgação e marketing social; aplicação de instrumentos de gestão e controle da execução; gestão da equipa de trabalho; gestão de recursos)
  • A avaliação – revisão e ajuste (o conceito de avaliação – a avaliação participada; funções e modalidades da avaliação; elementos e instrumentos de avaliação)
  • A sistematização da prática

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação e desenvolvimento comunitário

Animação e desenvolvimento comunitário
UFCD | 4297
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o papel do animador sociocultural na organização e gestão da intervenção na comunidade.
  • Desenhar e implementar projetos em diferentes contexto comunitários.
  • Intervir enquanto agente no desenvolvimento partilhado das comunidades.
  • Delimitação das áreas de intervenção comunitária em animação social, cultural e educativa
  • O território como março delimitador da ação na animação comunitária
  • A comunidade como espaço privilegiado de desenvolvimento na animação
  • A animação comunitária: princípios e métodos segundo diferentes autores
  • Metodologias subjacentes à intervenção com diferentes comunidades identificadas e delimitadas.
  • Técnicas transversais à intervenção comunitária
  • Os projetos comunitários como forma de mudança / resolução de problemas
  • Percursos" de trabalho de projeto em animação social, educativa ou cultural com diferentes comunidades

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Associativismo e animação

Associativismo e animação
UFCD | 4296
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir o conceito de associativismo.
  • Reconhecer o papel das associações no desenvolvimento comunitário.
  • Reconhecer a importância da ligação entre a atividade do animador sociocultural e as estruturas associativas.
  • Associativismo: papel e função sociocultural
  • Tipos de associações
  • Áreas de intervenção
  • Formas de organização
  • Legislação aplicável

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação turística e desportiva

Animação turística e desportiva
UFCD | 4295
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o enquadramento legal nas áreas do desporto e do turismo.
  • Organizar roteiros turísticos.
  • Planificar atividades de animação turística.
  • Planificar atividades de animação desportiva.
  • Aplicar técnicas de animação ao contexto sociocultural da região.
  • Enquadramento legal nas áreas do desporto e do turismo
  • Os roteiros turísticos
  • Animação turística
  • Animação desportiva
  • Técnicas de animação aplicadas ao contexto sociocultural da região

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação ambiental e de património

Animação ambiental e de património
UFCD | 4294
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância do estudo, da proteção, da valorização, da divulgação e da animação do Património Cultural.
  • Identificar as características históricas da região e do seu património cultural.
  • Desenvolver projetos de animação patrimonial e ambiental.
  • Aplicar as técnicas de animação em atividades de animação ambiental e patrimonial.
  • Contextualização histórica dos conceitos de animação social, cultural e educativa
  • Participação, voluntariado e participação social
  • Promoção da cidadania nos grupos-alvo
  • Ateliers temáticos construídos com a metodologia Oficina de Trabalho
  • Regras de trabalho em jogos e atividades lúdicas e pedagógicas
  • Animação ambiental
    • Contextualização histórica do conceito de educação ambiental
    • Enquadramento da animação ambiental na educação não-formal
    • Conceitos transversais à animação ambiental
    • O animador ambiental enquanto organizador de grupos sociais
  • Animação patrimonial
    • O conceito de património
    • Base legal relativa ao património cultural português
    • A identidade cultural
    • A perda da identidade cultural e a globalização cultural
    • As áreas do património cultural
    • Aspectos da cultura popular dos portugueses
    • O estudo, a proteção, a valorização, a divulgação e a animação do património cultural
    • Características do património cultural da região
    • Técnicas de animação aplicadas ao património

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Intervenção em espaços culturais

Intervenção em espaços culturais
UFCD | 4293
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Intervir na dinamização cultura/escola, cultura/ruralidade, cultura/centros urbanos.
  • Promover o intercâmbio cultural.
  • Avaliar as questões suscitadas pela intervenção nas várias áreas da cultura.
  • Legislação Cultural
  • Intervenção em produtos e espaços culturais
  • Estratégias de aproveitamento de equipamentos culturais
  • Produção de programas culturais
    • Rentabilização de programações já existentes nos Municípios
    • Promoção da programação e produção e distribuição de materiais de divulgação de eventos e atividades
  • Actividade nos recintos culturais e apoio a grupos e atividades públicas e privadas que se movem em seu torno (alojamentos, restauração e atividades culturais gerais das comunidades envolvidas)

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação para a terceira idade

Animação para a terceira idade
UFCD | 4292
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as características da Terceira Idade e principais aspetos sociais.
  • Promover a participação do idoso na vida comunitária.
  • Promover as relações intergeracionais.
  • Desenvolver atividades de animação sociocultural para a terceira idade.
  • Conceitos de Geriatria e Gerontologia
  • Conceitos de Envelhecimento e Velhice
  • O idoso na sociedade contemporânea
  • Instituições de apoio à terceira idade
  • Formas de intervenção emanimação sociocultural para a terceira idade

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação sócio-educativa

Animação sócio-educativa
UFCD | 4291
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Analisar a importância da animação sócio-educativa no desenvolvimento social.
  • Identificar os espaços e grupos-alvo da intervenção em animação sócio-educativa.
  • A Animação como função educativa
    • Educação, ensino e formação
    • Pedagogia social e participação social
    • Animação sócio-educativa – prevenir e intervir
  • Espaços e grupos-alvo de intervenção em animação sócio-educativa
    • O espaço escolar e a comunidade educativa
    • Estruturas complementares à escola (atl, ludoteca, biblioteca, ...)
    • Espaços lúdicos
    • Projectos de desenvolvimento local
    • Estruturas de educação e formação de adultos
  • Estratégias de Intervenção
    • O estímulo da criatividade
    • A promoção da literacia
    • A diversidade cultural, fator de enriquecimento pessoal e da comunidade
    • A interação com a comunidade local
    • O envolvimento da família no processo educativo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação de rua - técnicas circenses

Animação de rua - técnicas circenses
UFCD | 4290
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Desenvolver as técnicas de manipulação de bolas.
  • Desenvolver a técnica de malabarismo com bolas e massas.
  • Desenvolver as técnicas de Clown.
  • Desenvolver a capacidade de improviso.
  • Desenvolver a Personagem de Clown (guarda-roupa, Materiais e acessórios).
  • Dominar o monociclo e as andas.
  • Aplicar as técnicas de equilibrismo.
  • Realizar figuras básicas da Globoflexia.
  • Dominar as técnicas de Pirofagia.
  • Executar exercícios da acrobacia de solo e aérea.
  • Aplicar as técnicas de animação de rua.
  • Malabarismo (Teoria / prática)
  • Clown (Teoria / prática)
  • Equilibrismo (Teoria / prática)
  • Modelação de Balões (Teoria / prática)
  • Pirofagia (Teoria)
  • Acrobacia solo / aérea  (Teoria / prática)
  • História e Ciência do malabarismo
  • Materiais e Estilos de malabarismo
  • Desenvolvimento do Clown individual
    • Técnicas do Clown (Acordar / 1º, 2º, 3º, 4º susto / Caminhar / Voz / Regras do Clown)
    • Acessórios do Clown
    • Equilibrismo
    • Monociclo (Teoria / prática)
    • Níveis do Monociclismo
    • Exercícios de manipulação do monociclo
  • Andas (prática)
    • - Exercícios de manipulação das andas
  • Globoflexia
    • Tipos de Balões
    • Técnica de encher e modelar
    • Aprendizagem de algumas figuras
  • Pirofagia (Teoria)
    • Segurança
    • Treino
    • Cenário
    • Equipamento
    • Líquidos
    • Condições Climatéricas
    • Materiais adequados
  • Acrobacia de solo / aérea
    • Trapézio Fixo (Teoria)
    • Regras básicas e específicas.
    • Acrobacia de solo (prática)
    • Exercícios e posições de acrobacia
  • Animação de rua
    • Comunicação Interpessoal
    • Interacção do artista com assistência.
    • Adequação da performance ao espectáculo
    • Gestão de espaço / tempo
    • Cenário / Guarda-roupa / materiais

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

O jogo

O jogo
UFCD | 4289
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a história dos jogos.
  • Identificar os jogos tradicionais portugueses.
  • Identificar os diferentes tipos de jogos e as idades em que se aplicam.
  • Realizar uma atividade em seja utilizado um jogo.
  • Construir um jogo.
  • Elaborar um portefólio de jogos.
  • Conceito de jogo
  • Tipos de jogos (regras, simbólicos, sensório-motores, tradicionais)
  • A história e a evolução dos jogos
  • Jogos tradicionais portugueses
  • Objectivos e finalidades dos jogos
  • As idades em que cada tipo de jogo pode ser aplicado
  • Planeamento e construção de jogos

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Dança contemporânea

Dança contemporânea
UFCD | 4288
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Enquadrar histórica e socialmente o aparecimento da dança contemporânea e o trabalho de alguns criadores fundadores.
  • Identificar várias técnicas e linguagens corporais.
  • Apresentar coreografias simples.
  • Alinhamento corporal, força, flexibilidade, coordenação
  • Memorização e reprodução de movimento
  • Qualidade e dinâmica de movimento
  • Improvisação e composição
  • Procura de movimento através da improvisação
  • O contacto com o outro através da improvisação conjunta e da manipulação
  • Realização de pequenas “cenas coreografadas

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Arte, património e tradição

Arte, património e tradição
UFCD | 4287
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a arte patrimonial material, imaterial ou intangível, como fonte inspiradora de novas linguagens plásticas.
  • Reconhecer as tradições, ritos, símbolos, costumes, superstições, jogos, danças, como expressões artísticas genuínas.
  • Preservar e divulgar a arte enquanto património cultural.
  • Conceito de património cultural e artístico
  • Património material, imóvel e móvel
    • Património material móvel: objetos de arte – pintura, escultura, códices manuscritos, ourivesaria, tapeçaria, porcelana, cerâmica, mobiliário, traje
    • Património material imóvel: Edificado ( monumentos civis, militares e religiosos; solares – interesse público ); Classificado ( local/regional/nacional – IPPAR; internacional – UNESCO)
  • Património imaterial ou intangível (ritos, contos, usos, superstições, costumes, crendices, mitologia, tradições, lendas)

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Realização plástica do espetáculo

Realização plástica do espetáculo
UFCD | 4286
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer o valor da expressão plástica nas artes do espetáculo.
  • Aplicar as técnicas específicas da conceção e realização plástica do espetáculo.
  • O Espaço Cénico
    • Tipos de palco
    • Maquinaria de cena
  • O texto, os estilos de encenação e a estética do espaço teatral
    • Cenários
    • Adereços
    • Guarda-roupa
    • Caracterização
  • Planeamento e realização:
    • Esboços, modelos e maquetas
    • Técnicas construtivas simples
    • Recuperação e reutilização de materiais

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação sociocultural -contextos e práticas

Animação sociocultural -contextos e práticas
UFCD | 4280
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Analisar a realidade sociocultural com vista à identificação de problemas suscetíveis de poderem ser trabalhados numa perspetiva de animação sociocultural.
  • Pesquisar informação em fontes diversificadas a trabalhar as várias fontes de informação disponíveis.
  • Fazer o levantamento das hipóteses de trabalho como linhas orientadoras do trabalho de projeto.

 

 

  • Observação da realidade e identificação de problemas
    • Meio social envolvente: concelho, freguesia, bairro
    • instituição: história, projetos em curso, projetos previstos
    • Caracterização dos utentes da instituição: distribuição por valências, idades, sexo, profissões, instrução escolar, outras distribuições consideradas relevantes
    • Identificação de problemas e sua manifestação (problemas suscetíveis de serem trabalhados numa perspetiva de animação sociocultural)
  • Definição do problema
    • Selecção do(s) problema(s) que seja(m) pertinente(s) para ser(em) trabalhado(s) numa perspetiva sociocultural
  • Revisão bibliográfica
    • Pesquisa de modelos teóricos que possam servir de base ao trabalho a desenvolver
  • Levantamento de hipóteses de trabalho
    • Linhas explicativas (empíricas/teóricas) sobre a maneira de abordar o(s) problema(s)

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação sociocultural - áreas de intervenção

Animação sociocultural - áreas de intervenção
UFCD | 4279
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Reconhecer os âmbitos e áreas de intervenção da animação sociocultural.
  • Identificar possíveis grupos-alvo de intervenção.
  • Aplicar as metodologia de intervenção em animação sociocultural.

 

 

  • A animação sociocultural enquanto atividade social – a transformação da realidade social
  • Os pressupostos da animação sociocultural
    • Participação e motivação
    • Mudança e desenvolvimento social
    • Capacitação e qualidade de vida
    • Solidariedade e voluntariado
    • Cidadania e democracia
  • Âmbitos de intervenção da animação sociocultural – a comunidade, os grupos e as organizações
  • As áreas de intervenção em animação sociocultural – saúde, educação, desporto, cultura, lazer, ação social, património, turismo e ambiente
  • Os grupos-alvo – enquadramento e contextualização
  • Modelos de intervenção em animação sociocultural
    • O modelo sistémico
    • A investigação-ação
  • Metodologias de intervenção em animação sociocultural - processos e técnicas

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animador - perfil e estatuto profissional

Animador - perfil e estatuto profissional
UFCD | 4278
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Reconhecer o papel do animador como facilitador do desenvolvimento de diferentes competências nos indivíduos/grupos com quem desenvolve o seu trabalho.
  • Reconhecer o Estatuto do Animador Sociocultural, categorias profissionais e níveis de formação (Associação Nacional de Animadores Socioculturais- ANASC).
  • Reconhecer a importância da formação contínua por parte do Animador Sociocultural.

 

 

  • Papel e funções do Animador Sociocultural.
  • Perfil de competências do Animador Sociocultural.
  • Perspectivas profissionais do Animador Sociocultural.
  • A formação do Animador Sociocultural como estratégia de valorização e atualização.
  • Reflexão individual e grupal: deveres e direitos, aptidão e vocação.

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação sociocultural e deontologia

Animação sociocultural e deontologia
UFCD | 4277
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Equacionar questões relacionadas com a complexidade do mundo laboral.
  • Compreender a dinâmica das relações a estabelecer com os utentes nas várias valências.
  • Identificar os princípios da cidadania face à participação ativa na sociedade.

 

 

  • Pressupostos básicos
    • Deontologia: noção, conceitos, fundamentos
    • Valores: conceito e tipologias
    • Valores humanos: pressupostos fundamentais da ética e valores humanos essenciais
    • Escalas de valores
    • Conflito de valores
    • Valores e contra-valores
  • A pessoa enquanto sujeito de direitos e deveres
    • A consciência moral: origem, fatores de desenvolvimento
    • Atos humanos e atos do homem
    • Apelo ético do homem
    • A moral natural
    • A moral social
    • A moral e o direito: semelhanças e diferenças
    • As leis: origem e fundamento, legalidade e ilegalidade, ato legal e ato moral, a consciência e as leis, direitos e deveres, o homem sujeito de direitos e deveres
  • A defesa dos direitos do Homem através dos documentos mais marcantes ao longo da História
    • O Código de Hamurábi
    • O Decálogo: origem, contexto, evolução
    • O Cristianismo e a sua influência no Direito e nos direitos e deveres
    • A Declaração Universal dos Direitos Humanos
  • Os utentes e os seus direitos
    • A pessoa do utente: estatuto e direitos
    • O dever de respeitar e promover a liberdade e privacidade do utente: criança, adolescente, jovem, idoso, enfermo, marginal, carenciado
    • Os deveres para com a família do utente: suas necessidades e direitos
  • Normas que regulam a prestação de serviços
    • O trabalho remunerado: deveres do trabalhador (competência, assiduidade e pontualidade, diligência, sentido de justiça, lealdade, honestidade, disponibilidade, dedicação, humanidade, solidariedade, responsabilidade, etc.)
    • O trabalho em instituições públicas ou privadas
    • A prestação de serviços no domicílio
    • O trabalho voluntário: sua importância e valor
    • O voluntariado na própria profissão
    • Educação e auto-educação para a solidariedade

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

História da animação sociocultural

História da animação sociocultural
UFCD | 4276
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Compreender conceitos fundamentais do âmbito sociocultural.Reconhecer a importância das práticas sociais.
  • Compreender o contexto sociocultural que enquadrou o aparecimento da animação.
  • Identificar as fases do surgimento e desenvolvimento da animação na Europa.

 

 

  • A animação sociocultural como uma forma de educação contínua
  • Educação formal, não-formal e informal
  • Educação permanente
  • Educação de adultos
  • A animação Sociocultural enquadrada nas práticas da educação não-formal
  • A animação social, educativa e cultural – eixos centrais da intervenção
  • A animação enquanto prática de intervenção sociocultural organizadora de grupos humanos
  • Perspectiva histórica da animação sociocultural na Europa
  • Origem e evolução da animação sociocultural em Portugal

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Quotidiano cénico

Quotidiano cénico
UFCD | 4275
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Identificar estilos e formas de representação ao logo da história da Humanidade.
  • Estabelecer a relação entre o texto dramático de teatro e a arquitetura dos locais de ação teatral, a cenografia e o espaço cénico.
  • Reconhecer o processo de encenação, a organização de uma estrutura de produção teatral, a construção do personagem e a evolução do trabalho do ator.

 

 

  • Evolução do Teatro ao longo da história da Humanidade
  • Principais correntes e estéticas teatrais
  • O texto dramático
  • Arquitectura e locais de ação teatral
  • Cenografia e espaço cénico
  • A função do encenador
  • A organização de uma estrutura de produção teatral
  • O processo de construção do personagem e o trabalho do actor

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Comunicação visual - fotografia e vídeo

Comunicação visual - fotografia e vídeo
UFCD | 4274
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Identificar os elementos básicos da linguagem audiovisual - fotografia e vídeo.
  • Analisar a especificidade e a importância da linguagem audiovisual.
  • Aplicar a linguagem audiovisual ao trabalho de animação sociocultural.

 

 

    • Fotografia como a “ferramenta” do animador
    • Fotografia analógica e digital
    • Registo fotográfico e fotografia criativa
    • Noções básicas de fotografia (a máquina fotográfica, composição da imagem, diafragma e profundidade de campo, cor, velocidade de obturação etc.)
  • Vídeo
    • Vídeo como a “ferramenta” do animador
    • Registo videográfico e vídeo criativo
    • Câmara de vídeo (noções gerais)
    • Princípios básicos do filme e videograma: composição estática e dinâmica, planos, movimentos, pontos e ângulos de vista de câmara
    • Captação de imagem e pós-produção

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Atelier musical

Atelier musical
UFCD | 4273
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Distinguir os instrumentos de altura definida e indefinida.
  • Agrupar os instrumentos por famílias tímbricas.
  • Construir instrumentos para utilização nas atividades.
  • Planificar atividades musicais.

 

 

  • A canção e o ritmo
  • Famílias de instrumentos musicais Orff
  • Altura definida e indefinida
  • Contraste e semelhança tímbrica

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Corpo e simbolismo

Corpo e simbolismo
UFCD | 4272
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Reconhecer a importância da expressão corporal no desenvolvimento total das capacidades do indivíduo.
  • Dinamizar atividades em que seja dada visibilidade à expressão corporal e às suas potencialidades.
  • Planear, organizar e dirigir as diversas etapas de uma atividade na área da dança.

 

 

  • As Danças Folclóricas ou “Populares”
    • Aparecimento e evolução
    • Elementos constitutivos das danças folclóricas: o simbolismo; a forma; a coreografia; a música e a técnica utilizada
    • Danças populares portuguesas (por ex: Corridinho, Fandango, Vira)
  • A Dança Educativa ou criativa
    • Origens da dança educativa – Isadora Duncan ( 1878 – 1927) e Rudolf Laban (1879 – 1958)
    • Pressupostos e objetivos de uma dança educativa: o movimento lúdico – expressivo e criativo
    • Desenvolvimento da criatividade; promoção do desenvolvimento integral da criança
  • Actividades práticas
    • A organização do movimento espaço temporalmente
    • As ações quotidianas como início da dança: correr, saltar, deslizar, levantar, cair, etc
    • A fixação desses movimentos na construção da dança
    • A procura de início de movimento: Fotografias, imagens mentais, músicas, etc

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Oficina de expressão dramática

Oficina de expressão dramática
UFCD | 4271
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Aplicar as técnicas de construção e manipulação de fantoches, silhuetas e máscaras.
  • Articular os recursos e a distribuição de papéis e funções em diferentes situações, tendo em conta os objetivos da intervenção.

 

 

  • Formas animadas
    • Animação de objectos
    • Fantoches e marionetas
    • Tipos e formas de manipulação
    • Da tradição à modernidade
  • Teatro de sombras
    • O corpo em negativo
    • As mãos que contam
    • Objectos em contraluz
    • Formas e técnicas
  • A Máscara
    • Do rito mágico ao espectáculo
    • A máscara que esconde e revela: tipos e funções
    • Jogos de máscaras
    • A comedia dell’arte e o teatro da máscara

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Expressão vocal e instrumental

Expressão vocal e instrumental
UFCD | 4270
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Aplicar diferentes técnicas de produção sonora a nível vocal e instrumental.
  • Experimentar diferentes tipos de instrumentos e culturas musicais.
  • Explorar diferentes processos comunicacionais, formas e técnicas de criação musical.

 

 

  • Instrumentos Musicais
    • Família de timbres: Orquestra Sinfónica e Instrumental Orff
    • Classificação dos instrumentos: cordofones, aerofones, idiofones, membranofones
    • Os instrumentos musicais no mundo
    • Alteração tímbrica dos instrumentos
    • Utilização de conceitos musicais em peças instrumentais
    • Flauta de bisel
  • A Voz
    • Fisiologia da voz
    • Formações vocais
    • Respiração e articulação
    • Vocalização e dicção
    • Afinação e boa sonoridade
    • Utilização de conceitos musicais em peças vocais

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Oficina de expressão plástica

Oficina de expressão plástica
UFCD | 4269
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Aplicar diferentes técnicas de modelação em barro e outros materiais plásticos.
  • Aplicar diferentes técnicas de moldagem com gesso em moldes plásticos.
  • Aplicar técnicas de tecelagem.
  • Aplicar técnicas de impressão.
  • Identificar as componentes e os procedimentos da metodologia projectual.
  • Relacionar as formas visuais com as características dos materiais e das funções a que estão associados, tendo em conta a aplicação à organização de espaços bidimensionais e tridimensionais.
  • Analisar a relação interativa entre sentimento/ideia/material/técnica.

 

 

  • O atelier de expressão plástica
  • Técnicas e materiais de modelação
  • Técnicas e materiais de moldagem
  • Introdução histórica sobre a tecelagem
  • Técnicas de tecelagem
  • História das técnicas de impressão
  • Técnicas de impressão
  • Exploração plástica no espaço bidimensional e tridimensional
  • Concepção e execução de construções bi e tridimensionais
  • Esboço, maquetas e memória descritiva
  • Reutilização e revocação de materiais, utensílios e suportes

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Corpo e gesto

Corpo e gesto
UFCD | 4268
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Analisar o gesto na ação e reação em grupo.
  • Utilizar o corpo como meio de expressão, comunicação e criação.

 

 

  • O corpo no relacionamento com os outros
  • A “Linguagem” do corpo
  • O corpo e o espaço
  • O corpo e o tempo
  • Gesto espontâneo e gesto convencional
  • Mímica, gesto, movimento

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Jogo dramático

Jogo dramático
UFCD | 4267
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Reconhecer a importância do jogo na rela­ção inter-individual e nas relações sociais.
  • Criar um repertório de meios de animação

 

 

  • O papel do jogo no desenvolvimento da criança, do jovem e do adulto
  • Jogo simbólico, jogo dramático e dramatização
  • Exercícios dramáticos com e sem objectos

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Comunicação visual

Comunicação visual
UFCD | 4266
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Caracterizar os movimentos e correntes da arte contemporânea.
  • Reconhecer a importância da arte na cultura contemporânea.
  • Reconhecer a importância do artesanato como manifestação popular, etnográfica –paradigma da tradição/inovação.
  • Estabelecer a relação entre o desenvolvimento tecnológico e as novas formas de produção artística.
  • Planificar a estratégia de divulgação de um evento ou atividade, contemplando vários objetos gráficos e garantindo a identidade visual entre eles.

 

 

  • Conceito de arte
  • Critérios de apreciação da obra de arte
  • Evolução das correntes e movimentos da arte contemporânea
  • A diferença entre a arte erudita e a arte popular
  • O artesanato como manifestação da arte popular, tradição e inovação
  • Pesquisa e produção de suportes
  • Padrões de comunicação visual e planeamento gráfico
  • Orçamento, apoios e patrocínios
  • Equipa, cronograma e montagem
  • Divulgação e marketing cultural
  • A Identidade Visual
  • Estrutura, organização e hierarquia de informação de
    • Boletim
    • Cartaz
    • Folheto
    • Desdobrável
    • Convite

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Mundo dos sons

Mundo dos sons
UFCD | 4265
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Definir os conceitos de Altura, Duração, Timbre, Dinâmica e Harmonia.
  • Descrever estruturas e modos de organização de diferentes géneros e estilos musicais, utilizando vocabulário específico.
  • Interpretar canções de diversos géneros musicais.

 

 

  • A Música
    • Altura
    • Ritmo
    • Timbre
    • Dinâmica
    • Forma
    • Harmonia
  • O Corpo e a Voz
    • Aparelho ressoador, respiratório e ressoador – seu funcionamento

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Expressão plástica - técnicas e materiais

Expressão plástica - técnicas e materiais
UFCD | 4264
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Aplicar técnicas de expressão plástica em suportes diversificados.
  • Apresentar soluções diversificadas para os problemas.

 

 

  • Técnicas de rasgar, recortar, colar
  • Formação espontânea de registo
  • Desenho, movimentos e formas
  • Técnicas básicas de pintura
  • Materiais e instrumentos de expressão
  • Teoria da Cor
  • Relação Forma/Matéria/Técnica
    • Noções de composição
    • Modelo e ordenamento

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Corpo e movimento

Corpo e movimento
UFCD | 4263
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Identificar os eixos e coordenadas do movimento.
  • Distinguir as dicotomias: tensão/relaxamento, movimento/pausa, interior/exterior, conter/ser contido, equilíbrio/desequilíbrio.
  • Analisar o processo evolutivo do corpo no espaço e a partilha do espaço com outros corpos em movimento.
  • Distinguir a força expressiva da imagem inconsciente.

 

 

  • O esquema corporal
  • A arquitetura do corpo
  • Eixos e coordenadas do movimento
  • Decomposição do movimento de modo fraccionado
  • Dicotomias: tensão/relaxamento, movimento/pausa, interior/exterior, conter/ser contido, equilíbrio/desequilíbrio
  • O corpo em movimento pelo espaço
  • Partilha do espaço com outros corpos em movimento
  • O esquema corporal do outro
  • O corpo no coletivo do corpo dos outros/ condição para que o outro confie o seu corpo no coletivo
  • A força expressiva da imagem inconsciente do corpo
    • Oralidade
    • Corporalidade
    • Interioridade

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Trabalho de projeto comunitário - avaliação

Trabalho de projeto comunitário - avaliação
UFCD | 4262
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Caracterizar diferentes modelos de avaliação.
  • Analisar cada um dos indicadores de avaliação.

 

 

  • Conceitos de avaliação
  • Funções da avaliação
  • A avaliação como um processo
  • A avaliação em função do posicionamento do avaliador
  • A avaliação em função dos objetivos ambicionados
  • A avaliação em função do momento em que se realiza
  • A avaliação de resultados
  • A avaliação final como uma análise comparativa entre os resultados obtidos e os resultados esperados
  • Aspectos a avaliar
  • Indicadores de avaliação

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Trabalho de projeto comunitário - metodologia

Trabalho de projeto comunitário - metodologia
UFCD | 4261
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Reconhecer a importância da metodologia no desenvolvimento de qualquer projeto.
  • Elaborar um plano de atividades.
  • Reflectir sobre as práticas de atuação através do exercício da avaliação.

 

 

  • Conceito de Metodologia
  • A Metodologia como instrumento de transformação da realidade
  • A flexibilidade da ação metodológica
    • A Investigação / Ação / Participativa como guia operativo capaz de se adaptar à dinâmica da realidade sociocultural
  • Conceito de Planificação
  • Características de um plano
  • Elementos a considerar num plano de atividades (objetivos, estratégias, metodologia, tempo e recursos)
    • Definição de objetivos gerais e específicos
    • Construção adequada de objetivos gerais e objetivos específicos
    • Definição de estratégias de intervenção
    • Definição de atividades
    • A importância da calendarização
    • A importância dos recursos para o sucesso do projeto (recursos humanos, materiais e financeiros)
    • A execução e a avaliação de processo como forma de redirecionar a intervenção
    • A avaliação de processo (fase operacional) e a promoção eficaz da mudança
    • Identificação de critérios facilitadores da avaliação de processo

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Trabalho de projeto comunitário - fundamentos

Trabalho de projeto comunitário - fundamentos
UFCD | 4260
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Reconhecer o trabalho de projeto como um instrumento orientado para a resolução de problemas.
  • Identificar as fases de elaboração de um trabalho de projeto.
  • Elaborar diagnósticos.

 

 

  • Conceito de trabalho de projeto
  • O trabalho de projeto como um instrumento orientado para a resolução de problemas
  • Fases do trabalho de projeto. - Sistematização de elementos a aplicar na caracterização do meio social envolvente, da instituição e do grupo alvo – construção de grelhas de caracterização
  • O diagnóstico como conhecimento científico dos fenómenos
  • A preparação teórica e a recolha de informação
  • Os objetivos do diagnóstico
  • Identificação de problemas
  • Identificação das causas dos problemas
  • Identificação das potencialidades e obstáculos
  • Estabelecimento de prioridades
  • A avaliação de diagnóstico como garante de sucesso

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Carga horária: 25 horas Pontos de Crédito: 2.25 Intervenção sociocultural e representação social da diferença

Carga horária: 25 horas Pontos de Crédito: 2.25 Intervenção sociocultural e representação social da diferença
UFCD | 4259
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Reflectir sobre as questões de desigualdade e de diferença em relação ao género, à idade, à etnia, à cultura, aos aspetos físicos e aos comportamentos patológicos decorrentes da doença mental.
  • Reflectir sobre as implicações sociais da velhice.
  • Analisar a intervenção e integração sociocultural dos mais diferentes.

 

 

  • Ser diferente versus normal
  • As questões étnicas e culturais
  • Os emigrantes e as suas culturas
  • A importância da multiculturalidade e interculturalidade na sociedade actual
  • A saúde mental e as suas implicações no ser “normal”
  • O processo de envelhecimento
  • O papel do idoso na vida social, familiar, económica e política – O que é ser velho
  • Os aspetos individuais e coletivos da vida - os fatores genéticos, biológicos, físicos, químicos e nutricionais e os aspetos psicológicos, sociológicos, económicos, comportamentais, ambientais
  • As questões de género

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Direito social

Direito social
UFCD | 4258
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Reconhecer os direitos do Homem como direitos, liberdades e garantias fundamentais.
  • Identificar algumas funções sociais doEstado Português.
  • Analisar os obstáculos que limitam a concretização dos direitos sociais em diferentes áreas.
  • Reconhecer a importância da existência de instituições internacionais de solidariedade social como a Amnistia Internacional, a UNICEF, a AMI, a Cruz Vermelha, entre outras.

 

 

  • Direitos sociais
    • Conceito
    • Declaração Universal dos Direitos Humanos
    • Declaração Universal dos Direitos da Criança
    • Carta Social Europeia
    • Constituição da República Portuguesa
    • Tipos de direitos sociais - de caráter universal (Direito ao trabalho, à educação, à segurança social, à proteção na doença, à habitação, ao ambiente, etc.), direitos sociais das instituições (Direitos da família, dos grupos religiosos, da escola, etc.), direitos sociais de certas classes (Direitos dos trabalhadores, da mulher, da criança, dos deficientes, dos idosos, das minorias étnicas, etc.)
    • O exercício dos direitos sociais
  • As funções sociais do Estado
    • O Estado enquanto responsável por assegurar a concretização dos direitos sociais
  • Instituições internacionais de solidariedade social
  • A cidadania
    • O cidadão enquanto co-responsável pela concretização dos direitos sociais
  • Limitações ao exercício dos direitos sociais
    • Limitações face à economia e política dos diferentes Estados
    • Limitações face à dominância social entre diferentes grupos

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Cidadania e globalização

Cidadania e globalização
UFCD | 4257
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Relacionar a globalização da cultura com os fluxos transfronteiriços e com o surgimento de culturas pluralistas.
  • Reconhecer o impacto da globalização na estrutura social e espacial das cidades.
  • Planificar atividades de animação s ociocultural que incentivem a comunidade a exercer a sua cidadania.

 

 

  • Conceito de globalização
  • As consequências da globalização aos níveis cultural e social
  • Assimilação de valores e normas sociais que favoreçam a integração social e profissional
  • A intervenção sociocultural na sociedade com vista à integração das comunidades estrangeiras

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Juventude e grupo de pares

Juventude e grupo de pares
UFCD | 4256
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Analisar o grupo como fenómeno social.
  • Reconhecer a função afetiva das relações do grupo.
  • Compreender a importância da afirmação social do jovem no grupo de pares.

 

 

  • A juventude enquanto construção social – da aparente unidade à diversidade
  • Redes grupais e identidades juvenis – dos grupos juvenis aos grupos de classe
  • Análise da função dos grupos de jovens, nomeadamente, os papéis e estatutos dentro do grupo
  • Problemáticas da juventude
    • o desemprego
    • a afirmação social, os comportamentos pré-delinquentes (criminalidade, toxicodependência, alcoolismo, prostituição, etc.)

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Desenvolvimento pessoal e social - o papel da escola

Desenvolvimento pessoal e social - o papel da escola
UFCD | ~4255
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Identificar as alterações operadas na instituição escolar, no que respeita à sua filosofia e conceção.
  • Contextualizar os fatores de sucesso e insucesso escolar no quadro da heterogeneidade estudantil.

 

 

  • A função da escola no processo de socialização e instrução
  • As consequências da massificação do ensino – da igualdade de acesso à desigualdade de sucesso
  • A relação da heterogeneidade de público escolarface à interação seletiva operada na escola
  • Os conceitos de habitus cultural e aluno ideal, num pressuposto de selectividade
  • A escola num quadro de reprodução da cultura da classe dominante

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Integração social e trabalho

Integração social e trabalho
UFCD | 4254
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Reconhecer a evolução das relações de trabalho e a sua interação com a organização social.
  • Analisar direitos e deveres dos trabalhadores na perspetiva da formação cívica.

 

 

  • A evolução do conceito de trabalho
  • As novas formas de organização do trabalho
  • A evolução das relações de trabalho e a sua interação com a organização social
  • Modelos de organização do trabalho do séc. XX: Taylorismo, Fordismo e a crise dos modelos
  • As novas tecnologias no trabalho
  • Os direitos e deveres do trabalhador

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Organizações de apoio à comunidade

Organizações de apoio à comunidade
UFCD | 4253
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Caráterizar as diferentes tipologias de organizações.
  • Compreender o caráter ideológico e simbólico das organizações sociais.
  • Analisar a cultura organizacional da instituição, de acordo com os diferentes tipos de liderança e decisão.

 

Estudo das instituições

  • Identificação de estruturas da comunidade pertinentes ao trabalho do animador
  • Levantamento das necessidades institucionais
  • Tipos de liderança
  • Construção e análise de um organigrama horizontal e vertical

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

A família como realidade cultural

A família como realidade cultural
UFCD | 4252
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • dentificar as transformações operadas no seio da instituição familiar ao longo dos tempos.
  • Relacionar os valores e a estrutura social na organização familiar com a organização social global.
  • Analisar a estrutura dinâmica, funcionalidades e crises da família e as causas dos problemas familiares atuais.

 

 

  • Conceito de família
  • Os diversos tipos de família. Família tradicional e família nuclear – suas características
  • A família no mundo contemporâneo
  • As questões da universalidade da família
  • A família enquanto sistema – suas funções
  • O ciclo de vida familiar
  • Funcionamento e desenvolvimento da família
  • Momentos de crise e mudança
  • A comunicação na família

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

A comunidade - partilha e pertença

A comunidade - partilha e pertença
UFCD | 4251
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Identificar as diversas dimensões da participação na vida em sociedade que acompanharam as mudanças sociais, por referência às alterações operadas na vida em sociedade, nomeadamente, ao nível da família da escola e do trabalho.
  • Reconhecer o papel de pertença e partilha na construção da comunidade.

 

 

  • Conceito de comunidade e sua evolução
  • Transformações sociais e suas implicações práticas na vida social
    • na família (conceito, organização e estrutura)
    • na escola (da escola de elite à massificação do ensino)
    • no trabalho (industrial e pós-industrial)
  • As diversas dimensões da participação em sociedade neste quadro de mudança

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Primeiros socorros

Primeiros socorros
UFCD | 3564
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Identificar os diferentes tipos de acidentes.
  • Reconhecer o serviço nacional de proteção civil.
  • Reconhecer a importância da prevenção de acidentes e de doenças profissionais.

 

  • Tipos de acidente
    • Comportamento perante o sinistrado
      • Prevenção do agravamento do acidente
        • Alerta dos serviços de socorro público
        • Exame do sinistrado
        • Socorros de urgência
        • Primeiros socorros e conselhos de prevenção nos diferentes casos de dificuldade respiratória
      • Dificuldades respiratórias – descrição
        • Socorros de urgência
        • Reanimação cardio-respiratória
    • Feridas, fraturas, acidentes respiratórios, acidentes digestivos, acidentes pelos agentes físicos, envelhecimento
    • Acidentes inerentes à profissão
      • Queimadura
        • Por corrente eléctrica
        • Hemorragia externa por ferimento (corte)
      • Comportamento a seguir
      • Esterilização dos instrumentos
      • Prevenção dos acidentes de trabalho, supressão de risco, proteção coletiva, proteção individual, sinalização
  • Serviço Nacional de Proteção Civil
    • Socorrismo e realidade
  • A profissão confrontada com a doença
    • Prevenção de acidentes e doenças profissionais
      • Higiene do profissional
      • Higiene do meio ambiente
    • Revisão de atuação em diferentes casos
      • Revisão dos efeitos tardios em certos acidentes

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação da pessoa idosa com doença mental

Animação da pessoa idosa com doença mental
UFCD | 3555
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Aplicar as técnicas de animação com a pessoa idosa com doença mental.

 

  • Técnicas de animação de grupos
  • Técnicas específicas
    • Musicoterapia e expressão corporal
    • Manuseamento de alguns materiais
  • Avaliação das técnicas/progressos terapêuticos

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação em Instituições de saúde

Animação em Instituições de saúde
UFCD | 3554
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Reconhecer a importância das atividades de ocupação / animação da pessoa idosa.

 

  • Terapiaocupacional
    • Objectivos
    • Planificação
    • Avaliação
  • Técnicas de ocupação
    • Rotinas diárias
      • higiene
      • culinária
      • costura
      • jardinagem
    • Actividades manuais
      • pintura
      • colagem
      • desenho
      • tecelagem
      • picotagem
    • Actividades recreativas
      • passeios
      • festas
      • jogos
    • Actividades físicas
      • ginástica e jogos

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Saúde mental na 3.ª idade

Saúde mental na 3.ª idade
UFCD | 3553
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Identificar as questões relacionados com a saúde mental em geral e com a saúde mental da pessoa idosa em particular.
  • Enunciar as noções de psicopatologia da pessoa idosa.
  • Diferenciar os recursos comunitários de apoio à pessoa idosa com doença mental.

 

 

  • Saúde mental e recursos
    • Asaúde mental na 3.ª idade
      • Definição
      • Promoção
      • Saúde mental e comunidade
  • Psicopatologia da pessoa idosa
    • O normal e o patológico
      • Conceito de doença mental
    • Envelhecimento normal e patológico
    • Depressão na pessoa idosa
    • Psicopatologia do delírio
    • Perturbações sensoriais e delírio
  • Recursos comunitários de apoio
    • Respostas sociais à velhice
      • Saúde e comunidade
      • O hospital e o seu papel face à pessoa idosa
      • Outros recursos
        • família
        • apoio domiciliário
        • lares

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Patologia e efeitos psicossociais decorrentes da hospitalização da pessoa idosa

Patologia e efeitos psicossociais decorrentes da hospitalização da pessoa idosa
UFCD | 3552
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

 

  • Identificar as patologias que conduzem à hospitalização da pessoa idosa.
  • Detectar precocemente sinais de alteração ou equilíbrio bio-psicossocial da pessoa idosa.
  • Adquirir conhecimentos sobre a situação do doente terminal no hospital.
  • Identificar consequências psicológicas e sociais da hospitalização da pessoa idosa.
  • Promover a autonomia da pessoa idosa.

 

 

  • Patologias da pessoa idosa
    • Patologia cardiovascular
    • Patologia respiratória
    • Patologia hematológica e oncológica
    • Patologia neurológica e sensorial
    • Os acidentes
  • Equilíbrio bio-psicossocial da pessoa idosa
    • Apessoaidosa portadora de doença crónica
      • Sinais e sintomas
      • Sinais de descompressão
      • Agudização da doença
    • Situações de emergência
      • Os acidentes
      • As intoxicações
  • Internamento da pessoa idosa em estado terminal
    • Abordagem multidimensional
    • Cuidados específicos
  • Hospitalização - efeitos psicossociais
    • A pessoa idosa e o hospital
      • Meio hospitalar
      • “Colegas” de quarto
      • Técnicos e estruturas de apoio
    • A hospitalização
      • Aspectos positivos/benefícios
        • tratamento
        • ganhos em saúde
      • Aspectos negativos
        • perda do quadro de referências
        • família
        • aumento dos níveis de dependência
  • Autonomia da pessoa idosa
    • Minimizar os efeitos das hospitalizações na vida da pessoa idosa
      • Nas atividades da vida
        • higiene e alimentação
        • sono
        • ocupação e conforto
      • As visitas
      • A família da pessoa idosa
        • apoio
        • informação
        • preparação/ensino
    • O apoio extra-hospitalar
      • O recurso a outros recursos da sociedade
        • apoio domiciliário
        • centro de dia
        • lar
      • A alta médica e continuidade da prestação de cuidados
        • consultas
        • medicação
        • exames/tratamentos

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação em lares e centros de dia

Animação em lares e centros de dia
UFCD | 3551
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Desenvolver atividades de animação/ocupação de tempos de lazer.

 

  • Momentos de lazer
  • Estimulação de competências
  • Ociosidade
  • Contacto com o ambiente externo à Instituição
  • Participação nas atividades planeadas pela Instituição

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Alimentação da pessoa idosa em lares e centros de dia

Alimentação da pessoa idosa em lares e centros de dia
UFCD | 3550
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Colaborar na preparação e confeção de refeições.

  • Auxiliar a refeição
  • Colaboração na preparação e confeção das refeições
  • Restrições dietéticas e condicionantes físicas da pessoa idosa

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Higiene da pessoa idosa em lares e centros de dia

Higiene da pessoa idosa em lares e centros de dia
UFCD | 3549
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Executar os cuidados de higiene da pessoa idosa e do meio envolvente.

 

  • Higiene corporal da pessoa idosa
    • Cuidados de higiene e conforto totais
    • Cuidados de higiene e conforto parciais
    • Grau de dependência da pessoa idosa
  • Higiene do ambiente
    • Cuidados de limpeza e arrumação do quarto
      • cama
      • chão
      • roupa
      • objectos pessoais
    • Cuidados de limpeza e arrumação da casa de banho
      • loiças
      • chão
      • roupa
      • objectos pessoais
  • Lavandaria
    • Colaboração nas tarefas de lavandaria
      • lavagem e secagem de roupa
    • Preparação e arrumação da roupa da pessoa idosa
    • Levantamento das necessidades de vestuário de uso pessoal da pessoa idosa

 

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Saúde - necessidades individuais em contexto institucional

Saúde - necessidades individuais em contexto institucional
UFCD | 3548
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Executar os cuidados de higiene totais e parciais da pessoa idosa.
  • Executar as medidas de higiene geral relativas ao meio ambiente que envolve a pessoa idosa.
  • Executar as medidas de promoção do bem-estar da pessoa idosa.
  • Reconhecer a realidade das Instituições de apoio à pessoa idosa.
  • Cuidados de higiene
    • Cuidados parciais
    • Cuidados totais
  • Higiene geral
    • Limpeza e desinfeção dos espaços e instalações
    • Limpeza e desinfeção dos equipamentos e materiais
  • Medidas de promoção do bem-estar
    • Limpeza e desinfeção individual e colectiva
    • Prevenção das úlceras de pressão
    • Prevenção do risco de acidentes
    • Prevenção do isolamento e imobilismo da pessoa idosa
    • Utilização de meios de primeiros socorros
    • Adequação de ementas
    • Distribuição e fornecimento das refeições
    • Acompanhamento de refeições
    • Situações de emergência
  • Geriatria - práticas profissionais
    • Observação participativa do quotidiano
    • Análise e compreensão das situações observadas

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Nutrição e dietética no domicílio

Nutrição e dietética no domicílio
UFCD | 3547
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Preparar uma ementa equilibrada segundo as necessidades da pessoa idosa, respeitando a qualidade do armazenamento e a higiene dos alimentos.

  • Importância dos alimentos
  • Grupos de alimentos e seus constituintes
  • Apresentação das refeições
  • Dietas mais comuns
  • Fornecimento de refeições
    • Ambiente
    • Apresentação
  • Higiene dos alimentos e da sua confecção
    • Higiene da cozinha
    • Higiene do manipulador
    • Higiene dos preparados
  • Armazenamento, conservação e validade dos alimentos
    • Frescos
    • Enlatados
    • Congelados
    • Secos
    • Sugestões de dietas
    • Nutrição para pessoas idosas

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Prevenção e primeiros socorros - geriatria

Prevenção e primeiros socorros - geriatria
UFCD | 3546
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os fatores e utilizar as medidas que contribuem para a prevenção de úlceras de pressão.
  • Reconhecer e utilizar medidas de prevenção do risco de acidente para a pessoa idosa no domicílio.
  • Identificar alguns fatores que contribuem para o isolamento e imobilidade da pessoa idosa.
  • Actuar em situações de emergência.
  • Úlceras de pressão
    • Conceito de úlcera de pressão
    • Processo de desenvolvimento
    • Classificação
    • Factores de risco
    • Cuidados com a pele
    • Posicionamento
    • Transporte e manipulação do idoso
  • Risco de acidente
    • Quedas
    • Intoxicações
    • Atropelamentos
    • Incêndios
  • Isolamento e imobilidade
    • Envelhecimento físico e psicológico
    • Sedentarismo/desporto
    • Hábitos culturais/animação
    • Exercício físico e mobilidade
    • Patologias várias
      • Hipertensão arterial
      • Diabetes
      • Arterial
      • Diabetes
  • Primeiros socorros
    • Primeiros socorros
      • Asfixia
      • Hemorragia
      • Traumatismo
      • Fracturas
      • Queimaduras
      • Reanimação cardiorrespiratória

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Higiene da pessoa idosa no domicílio

Higiene da pessoa idosa no domicílio
UFCD | 3545
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Executar cuidados de higiene totais e parciais à pessoa idosa, conforme o seu grau de dependência.
  • Descrever e executar medidas de higiene geral relativas ao meio ambiente que envolve a pessoa idosa.
  • Cuidados de higiene
    • Cuidados parciais
      • Cabelo
      • Pele
      • Ouvidos
      • Olhos
      • Boca - prótese, dentes e língua
      • Mãos
      • Pés
      • Unhas
      • Períneo e órgãos genitais
    • Cuidados totais
      • Banho na banheira/chuveiro
      • Banho na cama
    • A pessoa idosa dependente
    • Apessoa idosa independente
  • Higiene geral
    • Limpeza e desinfeção do quarto
    • Limpeza e desinfeção das instalações sanitárias
    • Limpeza e desinfeção das cozinhas
    • Limpeza e desinfeção de outras instalações
    • Limpeza e desinfeção do material de uso na higiene individual
    • Limpeza e desinfeção das mãos
    • Esterilização e desinfeção
    • Lixos

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Saúde da pessoa idosa - prevenção de problemas

Saúde da pessoa idosa - prevenção de problemas
UFCD | 3544
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância dos fatores que contribuem para a promoção da saúde.
  • Reconhecer os problemas de saúde mais comuns na terceira idade.
  • Identificar o estado do doente terminal em domicílio, aplicando os métodos e as técnicas de avaliação e prevenção.
  • Prestar cuidados, sob orientação, ao idoso em fase terminal.
  • Promoção da saúde
    • Conceito de saúde
    • Higiene corporal
    • Alimentação e nutrição
    • Exercício físico
    • Hábitos tóxicos
    • Higiene do meio físico e social
      • Adaptação domiciliária e prevenção de acidentes
      • Reabilitação e reinserção social
    • Vacinas
    • Doenças crónico-degenerativas: aspetos preventivos
    • Controlo da medicação
  • Problemas de saúde
    • Problemas cardiovasculares
      • Hipertensão arterial
      • Angina de peito
      • Enfarte do miocárdio
      • Acidentes vasculares cerebrais
    • Problemas respiratórios
    • Problemas gastrointestinais
    • Problemas hematológicos e oncológicos
    • Problemas endocrinológicos
    • Problemas genito-urinários
    • Problemas musculoesqueléticos
    • Problemas neurológicos e sensoriais
    • Problemas dermatológicos
    • Problemas oftalmológicos
    • Problemas infecciosos
  • Métodos e técnicas aplicados ao doente em estado terminal
    • Abordagem compreensiva e multidimensional
    • Critérios de inclusão
    • Degradação funcional – métodos de avaliação e prevenção
  • Cuidados em fase terminal
    • A higiene
    • O conforto
    • O apoio
    • Actuação após a morte
      • Corpo
      • Família
      • Formalidades

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Psicologia da velhice

Psicologia da velhice
UFCD |
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Enunciar a importância da gerontopsicologia no reconhecimento dos problemas que se colocam à pessoa idosa.
  • Reconhecer a importância da sexualidade na velhice.
  • Gerontopsicologia
    • Aspectos biológicos e psicológicos no envelhecer
      • Emoções e velhice
      • Motivação
      • Personalidade: tipologias
    • Tarefas evolutivas da velhice
      • Ajustamentos psicossociais da velhice
      • Fase final da vida/reflexão sobre a morte e o luto
    • Aspectos cognitivos do envelhecimento
      • Velhice e aprendizagem
      • Avaliação das funções cognitivas
      • Modificações nas funções cognitivas
        • inteligência, memória e aprendizagem
        • resolução de problemas e criatividade
  • A sexualidade na velhice
    • Factores que influenciam a mudança de comportamento sexual na velhice
      • Crise da menopausa
    • Sexualidade depois dos 60 anos
    • Amor e sexualidade na pessoa idosa

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação no domicílio e em Instituições - técnicas e atividades

Animação no domicílio e em Instituições - técnicas e atividades
UFCD | 3542
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Desenvolver atividades de animação com pessoas idosas, no seu domicílio e em meio institucional.

  • Rotinas diárias
    • Higiene
    • Culinária
    • Costura
    • Jardinagem
  • Actividades ligadas ou não a anteriores profissões
    • Artesanato local
    • Aspectos socioculturais das regiões

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação no domicílio e em Instituições - planificação de atividades

Animação no domicílio e em Instituições - planificação de atividades
UFCD | 3541
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Planificar atividades de animação com pessoas idosas no domicílio e em Instituições.

  • Elaboração de um plano de actividades
  • Definição de objectivos
  • Identificação de recursos humanos, materiais e logísticos
  • Definição de responsabilidades/tarefas
  • Selecção de critérios de avaliação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação - conceitos, princípios e técnicas

Animação - conceitos, princípios e técnicas
UFCD | 3540
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância de comunicar e de compreender a pessoa idosa.
  • Reconhecer a importância da animação nas atividades com idosos.
  • Identificar e organizar instrumentos e técnicas específicas na área da animação da pessoa idosa.
  • Reconhecer a importância da socioterapia como forma integradora da pessoa idosa.
  • Comunicação: análise transacional
    • Análise estrutural
    • Análise das transacções
    • Carícias
    • Posições existenciais
    • Jogos psicológicos
    • Estruturação do tempo
    • Argumento de vida
    • Contrato
  • Animação
    • A importância da animação como terapia na manutenção e desenvolvimento das capacidades e potencialidades da pessoa idosa e sua integração na comunidade
    • Perfil do animador
  • Técnicas de animação
    • Técnicas de animação de grupos
    • Motivação
    • Dinâmica de grupos
    • Avaliação da aplicação das técnicas
    • Elaboração de um guião de entrevista
  • Socioterapia
    • Importância da socioterapia
    • Trabalho produtivo e trabalho lúdico
    • Importância do lazer
    • Lazer e actividade
    • A 3.ª idade numa perspetiva preventiva

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Deontologia e ética profissional no apoio à comunidade

Deontologia e ética profissional no apoio à comunidade
UFCD | 3539
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer e aplicar os princípios fundamentais da deontologia e ética profissional, na função de acompanhamento de pessoas idosas.
  • Reconhecer e respeitar os direitos da pessoa humana.
  • Princípios fundamentais
    • Deontologia e ética profissional
    • Actos lícitos e ilícitos
    • Actos legítimos e ilegítimos
    • Responsabilidade
    • Segredo profissional
  • Direitos da pessoa humana
    • Direitos da pessoa humana e da pessoa idosa em particular
    • A vida e a morte
    • O Agente em Geriatria e a morte

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Saúde da pessoa idosa - cuidados básicos

Saúde da pessoa idosa - cuidados básicos
UFCD | 3538
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer alguns aspetos do envelhecimento da população.
  • Descrever as características do Agente em Geriatria.
  • Descrever os processos de comunicação e observação.
  • Prestar cuidados que proporcionem conforto à pessoa idosa.
  • Prestação de cuidados básicos
    • Envelhecimento da população
    • Promoção da qualidade de vida – metas da Organização Mundial de Saúde
    • Envelhecimentofísico e psicológico
  • Agente em Geriatria
    • Características inerentes ao Agente em Geriatria
      • Relações humanas
      • Cuidados a ter em consideração relativos
        • à higiene pessoal
        • à apresentação pessoal
        • à linguagem
        • à atitude
  • Processos de comunicação e observação
    • Características da comunicação e observação
    • Elementos do processo de comunicação
    • Princípios da observação
    • Jogos e simulações
    • Reflexão sobre a pessoa idosa
  • Conforto dapessoa idosa
    • Sono e repouso
    • Cama simples e cama articulada

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Quadro da psicologia evolutiva

Quadro da psicologia evolutiva
UFCD | 3537
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer os princípios básicos de psicologia evolutiva, dando particular ênfase à velhice como etapa do desenvolvimento humano.
  • Reconhecer, caracterizar e distinguir as diferentes redes de apoio disponíveis e possíveis de serem utilizadas junto de pessoas idosas.
  • Reconhecer a importância das pessoas idosas na forma como contribuem para uma cidadania interveniente e responsável.
  • Velhice - psicologia evolutiva
    • Avelhice no quadro da psicologia evolutiva
      • Conceito de psicologia evolutiva
      • Conceito de tarefas evolutivas
      • O estudo da velhice no campo da psicologia evolutiva
      • O estudo científico do processo de envelhecimento
  • Redes de apoio
    • Aspessoas idosas e o meio ambiente
      • A diversidade do meio ambiente
      • A família e a comunidade
      • As Instituições formais
        • caracterização e natureza das Instituições formais
        • institucionalização das pessoas de idade
        • a vida quotidiana nas Instituições
  • Grupos e Instituições de ajuda
    • Da família aos amigos: a presença da rede informal
    • As novas formas de solidariedade
      • Formais
      • Informais

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Velhice - ciclo vital e aspetos sociais

Velhice - ciclo vital e aspetos sociais
UFCD | 3536
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os problemas que se colocam à pessoa idosa na atualidade.
  • Descrever a velhice do ponto de vista físico, psicológico e social, distinguindo-se das outras “2 idades de vida”.
  • Identificar o quadro conceptual básico que permita caracterizar o envelhecimento nos contextos sociais em que se irá desenvolver.
  • Reconhecer e relacionar os diferentes aspetos sociais da velhice.
  • Velhice - ciclo vital
    • Velhice e tarefas do desenvolvimento psicológico
    • Teorias sobre o envelhecimento psicossocial
    • Teorias psicossociais de Eric Erickson, R. Peck e Buhler
    • Do jovem adulto à meia-idade
      • Tarefas evolutivas do jovem adulto
      • Mudança no campo dos interesses e no sistema de valores
      • Casamento e seus ajustamentos
      • Carreira profissional e seus ajustamentos
      • Família e seus ajustamentos
    • A meia-idade e as tarefas evolutivas
    • Aspetos estruturais e funcionais da meia-idade
  • Velhice - aspetos sociais
    • A velhice e a sociedade
      • Velhice e envelhecimento: Conceitos e análise
      • Mitos da velhice
        • início da velhice e aptidões da velhice
        • negatividades da velhice
        • isolamento e solidão na velhice
    • Atitudes, mitos e estereótipos
      • Definições
      • Ideias pré-concebidas
      • Atitudes relacionadas com a pessoa idosa
      • Mitos e estereótipos - perigos potenciais
    • Representações da morte
    • Problemas sociais da velhice
      • Reconhecimento, perspetiva e reflexão sobre problemas que se colocam à pessoa idosa na actualidade
        • a situação no princípio do século
        • a velhice e o pós-guerra
    • A pessoa idosa no final do século XX
  • Velhice - socialização e papéis sociais
    • Aspetos sociais da velhice
      • Socialização e papéis sociais
      • Preparação para a velhice: os papéis de transição
      • Velhice o os novos papéis sociais
  • Velhice - socialização e papéis sociais
    • O modo de vida das pessoas de idade
      • Ascondições de vida
      • A satisfação de viver
    • Processo de envelhecimento/sensibilização à problemática da pessoa idosa
      • O ser velho no ciclo da vida
      • Ser velho hoje, no meio rural e no meio urbano
      • A reforma
      • Coabitação/conflito de gerações
      • Respostas institucionais
      • Pensar novas respostas
    • A pessoaidosa noutras civilizações

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Animação e lazer

Animação e lazer
UFCD | 3534
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Aplicar técnicas de animação tendo em conta as necessidades e interesses do clientes/utilizadores.Colaborarna organização e realização de atividades no exterior.

  • Técnicas de animação e lazer
    • Recursos da comunidade
    • A atividade lúdica
    • Técnicas de animação adequadas à especificidade de cada cliente/utilizador
    • Técnicas de animação segundo o grupo etário
    • Jogos de interior
    • Jogos de exterior
    • Atividade física
    • Meios de expressão
      • Arteplástica
      • Arte dramática
      • Música
      • Literatura
    • Meios audiovisuais
      • Televisão
      • Cinema
      • Vídeo
    • Técnicas de observação
    • Entrevista
    • Trabalho de grupo
  • Atividades no exterior
    • Excursões
    • Colónias de férias
    • Espectáculos
    • Exposições

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Receção e acompanhamento no apoio à comunidade

Receção e acompanhamento no apoio à comunidade
UFCD | 3533
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Acolher e atender os utentes/clientes presencialmente.
  • Atender e encaminhar chamadas telefónicas.
  • Acolhimento e atendimento
    • Receção dos utentes/clientes
    • Técnicas de acolhimento
    • Técnicas de atendimento
    • Gestão de reclamações
    • Técnicas de acolhimento em vigor nalguns países da União Europeia
  • Atendimento telefónico
    • Atendimento telefónico
    • Receção e encaminhamento de chamadas
    • Registo de mensagens
    • Utilização de outros meios de comunicação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Acompanhamento personalizado no Apoio à Comunidade

Acompanhamento personalizado no Apoio à Comunidade
UFCD | 3532
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Distinguir as características psicológicas mais comuns de cada grupo etário.
  • Aplicar as técnicas de acompanhamento no acompanhamentos de utentes/clientes que exigem cuidados especiais.
  • Distinguir as principais caraterísticas das relações interpessoais.
  • Características psicológicas dos grupos etários
    • Psicologia do desenvolvimento. Etapas do crescimento
    • Características psicológicas do idoso
    • Relação cliente/utilizador e /família/comunidade
  • Acompanhamento de clientes/utilizadores
    • Situações especiais
      • Pessoas com deficiências físicas
      • Pessoas com deficiências mentais
      • Toxicodependentes
      • Alcoólicos
    • Situações particulares da vida
      • Nascimento
      • Morte
      • Agravamento da situação clínica
    • Acompanhamento no exterior
      • Notário
      • Advogado
      • Instituições bancárias
      • Serviços públicos
    • Situações imprevisíveis
      • Fogo
      • Inundação
  • Relações interpessoais
    • Relações familiares
      • Famílianuclear
      • Família extensa
    • Relações de vizinhança e proximidade
    • Relações socioprofissionais

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Dietética e confeção dos alimentos

Dietética e confeção dos alimentos
UFCD | 3525
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Descrever as necessidades alimentares do organismo.
  • Cuidar da dieta segundo o grupo etário.
  • Reconhecer os princípios gerais da confeção de alimentos.
  • Necessidades alimentares do organismo
    • Necessidades alimentares do organismo
    • Nutrientes energéticos e não energéticos
    • Grupos alimentares
    • Nova roda de alimentos
    • Elaboração de planos nutricionais
    • Requisitos nutricionais e ingestões recomendadas
  • Dieta e grupo etário
    • Nutrição segundo a idade
      • Idosos
      • Adultos
  • Princípios gerais da confeção
    • Noções de dietética
    • Princípios gerais da confeção de alimentos
    • Controlo das condições de preparação e distribuição de alimentos
    • Nutrição em situações especiais
      • Desidratação
      • Carência proteica ou vitamínica
      • Desnutrição
      • Imobilização
      • Infecção
      • Estados terminais
    • Nutrição em determinadas doenças
      • Úlceras gástricas e duodenais
      • Insuficiências biliares
      • Insuficiência cardíaca e hipertensão
      • Diabetes
      • Obesidade

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Aquisição, armazenagem e conservação de produtos

Aquisição, armazenagem e conservação de produtos
UFCD | 3524
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Aplicar as regras básicas de cálculo na aquisição de produtos.
  • Aplicar os processos básicos de armazenagem e conservação de produtos.
  • Aplicar noções básicas de contabilidade.
  • Regras de cálculo
    • Elaboração de contas
    • Medidas de equivalência
    • Cálculo de percentagens
  • Armazenagem e conservação de produtos
    • Produtos perecíveis e produtos não perecíveis
    • Regras de armazenagem de produtos
    • Embalagem e rotulagem
    • Armazenagem de medicamentos
    • Noções básicas de defesa do consumidor
  • Noções básicas de contabilidade
    • Documentos de compra e venda
    • Processo de entrega, liquidação e pagamento
    • Documentos bancários

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Lavandaria e tratamento de roupa

Lavandaria e tratamento de roupa
UFCD | 3523
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Aplicar os princípios gerais da lavagem da roupa.
  • Caracterizar os fatores que intervêm na limpeza têxtil.
  • Organizar o serviço de lavandaria e rouparia.
  • Efectuar pequenos arranjos de costura.
  • Lavandaria
    • Lavagem manual e lavagem mecânica
    • Tipos de máquinas
      • Máquina delavar
      • Máquina de secar
    • Princípios e processos básicos de lavagem de roupa
  • Limpeza têxtil
    • Principais fibras têxteis
    • Métodos de identificação de nódoas
    • Regras gerais de eliminação de nódoas
    • Produtos de lavagem
      • Detergentes naturais
      • Detergentes sintéticos
    • O processo de limpeza a seco
    • Técnicas adequadas ao tratamento da roupa de tinturaria
    • Processo de lavagem de roupa de doentes
    • Etiquetas e símbolos internacionais de conservação têxtil
  • Serviço de lavandaria e rouparia
    • Trabalhos diários e trabalhos periódicos
    • Técnicas de passar a ferro em função das peças de roupa
    • Dobragem e arrumação da roupa
  • Arranjos de costura
    • Técnicas básicas de costura
    • Equipamento de costura
      • Máquinas
      • Utensílios
    • Aplicações da costura à mão

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Higienização de espaços e equipamentos

Higienização de espaços e equipamentos
UFCD | 3520
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Aplicar as técnicas básicas de higienização de materiais e utensílios.
  • Organizar o serviço de higienização dos espaços, em contexto institucional e no domicílio.
  • Utilizar os principais tipos de equipamentos de higienização.
  • Higienização - materiais e utensílios
    • Conceitos básicos de química de materiais
    • Produtos básicos de limpeza
    • Utensílios básicos de higienização
    • Utilizaçãodos utensílios e produtos de limpeza
  • Higienização de espaços
    • Regras de organização do serviço de higienização
    • Técnicas específicasde higienização
      • Revestimentos
      • Móveis
      • Tecidos
    • Higienização
      • Centros de cuidados humanos/similares
      • Lares
      • Centros de dia
      • Domicílio
    • Higienização de espaços específicos
      • Salasde convívio
      • Quartos
      • Unidades de saúde
      • Refeitórios
  • Equipamentos de higienização
    • Livros de instruções e ficha técnica dos equipamentos
    • Regras básicas de manutenção e limpeza de equipamento e utensílios
    • Ficha de arranjos

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Instituições de apoio familiar e à comunidade

Instituições de apoio familiar e à comunidade
UFCD | 3516
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Inventariar os recursos materiais disponíveis numa determinada Instituição.
  • Caracterizar os diferentes tipos de Instituições.
  • Relacionar-se com cada elemento da Instituição.
  • Recursos físicos e materiais
    • Espaço físico de trabalho e respetivos suportes
    • Recursos básicosde uma Instituição
      • Instalações sanitárias
      • Instalações para cuidados de saúde
      • Instalações de preparação e/ou confeção de refeições
      • Secção de economato
  • Tipos de Instituições
    • Tipos de Instituições
      • Finalidades
      • Objectivos
      • Critérios de funcionamento
    • Características geraisdas várias Instituições
      • Lares de 3.ª idade
      • Centros de dia
      • Centros de saúde
    • Problemas e dificuldades mais frequentes
      • Horários de funcionamento
      • Plano básico de atividades e/ou funcionamento
      • Características socioprofissionais
      • Práticas religiosas
    • Organigrama de uma Instituição
    • Relações inter-Instituições
    • Necessidades gerais e específicas dos clientes/utilizadores
  • O profissional na sua relação com a Instituição
    • Regras de urbanidade na relação com terceiros
    • Regras de urbanidade específicas segundo
      • A idade
      • O sexo
      • A situação profissional dos membros da Instituição
    • Regras de urbanidade segundo as circunstâncias
      • Zonas de espaço público
      • Zonas de espaço privado
    • Relações profissionais e relações familiares
    • Meios de comunicação interpessoais
    • Noções de hierarquia profissional

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Cozinha - organização e funcionamento

Cozinha - organização e funcionamento
UFCD | 3299
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar a organização e as regras de funcionamento da cozinha.
  • Identificar os equipamentos e utensílios de cozinha adequados às diferentes técnicas de preparação e confeção dos produtos alimentares.
  • Efetuar o aprovisionamento dos produtos alimentares, assegurando o estado de conservação dos mesmos.
  • Identificar os procedimentos inerentes à produção na cozinha.
  • Reconhecer a importância do cumprimento das normas de higiene e segurança.
  • Organização e funcionamento da cozinha
    • Tipologia de serviços
    • Legislação reguladora da comercialização de produtos alimentares
    • Instalações
    • Equipamentos
    • Utensílios
    • Indumentária
    • Brigada de cozinha
    • Circuitos
    • Organização e articulação com o serviço de restaurante
    • Terminologia
  • Tecnologia dos equipamentos e utensílios de cozinha
    • Características
    • Funções
    • Higienização, manutenção e conservação
  • Aprovisionamento dos produtos alimentares
    • Planos de produção, cartas, ementas, receitas, fichas técnicas, tabelas de capitação e de desperdício
    • Formulários de encomenda
    • Formulário de entrega
    • Registo de receção, conferência e verificação de qualidade
    • Não conformidades e reclamações
    • Regras de acondicionamento, armazenamento e conservação das matérias-primas perecíveis e não perecíveis
    • Controlo de stocks
  • Procedimentos de organização da cozinha
    • Processo e suporte documental
    • Planeamento da produção
    • Disposição dos meios físicos
    • Organização do trabalho
    • Interface entre serviços
    • Previsão dos meios necessários
    • Limpeza da secção
  • Normas de higiene e segurança

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Com

    Habilitação mínima:

    • Empregados: 9º ano ou superior;
    • Desempregados: 12º ano ou superior;

    Documentação necessária para inscrição:

    • Ficha de inscrição;
    • Certificado de Habilitações Literárias;
    • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
      • Desempregados:
        • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
      • Empregados:
        • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
        • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade
    provativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Higiene e segurança alimentar

Higiene e segurança alimentar
UFCD | 3296
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Desenvolver os procedimentos adequados para as boas práticas de higiene na produção/confeção dos alimentos.

  • Noções de microbiologia
  • Noções de higiene
  • Conservação e armazenamento de géneros alimentícios
  • Noções de limpeza e desinfecção
  • Introdução à aplicação do APPCC (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controlo)

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Expressão dramática, corporal, vocal e verbal

Expressão dramática, corporal, vocal e verbal
UFCD | 3279
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Planificar e desenvolver técnicas de animação com recurso à expressão dramática, corporal, vocal e verbal.

  • Expressão dramática e desenvolvimento pessoal
    • Desenvolvimento interpessoal
      • Auto-conhecimento e revelação
      • Falar / escutar
      • Quebra-gelo / aquecimento
      • Confiança e reciprocidade
      • Guiar e ser guiado
      • Aceitação do risco e do desafio
    • Desenvolvimento da actividade
      • Pensamento convergente
      • Quebrar regras
      • Pensamento fora das estruturas
      • Desenvolvimento da sensibilidade
      • Estado de receptividade
      • Adaptação e reação à mudança
      • Originalidade
      • Organização coerente
  • Expressão dramática e desenvolvimento integral da criança
    • Expressão dramática e desenvolvimento cognitivo
      • Desenvolvimento cognitivo
      • Estádio sensorio-motor
      • Estádio pré-operatório
      • Estádio das operações concretas
      • Estádio das operações formais
  • Expressão dramática - função simbólica
    • Imitação diferida
    • Jogo simbólico
    • Desenho
    • Imagem mental
    • Linguagem
  • Expressão corporal
    • Centros de expressividade corporal
    • Corpo como um todo e uma segmentação
    • Coordenação visual e áudio-motora
    • Respiração – desenvolvimento e exploração
    • Relaxamento – técnica e desenvolvimento
    • Possibilidades expressivas sem e com deslocação no espaço
    • Pantomima e mímica corporal
  • Expressão vocal e verbal
    • Corpo emissor sonoro
    • Silêncio e som
    • Respiração e emissão sonora
    • Volume e projeção da voz
    • Articulação e dicção

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Organização pessoal e gestão do tempo

Organização pessoal e gestão do tempo
UFCD | 0404
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários

Aplicar as técnicas de organização pessoal e gestão do tempo com vista a otimizar o planeamento das atividades e o cumprimento dos objetivos.

  • Técnicas para inventariação das atividades desenvolvidas
  • Técnicas para análise das atividades desenvolvidas e sua priorização
  • Identificação do potencial de melhoria de cada uma das atividades
  • Regras básicas de organização pessoal
  • Regras fundamentais da gestão do tempo
  • Desenvolvimento de planos de ação de melhoria de desempenho utilizando as regras básicas de gestão do tempo e de organização pessoal

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Comunicação interpessoal - comunicação assertiva

Comunicação interpessoal - comunicação assertiva
UFCD | 0350
Nível 2
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar e caracterizar os elementos intervenientes no processo de comunicação e os diferentes perfis comunicacionais.
  • Desenvolver a comunicação assertiva.
  • Identificar e transpor as barreiras que surgem nas diferentes fases do processo de comunicação.
  • Realizar os diversos tipos de processamento interno da informação.
  • Aplicar os diferentes tipos de perguntas no processo de comunicação.
  • Processo de comunicação e perfis comunicacionais
    • Função e importância dos elementos que intervêm no processo de comunicação
      • Emissor/Receptor
      • Canal
      • Mensagem/código
      • Contexto
      • Feedback
    • Diferentes perfis comunicacionais
      • Passivo
      • Agressivo
      • Manipulador
      • Assertivo
  • Comunicação assertiva
    • Particularidades e vantagens do perfil assertivo
    • Empatia
      • Escuta ativa/escuta dinâmica
        • Conceito de contexto comum
      • Semântica sintaxe
      • Paralinguagem
  • Barreiras à comunicação
    • Barreiras gerais do processo de comunicação
      • Barreiras internas
        • Objectivas
        • Subjectivas
      • Barreiras externas
    • Barreiras típicas das diferentes fases do processo de comunicação
      • Construção, adaptação, envio, receção e interpretação da mensagem
  • Processamento interno da informação
    • Processamento fonético
    • Processamento literal (significado)
    • Processamento reflexivo (empático)
  • Tipos de perguntas no processo de comunicação
    • Abertas
    • Fechadas
    • Retorno
    • Reformulação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Ambiente, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho - conceitos básicos

Ambiente, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho - conceitos básicos
UFCD | 0349
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os principais problemas ambientais.
  • Promover a aplicação de boas práticas para o meio ambiente.
  • Explicar os conceitos relacionados com a segurança, higiene e saúde no trabalho.
  • Reconhecer a importância da segurança, higiene e saúde no trabalho.
  • Identificar as obrigações do empregador e do trabalhador de acordo com a legislação em vigor.
  • Identificar os principais riscos presentes no local de trabalho e na atividade profissional e aplicar as medidas de prevenção e proteção adequadas.
  • Reconhecer a sinalização de segurança e saúde
  • Explicar a importância dos equipamentos de proteção coletiva e de proteção individual.
  • AMBIENTE
    • Principais problemas ambientais da atualidade
    • Resíduos
      • Definição
      • Produção de resíduos
    • Gestão de resíduos
      • Entidades gestoras de fluxos específicos de resíduos
      • Estratégias de atuação
      • Boas práticas para o meio ambiente
  • SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO
    • CONCEITOS BÁSICOS RELACIONADOS COM A SHST
      • Trabalho, saúde, segurança no trabalho, higiene no trabalho, saúde no trabalho, medicina no trabalho, ergonomia, psicossociologia do trabalho, acidente de trabalho, doença profissional, perigo, risco profissional, avaliação de riscos e prevenção
    • ENQUADRAMENTO LEGISLATIVO NACIONAL DA SHST
      • Obrigações gerais do empregador e do trabalhador
    • ACIDENTES DE TRABALHO
      • Conceito de acidente de trabalho
      • Causas dos acidentes de trabalho
      • Consequências dos acidentes de trabalho
      • Custos diretos e indiretos dos acidentes de trabalho
    • DOENÇAS PROFISSIONAIS
      • Conceito
      • Principais doenças profissionais
    • PRINCIPAIS RISCOS PROFISSIONAIS
      • Riscos biológicos
      • Agentes biológicos
      • Vias de entrada no organismo
      • Medidas de prevenção e proteção
      • Riscos Físicos (conceito, efeitos sobre a saúde, medidas de prevenção e proteção)
      • Ambiente térmico
      • Iluminação
      • Radiações (ionizantes e não ionizantes)
      • Ruído
      • Vibrações
      • Riscos químicos
        • Produtos químicos perigosos
        • Classificação dos agentes químicos quanto à sua forma
        • Vias de exposição
        • Efeitos na saúde
        • Classificação, rotulagem e armazenagem
        • Medidas de prevenção e proteção
      • Riscos de incêndio ou explosão
        • O fogo como reação química
          • Fenomenologia da combustão
          • Principais fontes de energia de ativação
          • Classes de Fogos
          • Métodos de extinção
        • Meios de primeira intervenção - extintores
          • Classificação dos Extintores
          • Escolha do agente extintor
      • Riscos elétricos
        • Riscos de contacto com a corrente elétrica: contatos diretos e indiretos
        • Efeitos da corrente elétrica sobre o corpo humano
        • Medidas de prevenção e proteção
      • Riscos mecânicos
        • Trabalho com máquinas e equipamentos
        • Movimentação mecânica de cargas
      • Riscos ergonómicos
        • Movimentação manual de cargas
      • Riscos psicossociais
    • SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA E SAÚDE
      • Conceito
      • Tipos de sinalização
    • EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA E DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL
      • Principais tipos de proteção coletiva e de proteção individual

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Oficina de expressão dramática

Oficina de expressão dramática
UFCD | 4271
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Aplicar as técnicas de construção e manipulação de fantoches, silhuetas e máscaras.
  • Articular os recursos e a distribuição de papéis e funções em diferentes situações, tendo em conta os objetivos da intervenção.
  • Formas animadas
    • Animação de objectos
    • Fantoches e marionetas
    • Tipos e formas de manipulação
    • Da tradição à modernidade
  • Teatro de sombras
    • O corpo em negativo
    • As mãos que contam
    • Objectos em contraluz
    • Formas e técnicas
  • A Máscara
    • Do rito mágico ao espectáculo
    • A máscara que esconde e revela: tipos e funções
    • Jogos de máscaras
    • A comedia dell’arte e o teatro da máscara

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Oficina de expressão plástica

Oficina de expressão plástica
UFCD | 4269
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Aplicar diferentes técnicas de modelação em barro e outros materiais plásticos.
  • Aplicar diferentes técnicas de moldagem com gesso em moldes plásticos.
  • Aplicar técnicas de tecelagem.
  • Aplicar técnicas de impressão.
  • Identificar as componentes e os procedimentos da metodologia projectual.
  • Relacionar as formas visuais com as características dos materiais e das funções a que estão associados, tendo em conta a aplicação à organização de espaços bidimensionais e tridimensionais.
  • Analisar a relação interativa entre sentimento/ideia/material/técnica.
  • O atelier de expressão plástica
  • Técnicas e materiais de modelação
  • Técnicas e materiais de moldagem
  • Introdução histórica sobre a tecelagem
  • Técnicas de tecelagem
  • História das técnicas de impressão
  • Técnicas de impressão
  • Exploração plástica no espaço bidimensional e tridimensional
  • Concepção e execução de construções bi e tridimensionais
  • Esboço, maquetas e memória descritiva
  • Reutilização e revocação de materiais, utensílios e suportes

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Trabalho de projeto comunitário - metodologia

Trabalho de projeto comunitário - metodologia
UFCD | 4261
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Reconhecer a importância da metodologia no desenvolvimento de qualquer projeto.
  • Elaborar um plano de atividades.
  • Reflectir sobre as práticas de atuação através do exercício da avaliação.
  • Conceito de Metodologia
  • A Metodologia como instrumento de transformação da realidade
  • A flexibilidade da ação metodológica
    • A Investigação / Ação / Participativa como guia operativo capaz de se adaptar à dinâmica da realidade sociocultural
  • Conceito de Planificação
  • Características de um plano
  • Elementos a considerar num plano de atividades (objetivos, estratégias, metodologia, tempo e recursos)
    • Definição de objetivos gerais e específicos
    • Construção adequada de objetivos gerais e objetivos específicos
    • Definição de estratégias de intervenção
    • Definição de atividades
    • A importância da calendarização
    • A importância dos recursos para o sucesso do projeto (recursos humanos, materiais e financeiros)
    • A execução e a avaliação de processo como forma de redirecionar a intervenção
    • A avaliação de processo (fase operacional) e a promoção eficaz da mudança
    • Identificação de critérios facilitadores da avaliação de processo

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Técnico de Juventude – contextos e práticas de atuação

Técnico de Juventude – contextos e práticas de atuação
UFCD | 8968
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Caracterizar a diversidade de contextos, saberes e práticas inerentes à atividade do Técnico de Juventude.
  • Reconhecer a realidade multifacetada do trabalho com jovens, integrando a noção de Juventude.
  • Identificar estratégias de atuação profissional do Técnico de Juventude no âmbito da Educação Não-formal.
  • Aplicar métodos e técnicas de diagnóstico de situação e de análise de necessidades sociais dos jovens.
  • Alicerces da profissão de Técnico de Juventude
    • O trabalho na área da Juventude: uma realidade diversa e polivalente
    • A diversidade dos contextos de atuação com jovens
    • A Juventude e as Juventudes: da unidade à diferença
    • O Técnico de Juventude enquanto agente educativo: a importância da educação não-formal
  • Diversidade de saberes e práticas
    • Do voluntariado à profissionalização: atores na área da juventude
    • Trabalho com e para Jovens: a importância da facilitação
    • A convergência da atuação: intervenção multidisciplinar e trabalho de equipa
    • Estudos de caso: o “youth work” na Europa
  • Métodos e técnicas de diagnóstico de situações sociais
    • Análise do contexto
    • Técnicas de abordagem
    • Aplicação de instrumentos de diagnóstico (inquéritos, entrevista semi-diretiva,…)
    • Análise de resultados e propostas de intervenção

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

        Habilitação mínima:

        • Empregados: 9º ano ou superior;
        • Desempregados: 12º ano ou superior;

        Documentação necessária para inscrição:

        • Ficha de inscrição;
        • Certificado de Habilitações Literárias;
        • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
          • Desempregados:
            • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
          • Empregados:
            • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
            • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Prestação de cuidados humanos básicos - alimentação

Prestação de cuidados humanos básicos - alimentação
UFCD | 8854
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Aplicar técnicas de prestação de cuidados de alimentação.
  • Efetuar a eliminação de resíduos alimentares.
  • Aplicar as técnicas de comunicação, de acordo com o tipo de interlocutor.
  • Composição e valor nutricional dos alimentos
  • Necessidades nutricionais nas diferentes fases da vida
  • Regras alimentares
    • Diversidade dos alimentos
    • Diversidade das refeições (alimentos a privilegiar e a evitar)
    • Nº de refeições, horários e intervalos
    • Quantidades
  • Técnicas de comunicação
  • Alimentação
  • Dietas terapêuticas
  • Suplementos alimentares
  • Hidratação (plano de ingestão de líquidos)
  • Confeção de refeições ligeiras
    • Tipologia das refeições
    • Técnicas de preparação
    • Técnicas de manipulação e conservação (matérias-primas e alimentos frescos e confecionados)
    • Técnicas de acondicionamento
  • Cuidados de higiene alimentar
    • Preparação dos tabuleiros de refeição
  • Cuidados de higiene (antes e após as refeições)
    • Posicionamentos para a toma das refeições
  • Ingestão de alimentos e bebidas
    • Controlo de riscos
    • Sinais de alerta (engasgamento)
  • Alterações no padrão alimentar
  • Eliminação de resíduos alimentares
  • Ocorrências e anomalias no apoio à prestação de cuidados
  • Procedimentos de registo e reporte

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Políticas de juventude no mundo e relações internacionais

Políticas de juventude no mundo e relações internacionais
UFCD | 8970
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as instituições internacionais no âmbito das quais o organismo nacional responsável pelas políticas de juventude atua.
  • Definir em parceria com os jovens propostas de políticas de juventude.
  • Conselho da Europa
    • Juventude no Conselho da Europa: valores, órgãos estatutários e instrumentos fundamentais
    • Sector da Juventude: Participação dos jovens no processo de decisão
    • Abordagem ao trabalho de juventude
    • Prioridades
  • Políticas de juventude na Europa
    • Introdução às políticas de juventude no espaço internacional (União Europeia, Conselho da Europa, Nações Unidas, Organização Ibero-Americana de Juventude, Comunidade de Países de Língua Portuguesa, Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa, entre outros)
    • União Europeia e Conselho da Europa: diferenças, semelhanças e cooperação
    • União Europeia
      • Juventude e os Tratados
      • Processo de decisão: Comissão Europeia, Conselho Europeu e Parlamento Europeu
      • Diálogo estruturado: sistema de determinação de prioridades; dinâmicas de participação dos jovens
        • Abordagem ao trabalho de juventude
  • Estudo de casos

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Educação e cooperação para o desenvolvimento na área da juventude

Educação e cooperação para o desenvolvimento na área da juventude
UFCD | 8971
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os instrumentos legais sobre os direitos humanos e responsabilidade dos cidadãos.
  • Caracterizar os conceitos de educação para a paz, direitos humanos, igualdade e diversidade, democracia e desenvolvimento sustentável.
  • Identificar os princípios base da educação para a cidadania.
  • Organizar e promover uma campanha de sensibilização para as questões da cidadania.
  • Direitos humanos e responsabilidades dos cidadãos
    • Instrumentos legais
    • Papel das organizações de juventude
  • Os objetivos de desenvolvimento do milénio
    • Apresentação e metas propostas
    • Ponto de situação
  • Cidadania e participação – para uma cidadania mundial
    • O que é a «Cidadania Mundial»
    • Como educar para a Cidadania Mundial
    • Participação na vida da comunidade local e dimensão internacional
  • Empenhamento cívico, participação democrática e inovação social
    • A tomada de decisões
    • Liderança e empreendedorismo
    • Promoção da tolerância e cooperação, prevenção e resolução de conflitos
    • Cooperação para o desenvolvimento na área da juventude
  • Campanha
    • Conceção e definição de instrumentos
    • Utilização segura e responsável das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC)
  • Programas internacionais de apoio às iniciativas de jovens
    • Programas europeus
    • Outros

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Culturas juvenis - os jovens na atualidade

Culturas juvenis - os jovens na atualidade
UFCD | 8972
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Caracterizar a população jovem portuguesa na atualidade, em particular no território nacional.
  • Reconhecer as identidades e realidades dos jovens portugueses a partir de diferentes perspetivas.
  • Caraterizar as formas de participação cívica e de cidadania da população jovem portuguesa.
  • Os jovens portugueses na atualidade
    • Dados demográficos
    • Os jovens, a família e a comunidade
    • Saúde, namoro e sexualidade
    • Condutas de risco
    • Os jovens e a justiça
  • Condição face à educação, formação profissional e emprego
    • Educação
    • Emprego e empreendedorismo
    • Formação profissional
  • Noções sobre as identidades juvenis
    • Lazer, sociabilidade dos jovens, grupos juvenis
    • O corpo: tatuagens, piercings e outras marcas de identidade
    • A apropriação dos espaços e dos territórios.
    • Novas tecnologias da informação e comunicação e os jovens
  • Participação cívica e cidadania
    • Os jovens e a política
    • Novas formas de participação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Informação aos jovens - contextos e práticas, nacionais e internacionais

Informação aos jovens - contextos e práticas, nacionais e internacionais
UFCD | 8974
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Caracterizar o trabalho de informação aos jovens.
  • Identificar os princípios e valores-chave da informação aos jovens.
  • Caracterizar o modo como os jovens interpretam a informação.
  • Aplicar metodologias de trabalho de informação aos jovens.
  • Avaliar a qualidade da informação a transmitir aos jovens.
  • Identificar boas práticas em informação aos jovens.
  • Elaborar uma campanha de informação aos jovens.
  • O que é o trabalho de Informação aos jovens?
    • Princípios e valores “chave” do trabalho com jovens
    • Princípios e valores “chave” do trabalho de Informação aos jovens
    • Carta europeia de Informação para jovens
    • Princípios da Informação online para jovens
    • Atividade de informação aos jovens - funções e características
  • O jovem e a informação
    • Os adolescentes e as necessidades de informação
    • Trabalho de informação aos jovens
    • Necessidades de informação aos jovens das gerações digital e não-digital
    • Comunicação e características de diferentes tipos de comunicação: comunicação presencial, comunicação on-line
  • Metodologias para o trabalho de informação aos jovens
    • Tipo/ instrumentos
      • Entrevista/conversa estruturada e dirigida: o modelo das 6 fases/etapas
    • Ferramentas de apoio ao trabalho de informação aos jovens
    • Planificação de ações futuras
    • Avaliação
    • Comunicação com os jovens que procuram informação e aconselhamento
    • Tipos de comunicação: comunicação presencial, comunicação on-line
  • Avaliação da informação – bases para uma informação de qualidade
    • Características da informação de qualidade: fatores de qualidade
    • Consequências de respostas erradas ou incompletas
    • Como utilizar as redes locais de informação aos jovens
  • Boas práticas em informação aos Jovens
    • Organismos e projetos europeus de informação aos jovens
    • Exemplos de boas práticas em Informação aos Jovens
  • Planificação de ações futuras e avaliação – campanha de informação

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Competências empreendedoras e técnicas de procura de emprego

Competências empreendedoras e técnicas de procura de emprego
UFCD | 8600
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Definir o conceito de empreendedorismo.
  • Identificar as vantagens e os riscos de ser empreendedor.
  • Identificar o perfil do empreendedor.
  • Reconhecer a ideia de negócio.
  • Definir as fases de um projeto.
  • Identificar e descrever as diversas oportunidades de inserção no mercado e respetivos apoios, em particular as Medidas Ativas de Emprego.
  • Aplicar as principais estratégias de procura de emprego.
  • Aplicar as regras de elaboração de um curriculum vitae.
  • Identificar e selecionar anúncios de emprego.
  • Reconhecer a importância das candidaturas espontâneas.
  • Identificar e adequar os comportamentos e atitudes numa entrevista de emprego.
  • Conceito de empreendedorismo – múltiplos contextos e perfis de intervenção
  • Perfil do empreendedor
  • Fatores que inibem o empreendorismo
  • Ideia de negócio e projet
  • Coerência do projeto pessoal / projeto empresarial
  • Fases da definição do projeto
  • Modalidades de trabalho
  • Mercado de trabalho visível e encoberto
  • Pesquisa de informação para procura de emprego
  • Medidas ativas de emprego e formação
  • Mobilidade geográfica (mercado de trabalho nacional, comunitário e extracomunitário)
  • Rede de contactos
  • Curriculum vitae
  • Anúncios de emprego
  • Candidatura espontânea
  • Entrevista de emprego

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Plano de negócio – criação de micronegócios

Plano de negócio – criação de micronegócios
UFCD | 7854
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os principais métodos e técnicas de gestão do tempo e do trabalho.
  • Identificar fatores de êxito e de falência, pontos fortes e fracos de um negócio.
  • Elaborar um plano de ação para a apresentação do projeto de negócio a desenvolver.
  • Elaborar um orçamento para apoio à apresentação de um projeto com viabilidade económica/financeira.
  • Elaborar um plano de negócio.
  • Planeamento e organização do trabalho
    • Organização pessoal do trabalho e gestão do tempo
    • Atitude, trabalho e orientação para os resultados
  • Conceito de plano de ação e de negócio
    • Principais fatores de êxito e de risco nos negócios
    • Análise de experiências de negócio
      • Negócios de sucesso
      • Insucesso nos negócios
    • Análise SWOT do negócio
      • Pontos fortes e fracos
      • Oportunidades e ameaças ou riscos
    • Segmentação do mercado
      • Abordagem e estudo do mercado
      • Mercado concorrencial
      • Estratégias de penetração no mercado
      • Perspetivas futuras de mercado
  • Plano de ação
    • Elaboração do plano individual de ação
      • Atividades necessárias à operacionalização do plano de negócio
      • Processo de angariação de clientes e negociação contratual
  • Estratégia empresarial
    • Análise, formulação e posicionamento estratégico
    • Formulação estratégica
    • Planeamento, implementação e controlo de estratégias
    • Negócios de base tecnológica | Start-up
    • Políticas de gestão de parcerias | Alianças e joint-ventures
    • Estratégias de internacionalização
    • Qualidade e inovação na empresa
  • Plano de negócio
    • Principais características de um plano de negócio
      • Objetivos
      • Mercado, interno e externo, e política comercial
      • Modelo de negócio e/ou constituição legal da empresa
      • Etapas e atividades
      • Recursos humanos
      • Recursos financeiros (entidades financiadoras, linhas de crédito e capitais próprios)
    • Formas de análise do próprio negócio de médio e longo prazo
      • Elaboração do plano de ação
      • Elaboração do plano de marketing
      • Desvios ao plano
    • Avaliação do potencial de rendimento do negócio
    • Elaboração do plano de aquisições e orçamento
    • Definição da necessidade de empréstimo financeiro
    • Acompanhamento do plano de negócio
  • Negociação com os financiadores

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Perfil e potencial do empreendedor – diagnóstico/ desenvolvimento

Perfil e potencial do empreendedor – diagnóstico/ desenvolvimento
UFCD | 7852
Nível 2
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Explicar o conceito de empreendedorismo.
  • Identificar as vantagens e os riscos de ser empreendedor.
  • Aplicar instrumentos de diagnóstico e de autodiagnóstico de competências empreendedoras.
  • Analisar o perfil pessoal e o potencial como empreendedor.
  • Identificar as necessidades de desenvolvimento técnico e comportamental, de forma a favorecer o potencial empreendedor.
  • Empreendedorismo
    • Conceito de empreendedorismo
    • Vantagens de ser empreendedor
    • Espírito empreendedor versus espírito empresarial
  • Autodiagnóstico de competências empreendedoras
    • Diagnóstico da experiência de vida
    • Diagnóstico de conhecimento das “realidades profissionais”
    • Determinação do “perfil próprio” e autoconhecimento
    • Autodiagnóstico das motivações pessoais para se tornar empreendedor
  • Caráterísticas e competências-chave do perfil empreendedor
    • Pessoais
      • Autoconfiança e automotivação
      • Capacidade de decisão e de assumir riscos
      • Persistência e resiliência
      • Persuasão
      • Concretização
    • Técnicas
      • Área de negócio e de orientação para o cliente
      • Planeamento, organização e domínio das TIC
      • Liderança e trabalho em equipa
  • Fatores que inibem o empreendedorismo
  • Diagnóstico de necessidades do empreendedor
    • Necessidades de caráter pessoal
    • Necessidades de caráter técnico
  • Empreendedor - autoavaliação
    • Questionário de autoavaliação e respetiva verificação da sua adequação ao perfil comportamental do empreendedor

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Gestão de espaços, instalações e equipamentos desportivos

Gestão de espaços, instalações e equipamentos desportivos
UFCD | 7267
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar as implicações legais, sociais, económicas, ambientais, territoriais e políticas do processo de planeamento e gestão de uma instalação desportiva.
  • Caracterizar as diferentes fases de planeamento e gestão de uma instalação desportiva
  • Identificar as principais áreas de trabalho em instalações, tendo por referência as estruturas humanas, recursos associados, bem como as atividades de apoio à gestão
  • Definir e aplicar técnicas de apoio à gestão de instalações privilegiando abordagens centradas em técnicas de controlo, preparação, organização e manutenção de materiais e equipamentos em instalações
  • Aplicar a legislação relativa às instalações e equipamentos desportivos
  • Instalações Desportivas
    • Artificiais
    • Naturais
    • Tipologia e contextos de definição
  • Instalações Desportivas
    • Ambiente
    • Planeamento Urbano
    • Funções sociais e económicas
    • Enquadramento legal: licenciamento de utilização desportiva e responsabilidade técnica
    • Inovação em Desporto
    • Fases de planeamento
    • Estruturas funcionais - organogramas
  • Tipos de atividades e técnicas de apoio à gestão de espaços, instalações e equipamentos
    • Registo de acessos de utentes (praticantes, espectadores e outros)
    • Requisitos técnicos e funcionais de instalações
    • Normativos desportivos – técnicas de verificação, controlo e manutenção
    • Descrição técnica da instalação
    • Registo fotográfico da instalação
    • Tipos de ocorrências e sua Inventariação
    • Controlo e verificação de materiais
    • Técnicas e tipos de manutenção de equipamentos e instalações
    • Registo e controlo de consumos
    • Relatórios técnicos de apoio à gestão
    • Contacto e receção de clientes e fornecedores
    • Lista de contactos da instalação - procedimentos de construção de manutenção
    • Dispositivos de informação a utentes - regras de redação e de organização
    • Procedimentos de adaptação de instalações a contextos de eventos desportivos e não desportivos

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Projeto de animação sociocultural - avaliação

Projeto de animação sociocultural - avaliação
UFCD | 4282
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Conceber e utilizar instrumentos de avaliação.
  • Reformular a intervenção em função da avaliação efetuada.
  • Produzir o relatório final do trabalho de projeto efetuado.
  • Conceber e pôr em prática formas de divulgar os resultados.
  • Avaliação
    • Avaliar os resultados da intervenção com recurso a instrumentos de avaliação que permitam aferir do impacto do projeto em termos do(s) problema(s) indicado(s) à partida para ser(em) trabalhado(s)
  • Reformulação da intervenção
    • Reformulação das hipóteses de trabalho, dos objetivos e das acções
    • Concepção de novos projetos de intervenção sociocultural
  • Relatório final do projeto

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Saúde e socorrismo

Saúde e socorrismo
UFCD | 4283
Nível 4
Carga horária | 25 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar os estados da saúde humana e os fatores condicionantes.
  • Compreender os mecanismos de transmissão de doenças.
  • Compreender o conceito de sobrevivência.
  • Compreender o sistema integrado de emergência médica.
  • Identificar a sequência de procedimentos que permitem executar o SBV.
  • Conceito de saúde
  • Os comportamentos humanos
  • Factores condicionantes da saúde: recursos, serviços, sistemas, valores
  • Saúde pública: objetivo, modos de atuação, tipos
  • Saúde e homeostasia
  • Estados da saúde humana: hígido, mórbido, patogénico
  • Serviços de saúde e cuidados de saúde
  • Cadeia de sobrevivência: Suporte Básico de Vida (SBV) precoce, desfibrilhação precoce, Suporte Avançado de Vida (SAV) precoce
  • O sistema integrado de emergência médica: INEM, 112, CODU, CIAV
  • SBV: conceito, etapas e procedimentos, posicionamento, sequência de ações, problemas associados.
  • Posição lateral de segurança

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da entidade empregadora com horário de trabalho.
      • Conta própria: Declaração Segurança Social a comprovar descontos ou declaração abertura da atividade

Destinatários Elegíveis: (+18 e -65 ou não reformado ou não inválido)

  • Ativos empregados, com especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego;
  • Desempregados de curta duração (- de 12 meses), detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, que se encontram mais próximo do reingresso no mercado de trabalho;

Projeto de animação sociocultural - implementação

Projeto de animação sociocultural - implementação
UFCD | 4281
Nível 4
Carga horária | 50 horas

 

Objetivos Conteúdos Requisitos Destinatários
  • Identificar e gerir os recursos disponíveis para o desenvolvimento do trabalho de projeto.
  • Seleccionar e justificar os métodos e as técnicas utilizadas no trabalho de projeto.
  • Implementar um projeto de animação sociocultural.
  • Identificação do grupo alvo do projeto: em que medida se faz sentir o problema(s) seleccionado(s) no grupo de pessoas alvo do projeto
  • Objetivos: as metas a alcançar no final do trabalho de projeto
  • Acções desenvolvidas e objetivos alcançados com cada acção
  • Recursos: indicação dos recursos utilizados no decorrer do trabalho de projeto
  • Métodos e técnicas:
    • Explicitação dos métodos e técnicas utilizados no decorrer do trabalho de projeto

Habilitação mínima:

  • Empregados: 9º ano ou superior;
  • Desempregados: 12º ano ou superior;

Documentação necessária para inscrição:

  • Ficha de inscrição;
  • Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo Situação de Emprego ou Desemprego
    • Desempregados:
      • Declaração do centro de emprego (emitida – 6 meses) com a data de inscrição
    • Empregados:
      • Conta doutrem: Declaração da